back to top

Revelações da Odebrecht permitiram à PGR acelerar denúncias contra Aécio e Serra

Pontos que faltavam ser esclarecidos na primeira lista do Janot foram ligados e ritmo de apresentação de denúncias (acusações formais) ganhará velocidade.

publicado

Os elementos revelados pela delação da Odebrecht permitiram que procuradores da Lava Jato unissem pontos que ainda estavam desencontrados após a chamada “primeira lista do Janot”.

Além disso, caminhos do dinheiro e provas apresentadas fizeram com que alguns dos pedidos de inquéritos apresentados em março passado caminhem com maior velocidade e sejam transformados brevemente em denúncias.

Dois exemplos nesta situação são os dos senadores José Serra (SP) e Aécio Neves (MG), ambos do PSDB.

De acordo com investigadores que atuam na força-tarefa da Lava Jato, o material sobre os dois está em estágio avançado e denúncias contra os tucanos não devem demorar.

No caso de Aécio, entre outras investigações, ele é acusado de receber propina pelas obras da Cidade Administrativa, quando foi governador de Minas Gerais e, como revelou o BuzzFeed Brasil, de ter recebido recursos ilícitos na conta de um amigo — e dono de uma rede de academias de ginástica — em Cingapura.

José Serra, por sua vez, teria recebido recursos de caixa 2 da Odebrecht e ainda cerca de R$ 23 milhões em propina em contas operadas por tucanos no exterior em troca de liberar recursos que eram devidos pelo governo de São Paulo à Odebrecht.

Tanto Serra quanto Aécio negam as acusações e refutam as delações da Odebrecht.

Segundo investigadores da Lava Jato, a delação da Odebrecht ampliará o ritmo de denúncias contra políticos envolvidos na operação.

Serão apresentadas denúncias contra políticos que estavam na primeira lista do Janot e casos mais simples de demonstração de ilícitos, na visão dos procuradores, daqueles que estrearam na lista pós Odebrecht.

Com a ampliação no ritmo de apresentação de denúncias, caberá ao STF julgar os casos e decidir se transforma em réu os políticos denunciados.

Até hoje, a PGR já enviou 21 denúncias da Lava Jato ao STF. O supremo, por sua vez, analisou e recebeu 7.

LEIA TAMBÉM

Dono da academia Bodytech foi laranja de Aécio em propina da Odebrecht, diz delator

Severino Motta é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Got a confidential tip? Submit it here.