go to content

11 fatos que todo mundo deveria saber sobre o cativeiro de orcas

Acontecimentos recentes reacenderam polêmicas em torno das orcas em cativeiro.

publicado

O Vice-Presidente de Serviços Veterinários do SeaWorld defende a prática, afirmando que os humanos perderiam em muito se não houvesse orcas em cativeiro, já que "somos profundamente transformados por elas; a baleia assassina é um animal que faz isso".

Mas eis aqui alguns fatos sobre as orcas em cativeiro.

1. Orcas mantidas em espaços pequenos podem desenvolver comportamentos violentos e/ou psicóticos.

Gerardo Mora / Getty Images

O caso mais divulgado envolveu Tilikum, a orca mais velha viva atualmente no SeaWorld, que matou a treinadora Dawn Brancheau em 2010.

2. E a reprodução de baleias em cativeiro pode passar adiante essas características desenvolvidas e perigosas.

Getty Images

O esperma de Tilikum foi usado para emprenhar outras baleias fêmeas no SeaWorld. Um de seus filhotes, Kyuquot, também apresentou tendências violentas e mais tarde atacou um treinador no Texas. "Jamais deveria se ter permitido a reprodução [de Tilikum]", afirmou um ex-treinador do SeaWorld. "É completamente antiético reproduzir um animal que apresenta um histórico de agressão. Tudo se resume a dinheiro - as baleias assassinas valem milhões, então você jamais irá sacrificar uma delas."

4. A gravidez precoce entre as orcas leva a uma taxa de mortalidade mais elevada entre os filhotes.

shutterstock.com

Orcas em cativeiro tendem a dar à luz numa idade muito mais jovem do que na natureza, e muitas das mães têm dificuldade em criar seus filhotes. Para piorar as coisas, os filhotes têm uma taxa de sobrevivência muito baixa. Também se especula que as jovens mães são mais propensas a rejeitar seus filhotes porque elas jamais viram um outro filhote antes.

[Fonte]

5. O estresse do cativeiro lhes causa problemas extremos de saúde bucal.

Flickr: 63943575@N00

Muitas vezes, as orcas ficam mordendo as barras horizontais de metal em seus cercados a fim de demonstrarem agressividade para com outras baleias ou apenas para extravasar o tédio. Isso leva a dentes quebrados, expondo suas bocas a infecções bacterianas, além de praticamente impossibilitar seu ocasional retorno à vida selvagem.

[Fonte]

6. O espaço limitado para nadar, o estresse e a alta temperatura da água podem levar suas barbatanas a se dobrarem para o lado.

Mathieu Belanger / Reuters

É a pressão da água ao nadarem rapidamente através de longas distâncias o que mantém eretas as barbatanas das orcas fora do cativeiro. O colapso da barbatana dorsal é encontrado em quase todas as baleias confinadas em quarentena em piscinas relativamente pequenas e que passam muito tempo acima d'água. Outras possíveis causas do colapso da barbatana incluem uma mudança na dieta e a exposição acima do normal ao ar.

O SeaWorld defendeu a falta de exercícios delas à CNN: "Enquanto uma baleia assassina pode e às vezes efetivamente viaja algo como 160 quilômetros em um dia, deve-se ressaltar que nadar essa distância não é algo integral para a saúde e o bem-estar de uma baleia. Trata-se provavelmente de um comportamento alimentar".

9. As orcas são criaturas extremamente sociáveis que viajam com a família em grupos de até 40 baleias.

searagen/searagen

Retirá-las de seus laços familiares pode ter efeitos emocionais nocivos sobre elas.

[Fonte]

10. Orcas de aquário são alimentadas com comida monótona, embora sua dieta requeira uma variedade de presas.

AP Photo/Lionel Cironneau

Orcas em cativeiro normalmente são alimentadas com arenques mortos. Na natureza, essas criaturas podem se alimentar de 30 espécies diferentes de peixes, tubarões, lulas, focas, leões-marinhos, morsas, lontras-marinhas e aves.

[Fonte]

11. Baleias que são mantidas em tanques de água com cloro apresentam sintomas similares a humanos vivendo em água com cloro.

Imagine só uma criatura de 7 metros de comprimento e 4,5 toneladas sendo confinada a uma glorificante PISCINA.

Pense nisso.

Correction: A previous version of this post mistakenly stated the average lifespan of a wild orca was 30 years.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss