back to top

A Federal da Paraíba fez um formulário que incluiu trans e não-binários na identidade de gênero

E tem um espaço em branco para quem não se sentiu representado na hora de se inscrever para o mestrado ou o doutorado.

publicado

As fichas de inscrição para as vagas de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFPB (Universidade Federal da Paraíba) saíram do modelo "feminino" e "masculino" e foram ampliadas para incluir outras identidades de gênero.

Os postulantes às vagas podem colocar, além de seus nomes que constam nos documentos civis, seus nomes sociais e se identificar como "mulher trans ou cis" (trans para pessoa transexual, e cis para cisgênero, que é a pessoa cuja identidade de gênero é a mesma do sexo biológico), "homem trans ou cis" e "gênero não-binário" (cuja identidade não é nem homem nem mulher). Há ainda uma espaço em branco para quem não se sentir contemplado por essas três possibilidades e preferir apontar outra.

Segundo a pró-reitora de pós-graduação da UFPB, Maria Luiza Alencar Feitosa, a medida foi adotada porque há uma comunidade trans na universidade e também para se enquadrar à legislação que prevê a oficialização do nome social das pessoas transexuais em repartições públicas. Em 2016, um decreto da então presidente Dilma Rousseff determinou a adequação.

O nome social já é usado na área de graduação da UFPB e, agora, a universidade deverá rever os diplomas de egressos que queiram retificar o documento com seus nomes sociais. “A universidade está chegando atrasada nesse processo. A universidade deveria ser vanguarda”, disse a pró-reitora ao BuzzFeed News.

Ela disse que vai orientar a todos os cursos de pós-graduação que deixem por conta do próprio aluno o preenchimento da identidade de gênero, sem apontar para nenhuma alternativa.

No primeiro momento, as fichas de inscrição dos postulantes ao doutorado, no edital 05 de 2017, instaurado no final de setembro, apresentavam seis opções de identidade de gênero: mulher trans, mulher cis, homem trans, homem cis, travesti e gênero não-binário. Depois o formulário ficou mais enxuto e ganhou a possibilidade de informar outra identidade de gênero, caso não se sinta contemplado com as opções.

Publicidade

As inscrições serão feitas de 30 de outubro a 3 de novembro. O processo seletivo vai até 12 de março de 2018.


Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.