back to top

PF prendeu suspeito bem na hora em que ele compartilhava pornografia infantil

Homem de 66 anos e seu filho estão entre os cinco presos pela Polícia Federal em Goiás. Imagens eram distribuídas em programas de compartilhamento.

publicado

Um homem de 66 anos, já avô, foi preso em flagrante dentro de sua casa pela Polícia Federal (PF) em Goiás usando seu computador para compartilhar fotos de crianças em cenas de nudez e sexo. Seu filho também foi detido porque possuía esse tipo de foto em seu notebook. Os dois moravam juntos.

Os nomes não foram divulgados pela polícia, que deflagrou na quarta-feira (8) a operação Prevenir, de combate à pornografia infantil, em Goiânia e outras duas cidades da região metropolitana: Aparecida de Goiânia e Senador Canedo. A polícia apreendeu computadores, HDs e máquinas fotográficas.

Divulgação/PF

As investigações começaram há quatro meses, quando o delegado federal Adriano Tarouco monitorava programas de compartilhamento de arquivos, do tipo P2P (Peer-to-peer). Os suspeitos teriam acessado pelo menos dois desses programas: Emule e Frostwire. Apenas um dos detidos, segundo o delegado Adriano Tarouco, admitiu já ter usado a deep web (redes e programas obscuros de internet onde ocorre o cometimento de vários tipos de crime).

Ontem, a polícia cumpriu seis mandados de busca e apreensão nas casas dos suspeitos, todos presos em flagrante por possuir imagens de pornografia infantil. Fora o aposentado, os quatro suspeitos serão indiciados por posse de pornografia infantil. Três pessoas já foram liberadas sob pagamento de fiança.

O aposentado é suspeito de distribuir, além de possuir essas imagens, o que torna seu crime inafiançável a não ser que um juiz determine um valor para fiança. É um crime que prevê pena de até seis anos de detenção.




Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.