back to top

14 dicas para você começar a se alimentar de forma mais saudável agora mesmo

Dicas testadas e comprovadas e que funcionam na vida real para te ajudar a se tornar mais saudável.

publicado

1. Não comece uma dieta ou um plano alimentar que você não se sentiria confortável em seguir pelos próximos cinco anos.

Macey Foronda / BuzzFeed / Via buzzfeed.com

"Se uma dieta exigir que você abandone determinados grupos de alimentos, impedir que você vá comer fora com seus amigos ou enfatizar qualquer hábito que você não imaginaria manter por mais do que um período curto de tempo, ela não vai te levar ao sucesso no longo prazo. Em vez disso, faça pequenos ajustes saudáveis na sua dieta, um pouco de cada vez."

—Amelia Winslow, S.M., M.S.P., nutricionista e fundadora do Eating Made Easy

2. Pare de pensar em certos alimentos como "bons" e em outros como "ruins".

Twitter: @msgwenl

"Fazemos parte de uma cultura que adota uma dicotomia de alimentos bons/ruins, o que simplifica muito a alimentação e a saúde. [Eu sugiro] afastar a moralização dos alimentos. Uma maçã é apenas uma maçã; você não passa a ser bom ou virtuoso se escolhê-la como lanche. Um Twinkie é só um Twinkie; você não passa a ser mau, culpado ou sem força de vontade, se escolhê-lo no lugar da maçã. Quando afastamos a moralização da comida e do comportamento alimentar, a alimentação se torna muito mais fácil."

—Jonah Levy Soolman, dietista registrado, dietista nutricionista licenciado de Soolman Nutrition and Wellness

Publicidade

3. Se alguma mudança para muito extrema para você, é provável que ela realmente seja extrema.

Fox / Via instagram.com

"A maioria das pessoas vai desistir de qualquer esforço se não acreditar que pode alcançar os padrões perfeitos de alimentação saudável que vamos por aí. É possível ter uma alimentação muito melhor sem eliminar os alimentos que você adora. Há espaço para tudo, desde que haja uma estrutura realista a ser seguida."

Rebecca Scritchfield, dietista nutricionista registrada, apresentadora do podcast Body Kindness

4. Pense em cada refeição como uma oportunidade de ser mais saudável.

Instagram: @fluffbutt.corg / Via instagram.com

"Chega de culpa. Se você comer algo 'fora do planejamento' simplesmente engula e siga em frente. Não faz sentido ficar se punindo pela comida que já foi digerida. Lembre-se sempre que a sua próxima refeição é uma página em branco."

Danielle Omar, S.M., nutricionista registrada, dietista integrativa em Food Confidence

5. Não elimine toda a gordura. Apenas a coma com sabedoria.

Instagram: @travelandmunchies / Via instagram.com

"Eu incentivo os clientes a focar na qualidade das gorduras e não dar tanta ênfase na quantidade de gordura. Por exemplo, se você gosta de usar manteiga, eu me preocuparia mais em onde a manteiga está sendo passada. É espalhada sobre um bolo de canela ou sobre aspargos assados? Mesma gordura. Dois cenários diferentes."

—Nita Sharda, dietista registrada, proprietária da Carrots and Cake Balanced Nutrition Consulting

6. Pergunte a si mesmo: "Isso é feito de comida de verdade ou é algo que precisa de um laboratório para ser criado?"

instagram.com / Via Instagram: @petalsinajamjar

"Toda vez que você precisar escolher uma refeição ou lanche, pergunte a si mesmo se aquilo poderia ser feito em casa se você tivesse tempo e alguns equipamentos simples. Você poderia fazer, do zero, iogurte natural ou compota de maçã, mas não encontraria uma garrafa de óleo parcialmente hidrogenado em sua despensa com a qual faria um lanche de cookies "saudável" com baixo teor de gordura. Você poderia misturar tâmaras e amêndoas para fazer uma barra de cereal, mas teria dificuldade de fazer a proteína hidrolisada de soja encontrada em muitas barras energéticas.

"Veja apenas a lista de ingredientes e pergunte a si mesmo: 'este produto é feito de comida de verdade em seu estado natural ou é algo que exigiria um laboratório para ser feito?'"

—Kath Younger, dietista registrada, fundadora do Kath Eats Real Food

7. Pense em como o alimento fará você se sentir depois que comê-lo.

Andy Perkins CC BY-NC-ND / BuzzFeed / Via Flickr: teamperks

"Antes de fazer uma escolha de comida ou bebida, pergunte a si mesmo: 'como vou me sentir depois de comer isso?' Isso não coloca uma etiqueta de 'bom' ou 'ruim' no alimento; tem a ver com como aquele item específico faz você se sentir fisicamente e emocionalmente. Você se sentirá cansado? De mau humor? Preguiçoso? Ou vai se sentir com mais energia? Satisfeito? Revigorado? Alguns alimentos e bebidas parecem bons na hora, mas podem destruir o seu humor e seu nível de energia. Comer tem a ver com prazer, mas também deveria ter a ver com ingerir alimentos e bebidas que funcionam bem em VOCÊ."

—Sally Kuzemchak, dietista registrada, fundadora da Real Mom Nutrition

Publicidade

8. Não faça escolhas diárias com base no que a balança diz.

Sally Tamarkin / Via Thinkstock

"Muitas pessoas deixam a balança ditar o tipo de dia que elas têm e a forma que comem. Se o ponteiro subir, elas comem menos. Se baixar, elas se permitem comer mais. Mas o peso oscila a cada hora. Na verdade, eu acho que você deve jogar a balança no lixo e comer de acordo com como você se SENTE. Aprenda a confiar em seu corpo e em sua fome."

Abby Langer, dietista registrada

9. Evite todos os produtos sem gordura ou com baixo teor de gordura.

Instagram: @nikkibewell / Via instagram.com

"Eis o fato: quando um produto é feito artificialmente com baixo teor de gordura ou sem gordura, ele não será tão satisfatório, devido à ausência de gordura. Quando existe de fato gordura num alimento, ele te faz ficar satisfeito por mais tempo. Os produtos sem gordura podem te levar a comer em excesso, porque você não fica cheio. Além disso, os itens feitos artificialmente sem gordura ou com baixo teor de gordura normalmente têm açúcar e outros aditivos — ou você mesmo vai adicionar açúcar porque eles não têm muito sabor sem a gordura."

—Anne Mauney, M.S.P., dietista registrada, fundadora do fANNEtasticfood.com

10. Não se prenda à ideia de que só existe um jeito de ser saudável.

Instagram: @distinctfoodie / Via instagram.com

"Entenda que suas necessidades mudam durante a vida com base em sua idade, nível de atividade e muitos outros fatores. O que é o melhor para uma pessoa pode não ser o melhor para outra, e o que é bom para você agora pode não ser o melhor no próximo ano. Não dê ouvidos às tendências, mas ao seu corpo."

Albert Matheny, dietista registrado, do SoHo Strength Lab e da ProMix Nutrition

11. Pesquise sobre o que você está comendo e passe mais tempo estudando essas informações.

Instagram: @roosevelt_hotel / Via instagram.com

"Eu desafio todos a tentar cozinhar mais em casa, começar uma horta, assistir a um documentário sobre alimentos, ler um livro sobre a origem dos alimentos, ser voluntário em uma fazenda ou ir a uma feira de agricultores."

—Ryan Andrews, dietista registrado, da Precision Nutrition

12. Não diga que abandonou os carboidratos só "porque sim".

Instagram: @xtinebyrne / Via instagram.com

"Carboidratos são macronutrientes necessários (como gordura e proteína) e são uma fonte primária de combustível para o cérebro. Precisamos de carboidratos para tudo funcionar da melhor forma."

(Saiba mais sobre carboidratos e quanto da substância você realmente precisa aqui.)

—Joanne Levy Soolman, S.M., dietista registrada, dietista nutricionista licenciada do Soolman Nutrition and Wellness

13. Você vai precisar de um tempo para se tornar uma pessoa que realmente se alimenta de forma saudável.

PBS / Via wendydoodles.tumblr.com

"Não são semanas – estou falando de meses, talvez até mesmo um ano. Seus hábitos alimentares vêm se desenvolvendo ao longo de muitos anos, talvez até mesmo a sua vida inteira até este momento. Aprender sobre uma boa alimentação e como isso se traduz em alimentos que você escolhe para colocar no seu prato diariamente vai levar tempo. Faz parte!"

—Chinwe Asagwara, dietista registrada, Healthy Eating Active Living (HEAL)

14. Coma de forma saudável a maior parte do tempo, mas não deixe de satisfazer alguns dos seus desejos.

Instagram: @whatayieats / Via instagram.com

"Tente se alimentar de forma saudável 90% do tempo e relaxe nos 10% restantes. Para isso, você deve tornar a compra de alimentos saudáveis um hábito — legumes, frutas, grãos, nozes, sementes, carnes magras, peixes — e planeje a maioria de suas refeições e lanches com antecedência. Fazer a preparação e o planejamento adequados irá garantir que a sua dieta 'diária' seja saudável e equilibrada. Assim, quando você optar por aquele deleite especial algumas vezes por semana, não vai se sentir culpado por isso."

—Jessica Jones, S.M., dietista registrada, Food Heaven Made Easy

As respostas foram editadas por questões de clareza e tamanho. Imagem social por Lauren Zaser daqui.

Em parceria com

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss