back to top

Passamos dois dias no congresso do MBL e foi isso o que vimos

Palestras, ataques ao PT, pedidos de colaboração financeira e muito liberalismo.

publicado

Dois dias de muito liberalismo econômico e ataques à esquerda — especialmente ao PT.

Foi isso o que vimos no último final de semana no centro de eventos do World Trade Center em São Paulo, onde aconteceu o 3º Congresso do MBL (Movimento Brasil Livre).

Intervalo entre palestras no Congresso do MBL. Para chamar o público de volta ao auditório é usado o microfone: “qu… https://t.co/kd1IK2lt3N

Com programação extensa e palestrantes que iam de militantes a economistas e políticos, o evento reuniu cerca de mil pessoas no seu primeiro dia, que teve entre os destaques os prefeito João Doria (PSDB-SP) e Nelson Marchezan (PSDB-RS).

Sem estrutura formal como a de um partido, o congresso do MBL não serve para a disputa por postos de comando no movimento.

Funcionando, do ponto de vista organizacional, mais como uma empresa, o MBL tem como principais líderes os irmãos Renan e Alexandre Santos, o vereador Fernando Holiday (DEM-SP), o estudante Kim Kataguiri e o youtuber Arthur do Val. Cabe ao grupo a coordenação nacional do movimento e ele tem o poder de tirar ou colocar coordenadores regionais nos diversos Estados em que atuam.

Sem briga entre chapas, o congresso, na prática, serve para reunir a militância, debater o liberalismo, alinhar o discurso do grupo em temas como economia, segurança, conservadorismo e para convencer jovens a entrarem de maneira formal na política, disputando cargos eletivos.

E, claro, para bater na esquerda e em especial no PT.

Publicidade

Quem quis participar do evento teve que colocar a mão no bolso. O ingresso antecipado para os dois dias custava R$ 100. À medida que eram vendidos, o preço subia e chegou a R$ 100 somente para o sábado.

E muita gente apareceu.

Para financiar o movimento, o grupo ainda estimulava filiações, que tem como contribuição mensal mínima R$ 30. Muita propaganda foi feita sobre isso no fim da semana.

Publicidade

E, tal como em outros congressos políticos, também havia ali uma lojinha para vender produtos do MBL.

Tal como em outros Congressos políticos, há uma lojinha do MBL. Quem quiser pode comprar camisetas (R$ 20), bonés (… https://t.co/ZLa3X4eUjP

LIBERAL NA ECONOMIA E CONSERVADOR NOS COSTUMES

Logo no início do evento, o estudante Kim Kataguiri, principal candidato a deputado federal "nascido" dentro do MBL, deu o tom dos debates.

"Hoje, quem busca apoio de todos os setores vai apanhar de todos os setores", disse. Por isso, afirmou Kim, a hora é de tomar posição e não ter vergonha de dizer que é liberal, conservador e de direita.

Sobre candidaturas, Renan disse que o MBL não deve apoiar nenhum candidato à Presidência no primeiro turno do pleito. O foco do grupo será a montagem de uma bancada de deputados usando tanto pessoas que iniciaram na política dentro do movimento quanto políticos já eleitos que hoje se aproximam do MBL.

LADRÕES NA ESQUERDA

Durante as palestras, não faltaram petardos para a esquerda, que eram quase sempre aplaudidos.

Joyce Hasselmann e Guilherme Fiuza falam agora sobre o papel da direita no pós-impeachment no Congresso do MBL. Ant… https://t.co/FdlXfH37s4

Nos intervalos entre as palestras, o pessoal era bastante ordeiro.

Publicidade

Cada um tem sua vez. Fila para falar com Kim Kataguiri e mais cedo fila para pegar café. III Congresso MBL

Além dos políticos e economistas, o congresso também teve filósofos na programação, entre eles Luiz Felipe Pondé.

No Congresso do MBL,filósofo Luiz Felipe Pondé diz q guerrilha cultural nas redes sociais (essa coisa toda de briga… https://t.co/QdntMlxdOj

Quem foi ao congresso recebeu um panfleto no estilo zine.

Material distribuído aos participantes do III Congresso do MBL

Ligado ao grupo desde sua campanha, o prefeito de São Paulo, João Doria, já não está tão nas graças do movimento. Está certo que ele foi bastante aplaudido no congresso, mas, dentre os tucanos que foram ao evento, a turma do MBL gostou mais da palestra de Nelson Marchezan.

Debate sobre gestão de cidades começa agora no Congresso do MBL. Da esquerda para direita o ministro Bruno Araújo e… https://t.co/sPKZARXjX3

Ah, e teve também um vídeo produzido pelo MBL para sua militância.

MBL preparou um vídeo para seu Congresso. Um trecho abaixo.

No segundo dia, a coisa era mais ligada à organização interna. Teve prestação de contas de políticos com cargos ligados ao movimento e afinação do discurso.

MBL segue em seu Congresso Nacional. Neste segundo e último dia há prestação de contas de políticos ligados ao movi… https://t.co/XdZ0ZJhnKJ

Entre as palestras, uma bastante aplaudida foi a de Hélio Beltrão, do grupo Ultra.

Hélio Beltrão, do grupo Ultra, é muito aplaudido no Congresso do MBL. Defendeu que Estado só deve dar saúde e educa… https://t.co/iLkE1auOvC

Outro que fez sucesso foi o deputado Daniel Coelho (PSDB-PE).

Deputado Daniel Coelho no Congresso do MBL: “Como é que o Estado vai fazer uma lei para me impedir de usar Uber? O… https://t.co/JP5QnK6XlF

E, depois de muito debate, a turma posou para uma foto e saiu para tomar cerveja entoando gritos de guerra sobre o MBL.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com








Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Severino Motta at .

Got a confidential tip? Submit it here.