back to top

23 erros comuns que as pessoas cometem quando começam a sair com alguém

Falamos com três terapeutas para dicas de como reconhecer e parar com esses erros.

publicado

Neste mundo cheio de aplicativos, mensagens lidas e não lidas, likes e super likes, parece que ficou difícil saber o que fazer quando a gente conhece alguém.

NBC / Via tumblr.com

'Namorar é ficar agindo como se você não fosse do jeito que realmente é, até que a outra pessoa goste de você o suficiente para você poder mostrar como realmente é."

Por isso, nós conversamos com algumas especialistas em relacionamentos – a doutora em Psicologia Social Terri Orbuch, criadora do curso on-line Como Encontrar o Amor em 7 Dias, a psicoterapeuta Rachel Sussman, autora do livro The Breakup Bible, e a terapeuta especializada em relacionamentos Irina Firstein – para analisar alguns erros que talvez você esteja cometendo, tentar te ajudar a driblar essas mancadas e ficar de boas no (às vezes) atribulado mundo dos relacionamentos.

Aqui estão alguns erros que de acordo com as especialistas são bem comuns, mas podem ser evitados. Veja se reconhece algum!

1. Assim que conheceu a pessoa, sair fuçando o Google e as redes sociais atrás de informações sobre ela.

MTV / Via giphy.com

"Stalkeando na internet tipo..."

Ficar com alguém hoje em dia, com tudo o que você pode descobrir sobre a pessoa mesmo antes de vocês se conhecerem ao vivo, pode acabar sendo esquisito, disse Sussman ao BuzzFeed. "Você vai ficar sabendo de um monte de coisas sobre a pessoa antes mesmo de conhecê-la, e parte disso pode ser verdade e outra parte não".

A gente sabe que é irresistível dar aquela procurada pelo nome da pessoa na internet — e está tudo bem, pois você não quer sair com alguém 100% no escuro nem acabar saindo com um boy lixo que já pegou várias das suas amigas. Mas Sussman recomenda evitar pesquisar DEMAIS — tipo, sei lá, que esporte a criatura praticava no ensino médio — para que você possa ir ao encontro sem qualquer noção preconcebida (que pode ou não ser verdade) sobre quem a pessoa é ou como é de verdade.

2. Supor logo no primeiro ou segundo encontro que a pessoa não esteja conversando – ou até saindo – com mais ninguém.

"Como assim?"Se você está conhecendo uma pessoa, não tem como saber em que momento da vida ela está e se não está marcando vários dates e dando seus pulos. Mas se vocês já saíram algumas vezes, e tudo indica que estão interessados um do outro, abra logo o jogo e deixe claro o que você quer. (Sim, dá muito medo. Mas você consegue!) Firstein recomenda dizer algo como "Olha, eu tenho bastante interesse em você e quero saber do que você está afim". E se a outra pessoa disser que gosta de você também, então você pode responder tipo "Legal, então eu gostaria que a gente continuasse se vendo, sem mais dar match nem sair com outras pessoas."É assustador mesmo, e claro que você corre o risco de a pessoa dizer que está em outra vibe, mas pode evitar muita dor e frustração no futuro. Mais uma vez, não dá para saber sem conversar sobre o assunto.
AMC / Via giphy.com

"Como assim?"

Se você está conhecendo uma pessoa, não tem como saber em que momento da vida ela está e se não está marcando vários dates e dando seus pulos.

Mas se vocês já saíram algumas vezes, e tudo indica que estão interessados um do outro, abra logo o jogo e deixe claro o que você quer. (Sim, dá muito medo. Mas você consegue!) Firstein recomenda dizer algo como "Olha, eu tenho bastante interesse em você e quero saber do que você está afim". E se a outra pessoa disser que gosta de você também, então você pode responder tipo "Legal, então eu gostaria que a gente continuasse se vendo, sem mais dar match nem sair com outras pessoas."

É assustador mesmo, e claro que você corre o risco de a pessoa dizer que está em outra vibe, mas pode evitar muita dor e frustração no futuro. Mais uma vez, não dá para saber sem conversar sobre o assunto.

3. Simplesmente dar aquele SUMIÇO como forma de terminar a história.

Paramount Pictures / Via giphy.com

"Exterminador de fantasmas."

Se você não quer magoar a pessoa, então não suma, diz Orbuch.

Se você não tem interesse, mas a pessoa volta a te procurar, a terapeuta recomenda responder dizendo algo como: "Gostei de te conhecer, mas não rolou. Tudo de bom para você e boa sorte nesses dates por aí!". Acredite, é bem menos pior do que parece e – se a pessoa não for uma cuzona – não vai te responder de formal mal-educada, aliás é provável que a pessoa responda educadamente.

4. Ficar falando de ex.

"Alerta climão."Não é o momento. Imagina passar o date falando de alguém que te traiu, de tretas com ex-sogros ou das suas coisas que ficaram na casa dele ou dela? Não, né.Orbuch diz que, quando as pessoas falam muito sobre seus ex, especialmente com alguém que teoricamente querem pegar, passam a mensagem de que elas ainda não superaram o término, e fica difícil para a nova pessoa se imaginar num relacionamento com elas.
ABC / Via reactiongifs.com

"Alerta climão."

Não é o momento. Imagina passar o date falando de alguém que te traiu, de tretas com ex-sogros ou das suas coisas que ficaram na casa dele ou dela? Não, né.

Orbuch diz que, quando as pessoas falam muito sobre seus ex, especialmente com alguém que teoricamente querem pegar, passam a mensagem de que elas ainda não superaram o término, e fica difícil para a nova pessoa se imaginar num relacionamento com elas.

5. Ficar PIRANDO e vendo toda hora se a pessoa responde sua mensagem ou quanto tempo ela leva para responder.

TLC / Via iamaserver.tumblr.com

"Vá tocando a sua vida, tente desencanar e não ficar pensando se alguém responde ou não sua mensagem, ou se responde exatamente quando você espera", diz Sussman. Se você estiver contando os minutos que a pessoa levou para responder, só vai ficar mais chateado com a demora e pode interpretar as ações de alguém de maneira errada."

Dito isso, se você ficou com alguém, e a pessoa te deixou no vácuo uma, duas, várias vezes, Sussman acredita que isso seja um sinal de alerta. Vale a pena se perguntar se você quer mesmo investir tanto interesse em alguém que não está demonstrando o mesmo por você.

6. E levar para o lado MUITO pessoal uma eventual falta de retorno.

NBC / Via tenor.com

"Joguei no chão!"

"Pense nisso como uma oportunidade para aprender a ficar mais de boas, sem levar tanto para o lado pessoal um vácuo ou mesmo uma rejeição por parte de uma pessoa que você só encontrou uma ou duas vezes."

OK, falando bem sinceramente agora. Ninguém está livre de ficar obcecado, se perguntando por que alguém desmarcou o encontro, ou parou de responder, ou não correspondeu ao seu interesse. Mas existem TANTOS motivos possíveis para isso, e as pessoas podem ser tão diferentes entre si, que só porque alguém não quis ter um rolo com você não significa necessariamente que você seja um fracasso e tenha algum problema. Bola pra frente!

7. Falar um monte de coisas intensas e profundas DEMAIS logo no primeiro encontro.

United Artists / Via thegiflibrary.tumblr.com

"É a história da minha vida."

Muita gente acha que é uma boa dar logo uma super real sobre seu eu mais íntimo, pensando: "se a pessoa gostar é porque está pronta para me apreciar do jeito que realmente sou". Mas o problema aí é o tal do excesso de informação.

Mas isso pode ser uma faca de dois gumes: se a outra pessoa estiver nessa mesma vibe pode resultar em uma ótima conexão e mais intimidade, mas já pensou se não for assim? Pode acabar gerando um super climão, com um dos dois querendo papo sério e o outro só uma conversinha leve.

A especialista recomenda falar sobre si mesmo de forma mais gradual. Imagine que você é um livro, e a cada encontro a pessoa vai ler um capítulo. Você merece compartilhar sua vida e seu passado com alguém que esteja pronto para ouvir e se conectar com você.

8. Ficar fazendo piadas autodepreciativas o tempo todo.

"Não vou te culpar se você fugir, eu faria o mesmo se me visse chegando"."É importante saber rir de si mesmo", diz Orbuch. "Pode demonstrar que você é uma pessoa auto-irônica, que não "se acha". Mas, às vezes, a autodepreciação pode indicar uma profunda falta de autoestima e confiança, o que pode deixar as pessoas desconfortáveis e acabar sendo um grande ponto negativo."
Epitaph Records / Via giphy.com

"Não vou te culpar se você fugir, eu faria o mesmo se me visse chegando".

"É importante saber rir de si mesmo", diz Orbuch. "Pode demonstrar que você é uma pessoa auto-irônica, que não "se acha". Mas, às vezes, a autodepreciação pode indicar uma profunda falta de autoestima e confiança, o que pode deixar as pessoas desconfortáveis e acabar sendo um grande ponto negativo."

9. Achar que tudo deu errado se não rolar beijo na boca.

NBC / Via giphy.com

"Eu não acho que transar ou mesmo beijar de primeira seja a única maneira de saber se a pessoa gostou de você", diz Orbuch. "Se você acha que sim, tudo bem. Mas se não, tudo bem também. Às vezes, linguagem corporal é mais indicativa das emoções e dos sentimentos."

10. Ter vergonha de conhecer alguém na internet.

BRAVO / Via tenor.com

"Fala sério".

"Muita gente ainda diz que prefere 'conhecer alguém em carne e osso' ou que 'só tem gente estranha na Internet'", diz Firstein. "Mas a maioria das pessoas hoje tem conta nos aplicativos de relacionamento, todos os dias milhares de pessoas se conhecem assim e muitas vezes acaba virando um relacionamento estável e bem-sucedido."

11. Ou só conhecer gente pela internet e não estar aberto a conhecer gente em nenhum outro lugar.

NBC / Via tenor.com

"Tô de boa".

Apesar disso, Sussman diz que é um erro ficar "viciado" em só conhecer gente por meio de aplicativos.

Aplicativos facilitam, mas não são o único caminho. É bom estar aberto às pessoas que você pode encontrar nas situações mais variadas, mesmo sem a ajuda de um match virtual.

12. Tem uma lista de requisitos que a pessoa precisa ter – ou não ter! – para ser "certa" para você.

Óbvio que é normal ter critérios, como querer uma pessoa gentil, boa, que te respeite. Mas escolher e excluir com base na altura, qual a faculdade que frequentou, qual o carro que dirige, quanto pesa e que tipo roupa veste pode deixar seu universo bastante restrito. "Procurar alguém com base em uma 'lista de compras' só vai te atrapalhar na hora de conhecer alguém e criar uma conexão mais profunda", explica Sussman. "Tente manter a mente aberta e preste atenção aos valores da pessoa, como família, religião ou espiritualidade, senso de humor, confiabilidade etc."
Disney / Via giphy.com

Óbvio que é normal ter critérios, como querer uma pessoa gentil, boa, que te respeite. Mas escolher e excluir com base na altura, qual a faculdade que frequentou, qual o carro que dirige, quanto pesa e que tipo roupa veste pode deixar seu universo bastante restrito.

"Procurar alguém com base em uma 'lista de compras' só vai te atrapalhar na hora de conhecer alguém e criar uma conexão mais profunda", explica Sussman. "Tente manter a mente aberta e preste atenção aos valores da pessoa, como família, religião ou espiritualidade, senso de humor, confiabilidade etc."

13. Ser pessimista quando algo der errado.

"Vou morrer sozinha"."Às vezes, depois de algumas experiências ruins, as pessoas já tiram conclusões como 'não tem ninguém para mim nesta cidade nem neste PAÍS' ou 'vou morrer solteiro'", diz Sussman. "Isso faz com que alguns relacionamentos ruins, mas perfeitamente normais na vida de qualquer pessoa pareçam o fim do mundo, e gera um cansaço." Claro que é normal ficar frustrado quando um encontro (ou uma série de encontros), nos quais você estava apostando, não acaba bem — frustração é a reação saudável de qualquer ser humano. Mas tente não gastar muito tempo e energia com autocomiseração ou ressentimento.
FOX / Via giphy.com

"Vou morrer sozinha".

"Às vezes, depois de algumas experiências ruins, as pessoas já tiram conclusões como 'não tem ninguém para mim nesta cidade nem neste PAÍS' ou 'vou morrer solteiro'", diz Sussman. "Isso faz com que alguns relacionamentos ruins, mas perfeitamente normais na vida de qualquer pessoa pareçam o fim do mundo, e gera um cansaço."

Claro que é normal ficar frustrado quando um encontro (ou uma série de encontros), nos quais você estava apostando, não acaba bem — frustração é a reação saudável de qualquer ser humano. Mas tente não gastar muito tempo e energia com autocomiseração ou ressentimento.

14. Ou, se as coisas vão bem, achar logo que encontrou o amor da sua vida.

"Paciência você deve ter, jovem padawan"."Tem muita gente que já cria várias ilusões depois de uma ficada", diz Sussman. "E o problema com essa empolgação é que pode gerar muita frustração caso a coisa se resuma só a alguns encontros mesmo." O conselho de Sussman é o de ter a mesma mentalidade de quando você vai numa entrevista de emprego: mantenha a mente aberta — pensando que pode não rolar nada, mas, se rolar, então ótimo. Porque mesmo que vá bem, ainda há a possibilidade de que acabe por isso mesmo, diz.
Disney / Via memegenerator.net

"Paciência você deve ter, jovem padawan".

"Tem muita gente que já cria várias ilusões depois de uma ficada", diz Sussman. "E o problema com essa empolgação é que pode gerar muita frustração caso a coisa se resuma só a alguns encontros mesmo."

O conselho de Sussman é o de ter a mesma mentalidade de quando você vai numa entrevista de emprego: mantenha a mente aberta — pensando que pode não rolar nada, mas, se rolar, então ótimo. Porque mesmo que vá bem, ainda há a possibilidade de que acabe por isso mesmo, diz.

15. Ignorar e criar desculpas para os sinais negativos.

Debby Ryan / Via giphy.com

"Nossa, foi mal, esta semana foi, tipo, uma loucura!"

"Algumas coisas podem ser relevadas, como um pequeno atraso", diz Sussman. "Mas alertas claros, como a pessoa encher a cara ou ficar falando do ex o tempo todo, significam que você provavelmente deve sair correndo."

Por exemplo, às vezes, pode ser bom o fato da pessoa levar um tempinho (um tempinho!) para responder, pois isso mostra que a pessoa está pensando na resposta com carinho e dedicação. Mas se a pessoa está francamente te ignorando, isso é um grande sinal de que não está interessada, explica Firstein. Não fique inventando desculpas para a pessoa, como pensar que ela deve estar ocupada ou não deve ter visto suas mensagens, ou tido um problema com o telefone (?!). Provavelmente é melhor vazar.

16. Só se comunicar por mensagens de texto.

"Cadê o emoji de arminha?"Hoje em dia, todo mundo se comunica por meio de mensagens. Orbuch diz que isso pode dificultar a comunicação e o conhecimento de outra pessoa. É muito fácil ficar supondo mil coisas com base na interpretação de uma mensagem de texto. Muitas vezes interpretamos errado o tom ou até o conteúdo do que o outro escreveu.Orbuch sugere tentar não julgar ninguém, pro bem nem pro mal, com base no que você entendeu de uma mensagem. Ela também recomenda variar as formas de comunicação, telefonar (sim, como se fazia antigamente) e conversar ao vivo sempre que possível.
VH1 / Via giphy.com

"Cadê o emoji de arminha?"

Hoje em dia, todo mundo se comunica por meio de mensagens. Orbuch diz que isso pode dificultar a comunicação e o conhecimento de outra pessoa. É muito fácil ficar supondo mil coisas com base na interpretação de uma mensagem de texto. Muitas vezes interpretamos errado o tom ou até o conteúdo do que o outro escreveu.

Orbuch sugere tentar não julgar ninguém, pro bem nem pro mal, com base no que você entendeu de uma mensagem. Ela também recomenda variar as formas de comunicação, telefonar (sim, como se fazia antigamente) e conversar ao vivo sempre que possível.

17. Ficar completamente bêbado durante um encontro.

MTV / Via tenor.com

"Vamos beber com moderação!"

"Álcool faz parte do ato de sair pro rolê, mas tente maneirar", diz Sussman. "Você precisa ter um mínimo de discernimento para entender se curtiu aquela pessoa ou não, e estar mais louco que o Batman não vai te ajudar nisso".

18. Não marcar um encontro leve e divertido, sem pressão.

Orbuch diz que facilita bastante se o primeiro encontro for algo meio genérico (isso não quer dizer algo ruim, só tira um pouco da pressão!), tipo um bar ou café que os dois conheçam. Ela acredita que o melhor é combinar algo tranquilo, de boas, e que permita encerrar na hora que quiser caso as coisas não vão bem.Outra dica bem prática é a de evitar marcar de ver filmes ou shows muito barulhentos quando vocês ainda estiverem na fase de conversar bastante para se conhecer.
NBC / Via wifflegif.com

Orbuch diz que facilita bastante se o primeiro encontro for algo meio genérico (isso não quer dizer algo ruim, só tira um pouco da pressão!), tipo um bar ou café que os dois conheçam. Ela acredita que o melhor é combinar algo tranquilo, de boas, e que permita encerrar na hora que quiser caso as coisas não vão bem.

Outra dica bem prática é a de evitar marcar de ver filmes ou shows muito barulhentos quando vocês ainda estiverem na fase de conversar bastante para se conhecer.

19. E não fazer nenhum esforço de criatividade no segundo encontro juntos.

Giphy / Via gfycat.com

"Às vezes, no segundo encontro as pessoas descobrem algo que ainda não sabiam sobre o outro, e você ainda pode se dar conta que quer mesmo é cair fora", diz Orbuch. "Mas se você está afim mesmo, é aí que a criatividade deve entrar."

Aí pode ser algo mais pessoal, menos genérico. Tipo, um bar sobre o qual a pessoa comentou no primeiro encontro ou ir comer algo que ela disse que gostava.

20. Julgar muito rápido, não dar à outra pessoa a chance de um segundo encontro.

"Passo".Pense em como VOCÊ se sente quando teve um dia ruim. Sussman diz que você deve sempre levar em conta que isso pode estar acontecendo com o outro."Eu ouvi tantas histórias de gente que não estava em seu melhor momento porque tinha tido um dia ruim no trabalho ou porque tinha dormido muito pouco na noite anterior", diz Sussman. "Aí o casal sai uma segunda vez e tudo é diferente Eu conheço dois casais — casados — que me contaram essa história." No entanto, se você já deu uma segunda ou terceira chance, e realmente não rolou nenhuma vontade de se ver de novo, é melhor ser sincero e dizer que prefere encerrar por ali.
NBC / Via tenor.com

"Passo".

Pense em como VOCÊ se sente quando teve um dia ruim. Sussman diz que você deve sempre levar em conta que isso pode estar acontecendo com o outro.

"Eu ouvi tantas histórias de gente que não estava em seu melhor momento porque tinha tido um dia ruim no trabalho ou porque tinha dormido muito pouco na noite anterior", diz Sussman. "Aí o casal sai uma segunda vez e tudo é diferente Eu conheço dois casais — casados — que me contaram essa história."

No entanto, se você já deu uma segunda ou terceira chance, e realmente não rolou nenhuma vontade de se ver de novo, é melhor ser sincero e dizer que prefere encerrar por ali.

21. Falar mais do que ouvir.

FOX / Via giphy.com

"Estamos falando de mim".

Parece óbvio, mas preste atenção quando o outro está falando, recomenda Orbuch. "A maioria das pessoas adora falar de si mesma e o que o outro faça perguntas sobre ela", diz. "As pessoas erram ao pensar que precisam falar o tempo inteiro, para "se vender". Quando, na realidade, a outra pessoa vai apreciar muito mais se você demonstrar interesse em quem elas são e do que elas gostam."

22. Enrolar o outro e não ser claro sobre seus sentimentos (ou falta deles).

Fox Searchlight / Via laughinggif.com

"Por que tudo tem que ser tão complicado?"

Se você se divertiu, diga. As pessoas gostam de honestidade e confiança, diz Orbuch. Ela também diz que não existe isso de (num casal hetero) ter que esperar o homem escrever dizendo "gostei de te conhecer" etc.

Se você ficar sem jeito de falar isso ao vivo na despedida, espere até chegar em casa, ou na manhã seguinte, para enviar uma mensagem legal dizendo que você se divertiu e chamar para sair novamente.

23. Esperar pela pessoa com quem vai rolar uma conexão incrível e imediata.

Giphy / Via tenor.com

"Quero, quero, quero!"

"É um erro ENORME ter a expectativa de se apaixonar à primeira vista", diz Firstein. "Leva tempo para peneirar entre muitas pessoas e experiências antes de aprender a se relacionar e entender o que funciona para você."

VOCÊ CONSEGUE!

Giphy / Via tenor.com

Leia também:

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

Este post foi traduzido do inglês.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.