back to top

Rodrigo Maia, o "Botafogo" da lista da Odebrecht, é reeleito para presidir a Câmara

Ontem, Eunício Oliveira (PMDB-CE), também citado como destinatário de dinheiro da empreiteira, venceu a disputa no Senado. O novo comando da Câmara e do Senado é uma vitória de Michel Temer.

publicado

Confirmando expectativas, o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acaba de ser reeleito para o cargo.

Com sua vitória, o Congresso será comandando por dois integrantes da base de apoio ao governo. No caso, o PMDB no Senado e o DEM na Câmara.

Além disso, as eleições também colocam a Odebrecht no centro dos debates do Parlamento, uma vez que tanto Maia, com o codinome Botafogo, quando o senador Eunício Oliveira, apelidado de Índio, aparecem nas delações da empreiteira.

Para vencer a eleição, Maia conseguiu formar um arco de aliança envolvendo 10 partidos.

Considerado favorito desde o ano passado, o presidente teve o apoio do governo e é considerado pelos demais deputados como um parlamentar que conseguiu pacificar a Câmara pós Eduardo Cunha e aprovar projetos de interesse do Palácio do Planalto.

Na disputa desta quinta-feira, ele recebeu 213 votos.

Seus adversários, tanto do antigo centrão quanto da esquerda, não conseguiram unir deputados para impedir a vitória em primeiro turno.

Jovair Arantes (PTB-GO), que apostou em votos do baixo clero, recebeu o apoio de 105 deputados. André Figueiredo (PDT-CE) obteve 59 e Luiza Erundina (PSol-SP) 10.

Além deles, Júlio Delgado (PSB-MG) teve 29 votos e Jair Bolsonaro (PSC-RJ) 4 – menos que o número de votos em branco, que foram 5.

BOTAFOGO

Apelidado de Botafogo, Rodrigo Maia foi citado pelo ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho em sua delação premiada.

Conforme o BuzzFeed revelou, na colaboração é dito que a Odebrecht deu R$ 100 mil a Maia para que ele quitasse dívidas de sua campanha à prefeitura do Rio (ele concorreu em 2012).

Segundo o delator, o pagamento foi feito após ele ter pedido para Maia acompanhar a tramitação de uma medida provisória que passou pela Câmara em 2013.

Maia nega irregularidades.

VEJA TAMBÉM

Quem é quem e o que recebeu na lista de codinomes da Odebrecht

Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Severino Motta at severino.motta@BuzzFeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.