back to top

10 verdades sobre a vida que você aprende viajando sozinho

Nada como carregar sua própria mochila para entender o que é "desapego".

publicado

1. É possível falar com estranhos sem morrer de vergonha.

Instagram: @renatinhavilo

Às vezes você precisa de uma informação simples, tipo saber a que hora fecha o hostel ou onde encontrar uma padaria, e depois de olhar no Google cai aquela ficha: perguntar para as pessoas, mesmo estranhos, pode resolver seu problema mais rápido que a internet.

2. Dá para desapegar do que não é prioridade e viajar mais leve (em todos os sentidos!).

Em casa, você tem armários cheios de roupas e objetos e sempre parece que precisa de mais. Mas quando você mesmo vai carregar sua mochila a percepção do que é realmente preciso levar pode mudar muito e você começa a ver as coisas de outra forma. É o tal do desapego começando a fazer sentido!
Kili-kili / Getty Images

Em casa, você tem armários cheios de roupas e objetos e sempre parece que precisa de mais. Mas quando você mesmo vai carregar sua mochila a percepção do que é realmente preciso levar pode mudar muito e você começa a ver as coisas de outra forma. É o tal do desapego começando a fazer sentido!

3. Não vale a pena deixar de aproveitar os bons momentos por causa de outras pessoas.

Essa é a sua viagem, seus momentos que não vão se repetir. Importa mesmo se tem estranhos olhando, ou o que vão pensar? É a hora de aproveitar tudo o que puder, sem ter vergonha de fazer algo que você tem vontade por estar sozinho.
Gluiki / Getty Images

Essa é a sua viagem, seus momentos que não vão se repetir. Importa mesmo se tem estranhos olhando, ou o que vão pensar? É a hora de aproveitar tudo o que puder, sem ter vergonha de fazer algo que você tem vontade por estar sozinho.

4. Você é responsável por suas coisas e precisa cuidar delas.

Passar por um perrengue que te faça perder parte da diversão, justo no meio da sua viagem, ninguém merece. Aí você aprende a reforçar a atenção com relação às suas coisas, conferir duas vezes se fechou a mochila e onde está seu celular, o que é bem útil mesmo voltando de viagem.
Olga_bonitas / Getty Images

Passar por um perrengue que te faça perder parte da diversão, justo no meio da sua viagem, ninguém merece. Aí você aprende a reforçar a atenção com relação às suas coisas, conferir duas vezes se fechou a mochila e onde está seu celular, o que é bem útil mesmo voltando de viagem.

5. Almoçar ou jantar sozinho não é nenhuma tragédia.

No dia a dia muita gente detesta ter que fazer refeições sozinho, se sente meio deslocado. Mas em uma viagem solo a hora de comer pode ser a ocasião de provar uma comida típica, ou de sentar olhando para uma paisagem legal enquanto come um sanduíche, e o desconforto de estar sozinho nem importa mais.
Susana Cristalli

No dia a dia muita gente detesta ter que fazer refeições sozinho, se sente meio deslocado. Mas em uma viagem solo a hora de comer pode ser a ocasião de provar uma comida típica, ou de sentar olhando para uma paisagem legal enquanto come um sanduíche, e o desconforto de estar sozinho nem importa mais.

6. Você pode se sentir próximo de pessoas completamente diferentes de você.

Normalmente as pessoas com quem você socializa têm algo bem forte em comum com você. São colegas de faculdade ou de trabalho, ou amigos de amigos. Quando você viaja pode encontrar e fazer amizade com pessoas diferentes sem nem saber onde estudam ou onde costumam sair à noite, pois todo mundo está na mesma vibe de conhecer o mundo e isso já rende assunto.
Frimages / Getty Images

Normalmente as pessoas com quem você socializa têm algo bem forte em comum com você. São colegas de faculdade ou de trabalho, ou amigos de amigos. Quando você viaja pode encontrar e fazer amizade com pessoas diferentes sem nem saber onde estudam ou onde costumam sair à noite, pois todo mundo está na mesma vibe de conhecer o mundo e isso já rende assunto.

7. Pedir ajuda, e ajudar os outros, é mais fácil do que parece.

Ninguém faz amizade com absolutamente todo mundo que encontra viajando, mas é muito legal descobrir que as pessoas muitas vezes estão dispostas a ajudar, seja a colocar a mochila no bagageiro, segurar a porta do banheiro ou simplesmente tirar uma foto de você. E, logo, oferecer ajuda acaba sendo natural também.
Susana Cristalli

Ninguém faz amizade com absolutamente todo mundo que encontra viajando, mas é muito legal descobrir que as pessoas muitas vezes estão dispostas a ajudar, seja a colocar a mochila no bagageiro, segurar a porta do banheiro ou simplesmente tirar uma foto de você. E, logo, oferecer ajuda acaba sendo natural também.

8. Organização é importante, improvisação também.

Para viajar sozinho você precisa se planejar bem, mas ao mesmo tempo estar aberto para os imprevistos. É nessa hora que você aprende a importância de ter um plano B, e de se virar sem plano nenhum se for preciso.
Budogosh / Getty Images

Para viajar sozinho você precisa se planejar bem, mas ao mesmo tempo estar aberto para os imprevistos. É nessa hora que você aprende a importância de ter um plano B, e de se virar sem plano nenhum se for preciso.

9. Você ainda pode descobrir muitos interesses que nem sabia que tinha.

Viajar sozinho te dá mais tempo para perambular à toa, ficando horas em lugares – museus, lojas – onde seus amigos talvez não iriam querer ficar. E assim você pode descobrir coisas das quais nunca pensou gostar, mas acabou se apaixonando.
Susana Cristalli

Viajar sozinho te dá mais tempo para perambular à toa, ficando horas em lugares – museus, lojas – onde seus amigos talvez não iriam querer ficar. E assim você pode descobrir coisas das quais nunca pensou gostar, mas acabou se apaixonando.

10. Você não consegue controlar tudo o que acontece na sua vida, e está tudo bem.

Pode ser simplesmente pedir uma comida que não conhecia e acabar detestando, ou pagar por um passeio que não valia a pena. Mas quando toma suas próprias decisões, certas ou erradas, acaba entendendo que às vezes as coisas não dão 100% certo, e bola para frente. Não vale estragar a viagem por isso.
Grandfailure / Getty Images

Pode ser simplesmente pedir uma comida que não conhecia e acabar detestando, ou pagar por um passeio que não valia a pena. Mas quando toma suas próprias decisões, certas ou erradas, acaba entendendo que às vezes as coisas não dão 100% certo, e bola para frente. Não vale estragar a viagem por isso.

Veja também:

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.