back to top

Este pitbull estava perdido e seu humano fez o melhor anúncio para encontrá-lo

Frederico é um catioro muito brincalhão e adora posar para fotos.

publicado

Este simpático cachorro é o Frederico. Ele mora em Campo Grande no Mato Grosso do Sul.

E este é o humano dele, o Alexandre. Os dois são melhores amigos e fazem várias fotos juntos e no maior estilo.

Mas, infelizmente, essa amizade está comprometida. O Frederico e está perdido desde o último domingo (26) e para tentar localizá-lo, o Alexandre, criou um álbum em seu Facebook com os melhores momentos deles juntos.

Em entrevista ao BuzzFeed Brasil, o Alexandre contou que por um descuido, Frederico saiu pelo portão da rua.

"O que aconteceu foi que minha sogra chegou em casa e deixou o portão aberto no domingo à noite, mas ele normalmente não sai de dentro de casa, só que a gente também tem um poodle e o poodle saiu pra rua e ele seguiu pra fora. De manhã o poodle estava no portão e ele não", diz
Facebook: asfatsouza.9

"O que aconteceu foi que minha sogra chegou em casa e deixou o portão aberto no domingo à noite, mas ele normalmente não sai de dentro de casa, só que a gente também tem um poodle e o poodle saiu pra rua e ele seguiu pra fora. De manhã o poodle estava no portão e ele não", diz

Alexandre contou que ele é muito manso e amigável: "Pelas fotos dá pra ter uma noção. Ele é um cachorro dócil. Não briga nem com gato e gosta de tirar foto. É um cachorro perfeito".

Ele explicou que o Frederico é uma raça pura de pitbull, que antigamente era um cachorro babá.

"Ele não tem mistura. Ele é o verdadeiro pitbull do século XIX, quando os pitbulls eram cães babás por serem amorosos e carinhosos com crianças", diz. Segundo ele, com o passar dos anos é que foram modificando a raça, misturando com outras e é tido como um cachorro violento e alvo de preconceitos.
Facebook: asfatsouza.9

"Ele não tem mistura. Ele é o verdadeiro pitbull do século XIX, quando os pitbulls eram cães babás por serem amorosos e carinhosos com crianças", diz. Segundo ele, com o passar dos anos é que foram modificando a raça, misturando com outras e é tido como um cachorro violento e alvo de preconceitos.

O Frederico morava no bairro Estrela do Sul, em Campo Grande. Mas estava temporariamente com um amigo de Alexandre, em Nova Lima.

A amizade dos dois começou quando Frederico tinha apenas seis meses de idade e foi adotado por Alexandre. E hoje ele tem dois anos e meio.

"Eu tenho ele desde filhote, eu resgatei ele com seis meses. Eu só resgato cachorro, eu não compro. Eu tenho quatro cachorros ao todo em casa", conta.
Facebook: asfatsouza.9

"Eu tenho ele desde filhote, eu resgatei ele com seis meses. Eu só resgato cachorro, eu não compro. Eu tenho quatro cachorros ao todo em casa", conta.

Sobre as fotos, Alexandre conta que desde pequeno ele pegou gosto pela brincadeira e se divertia fazendo.

"Eu comecei a vestir e brincar com ele, dar petisco e ele foi acostumando. Um tempo depois, era só pegar uma câmera, um celular e ele já ia pro lugar e já esperava vestir ele pra tirar foto", conta.
Facebook: asfatsouza.9

"Eu comecei a vestir e brincar com ele, dar petisco e ele foi acostumando. Um tempo depois, era só pegar uma câmera, um celular e ele já ia pro lugar e já esperava vestir ele pra tirar foto", conta.

E então Alexandre criou um álbum com várias fotos divertidas de Frederico, para mostrar seu amor pelo amigo e tentar encontrá-lo.

Alexandre ainda aproveitou para fazer um apelo para ajudar a achar seu amigão: "Atrás desse cachorro tem uma vida, tem uma história, tem uma família… que tá sofrendo muito".

Emocionado, ele contou que sua principal preocupação no sumiço de Frederico é o preconceito com a raça. “Eu tenho medo de alguém machucar ele, só isso. Ninguém conhece esse cachorro verdadeiramente. Só quem tem um sabe como é que é”, disse.
Facebook: asfatsouza.9

Emocionado, ele contou que sua principal preocupação no sumiço de Frederico é o preconceito com a raça. “Eu tenho medo de alguém machucar ele, só isso. Ninguém conhece esse cachorro verdadeiramente. Só quem tem um sabe como é que é”, disse.

Quem tiver informações do paradeiro do Frederico, pode entrar em contato com o Alexandre pelo Facebook e ajudar a retomar essa amizade.

Atualização - 02/07/2016 11:41: Em sua página no Facebook, o Alexandre comunicou que o Frederico foi encontrado!

Facebook: asfatsouza.9

Veja também:

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.