back to top

Estagiário demitido por machismo foi chamado para trabalhar na Alezzia

Marca de móveis ficou conhecida pela forma sexista como anunciava seus produtos no Facebook em 2016.

publicado

A Alezzia confirmou, nesta quinta-feira (9), que ofereceu um estágio de 30 dias para Gabriel Vaz, um estagiário de engenharia que foi demitido após fazer comentários machistas no Facebook.

Facebook: AlezziaMoveis

Segundo a Alezzia, a "punição dele para nós foi desproporcional".

Para quem não se lembra, a Alezzia é uma marca de móveis que também foi acusada de ser sexista pela forma como divulga seus produtos.

Facebook: AlezziaMoveis

Na época, a marca ironizou comentários que a acusavam de ter conteúdo misógino.

A construtora Cantareira disse ao BuzzFeed Brasil ter conversado com Gabriel "para que ele entendesse a gravidade de expor comentários sexistas incitando ódio, nas dependências da empresa, uniformizado e em horário de serviço".

Facebook: vaihackearsuavo

Gabriel disse que "eram as opiniões dele". A empresa ainda diz que "não pode se responsabilizar pelas opiniões particulares dos colaboradores".

Gabriel parece não ter se arrependido de suas opiniões e, procurado pelo BuzzFeed Brasil, não retornou até a publicação deste post.

Facebook: gabriel.vaz.15

Segundo a construtora, Gabriel teria dito que preferia manter a opinião do que ficar no estágio.

Facebook: cantareirabr

A empresa divulgou a nota para se posicionar em relação aos comentários que receberam e que "os comentários não condizem com o pensamento dos sócios, nem com a missão da empresa. Somos uma equipe que tem várias mulheres, muitas são líderes, há engenheiras e estagiárias que estão nos canteiros de obras e, não seria possível que ele trabalhasse conosco pensando assim", de acordo com a nota.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss