back to top

O Ricardo criou um Monopoly de Harry Potter para a namorada e ficou incrível

Por enquanto ele não planeja vender porque ficaria muito caro, mas vai que...

publicado

O Ricardo Chiorino Junior publicou em seu Facebook uma sequência de imagens impressionantes de sua criação, um Monopoly completamente baseado no universo de Harry Potter.

Facebook: 100000071895725

Em entrevista ao BuzzFeed Brasil, Ricardo contou que o jogo foi criado por ele para presentear sua namorada, Cecília, que é doida por Harry Potter, após ver uma ideia na internet.

Ricardo Chiorino Junior / Arquivo Pessoal

"Ela é fanática por Harry Potter e pensei em algo diferente para dar para ela de aniversário e dia dos namorados (que são na mesma semana). Procurando na internet algumas dicas, encontrei um gringo que fez esse jogo", conta Ricardo.

E então ele se juntou com colegas de trabalho e puseram a mão na massa para poder dar vida a ideia do presente criativo.

Ceci Valezin / Ricardo Chiorino Junior / Arquivo Pessoal

"Comecei a pegar as medidas, fazer as artes, e vi que a ideia podia dar certo.

Contei com dois amigos, que também são fãs da saga, para escrever os textos, e da galera da agência de publicidade em que eu trabalho, que me indicaram gráficas, e alguns acabamentos do jogo do geral, como a caixa de madeira", diz.

Publicidade

O restante foi tudo obra dele mesmo: os dinheirinhos, as cartas do jogo e o tabuleiro.

Ceci ValezinRicardo Chiorino Junior / Arquivo Pessoal

"Eu fiz todas as artes. Meus amigos me ajudaram com alguns retoques etc.

As únicas artes da internet são a imagem central do tabuleiro e a dos personagens na nota", explica Ricardo.

Ricardo conta que o jogo ficou pronto no final de maio e que, na data prevista para a surpresa, entregou-o para sua namorada: "Foi bem bacana, fizemos uma surpresa com dois casais de amigos nossos e aproveitamos para finalmente jogar!"

Ricardo Chiorino Junior / Arquivo Pessoal

"Ela ficou mega feliz! Não fazia mínima ideia. Ela curtiu esse empenho todo, valeu a pena. E tem fila de amigos e familiares querendo jogar!", diz Ricardo.

Ele conta que muita gente pede "encomenda de jogo", mas que infelizmente seria inviável produzi-lo para venda.

Ricardo Chiorino Junior / Arquivo Pessoal

"Tem um detalhe importante de autorização de imagem, que me impede de vender oficialmente", conta Ricardo, que diz ter contato com uma fábrica grande de brinquedo para tentar viabilizar a ideia.

Publicidade

Mas o jogo não foi tão fácil assim de produzir: Ricardo precisou assistir aos filmes novamente para poder melhorar as ideias.

Ceci Valezin / Ricardo Chiorino Junior / Arquivo Pessoal

"Apesar de ter visto todos os filmes, eu não sou tão ligado em HP tive que rever os filmes e procurar muita coisa no Google", diz.