back to top

Polícia do Rio já está na casa do Big Brother Brasil

Delegada foi até o local para tomar depoimento de Marcos. Chamado pela produção, ele passou 18 minutos no confessionário. Depois, foi a vez de Emilly.

publicado

A Polícia Civil já está na casa do programa Big Brother Brasil, da Rede Globo, no Rio.

A delegada da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá (zona oeste do Rio), Viviane da Costa Ferreira Pinto, chegou ao local em uma viatura com uma equipe de policiais para ouvir o depoimento de Marcos Harter, 37, suspeito de lesão corporal contra a namorada, a também participante do programa, Emilly Araújo, 20.

As informações são da assessoria de imprensa da Polícia Civil.

Às 18h38, Marcos e Emilly estavam deitados no jardim, quando tocou uma sirene. Ele se dirigiu ao confessionário, onde permaneceu por 18 minutos.

Após deixar o local, Marcos reencontrou Emily no jardim, mas desconversou quando ela perguntou o motivo de ele ter sido chamado pela produção do programa. "Mistério", esquivou-se.

Quando ela insistiu, ele saiu pela tangente: "o confessionário é igual Las Vegas. O que acontece em Vegas, fica em Vegas."

Ao ver que Marcos fazia um sanduíche para ela, Emilly disse: “Entrou um sapo no confessionário e saiu um príncipe?". E completou: "Botaram aquele Marcos no lixo e trouxeram outro. Obrigada, gente”.

Às 19h48 foi a vez de Emilly ser chamada no confessionário. Dez minutos depois, ela saiu e começou a chorar na varanda. "É alguma coisa comigo?", perguntou Marcos. Ela desconversou.

De acordo com a diretora da Divisão de Atendimento à Mulher, Márcia Noeli, a delegada vai ouvir os dois participantes e deve pedir que Emilly faça exame de corpo de delito para averiguar se houve lesão corporal.

Além das cenas em que Marcos aparece intimidando, gritando e colocando o dedo no rosto de Emilly, há momentos em que a jovem afirma que ele a está machucando, apertando o seu pulso, e pede para ele parar.

Ainda segundo a diretora, caso seja necessário, a delegada Viviane poderá ingressar com um pedido de medida protetiva para Emilly, o que poderá acarretar na saída de Marcos do programa.

À noite, a Rede Globo confirmou a presença da polícia no estúdio e afirmou que, de acordo com o resultado da investigação, tomaria medidas ainda durante a exibição do programa nesta segunda.

Segundo a emissora, que divulgou nota oficial, "a delegada concordou com as seguintes medidas: submeter Emily a um exame clínico, por um médico da Globo, para avaliar a possibilidade de lesão corporal; chamá-la novamente ao confessionário, a fim de que fiquem claros seus direitos, garantidos pela Lei Maria da Penha, inclusive o de ficar distante de Marcos, se assim o desejar".

A nota prossegue: "a partir dos resultados, a Globo anunciará o que fará na edição de hoje do programa. Mais uma vez a Globo reafirma seu repúdio a toda e qualquer forma de violência, tendo evidenciado isso em todas as suas atitudes".

A emissora lembrou ainda que na edição de ontem do BBB tratou do assunto. "Pelas regras do BBB, inclusive, agressões físicas são punidas com expulsão imediata. Por isso, chamamos Marcos e Emily separadamente ao confessionário no domingo. Marcos foi repreendido e alertado sobre seu comportamento e a Emily foi reforçado todo apoio. Na ocasião, ela não denunciou nenhuma agressão física', finaliza a nota.

Veja também:

Polícia do Rio irá à casa do BBB para ouvir Marcos, diz delegada

Público do "BBB" critica Globo após Marcos continuar no programa

Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.