back to top

Assim são as versões originais de 10 comidas gringas que comemos no Brasil

A pizza não é bem como você pensa e a paella pode ser de frango. Isso mesmo, frango.

publicado

1. A pizza veio de Nápoles, e lá ela é individual e tem muito menos recheio do que a versão brasileira.

Se você quiser provar a pizza napolitana autêntica no Brasil, pode ir a um destes seis restaurantes certificados pela Associazione Verace Pizza Napoletana (Associação da Verdadeira Pizza Napolitana).
Lisaeperkins / Getty Images

Se você quiser provar a pizza napolitana autêntica no Brasil, pode ir a um destes seis restaurantes certificados pela Associazione Verace Pizza Napoletana (Associação da Verdadeira Pizza Napolitana).

2. Não existe filé à parmegiana com fritas e arroz na Itália. O mais próximo que você vai encontrar por lá é berinjela à parmegiana.

E nada de arroz e batata frita.
Jirisebesta / Getty Images

E nada de arroz e batata frita.

3. E por falar em parmegiana... O parmesão que a gente come no Brasil é uma versão bastarda do queijo Parmigiano-Reggiano, que tem regras de produção muito rígidas.

Ele só pode levar esse nome se for feito com leite não pasteurizado de uma região limitada da Itália e curado por pelo menos 12 meses. Conhecido como "rei dos queijos", tem sabor complexo e, como dá para ver na foto, textura granulada. Não é só um queijo salgadão!
Mauro69 / Getty Images

Ele só pode levar esse nome se for feito com leite não pasteurizado de uma região limitada da Itália e curado por pelo menos 12 meses. Conhecido como "rei dos queijos", tem sabor complexo e, como dá para ver na foto, textura granulada. Não é só um queijo salgadão!

4. Na Rússia, o estrogonofe é bem mais ralinho, e nem sempre vem com arroz.

Por incrível que pareça, a batata palha é um acompanhamento tradicional na Rússia. Ele também pode vir com batata frita gordinha (como na foto). Com arroz e batata palha, só no Brasil.
commons.wikimedia.org

Por incrível que pareça, a batata palha é um acompanhamento tradicional na Rússia. Ele também pode vir com batata frita gordinha (como na foto). Com arroz e batata palha, só no Brasil.

5. Até que a gente não mexeu tanto na esfiha (sem contar as de chocolate, frango com catupiry...), mas na versão original, sírio-libanesa, é comum que elas tenham um formato ovalado e venham com pinoli.

O pinoli é essa sementinha deliciosa (e caríssima) que você vê na foto. O restaurante armênio Casa Garabed, em São Paulo, serve uma esfiha de cordeiro que leva o ingrediente.
ar.wikipedia.org

O pinoli é essa sementinha deliciosa (e caríssima) que você vê na foto. O restaurante armênio Casa Garabed, em São Paulo, serve uma esfiha de cordeiro que leva o ingrediente.

6. Na França, o petit gateau não vem com sorvete de creme e se chama fondant au chocolat (chocolate fundido, em tradução livre).

A versão da sobremesa que nós conhecemos surgiu em restaurantes franceses de Nova York.
marabout-cote-cuisine.com

A versão da sobremesa que nós conhecemos surgiu em restaurantes franceses de Nova York.

7. A paella original, inventada em Valencia, não leva frutos do mar, e sim frango e coelho.

Mas nos lugares turísticos da Espanha você vai encontrar paellas muito parecidas com as servidas no Brasil. Só mesmo o pessoal de Valencia costuma ficar bravo com essa história.
Siims / Getty Images

Mas nos lugares turísticos da Espanha você vai encontrar paellas muito parecidas com as servidas no Brasil. Só mesmo o pessoal de Valencia costuma ficar bravo com essa história.

8. O miojo é uma versão instantânea — e bem simplificada — do lamen (ou ramen), sopa japonesa de origem chinesa.

O caldo do lamen geralmente é feito com frango, porco ou uma mistura dos dois. Como na foto, algumas das coberturas mais tradicionais são ovo, broto de bambu, cebolinha e carne de porco. Se você mora em São Paulo, deve saber que o prato está na moda — vários restaurantes especializados abriram nos últimos anos.
Kazoka30 / Getty Images

O caldo do lamen geralmente é feito com frango, porco ou uma mistura dos dois. Como na foto, algumas das coberturas mais tradicionais são ovo, broto de bambu, cebolinha e carne de porco. Se você mora em São Paulo, deve saber que o prato está na moda — vários restaurantes especializados abriram nos últimos anos.

9. No Japão, a carne mais comum do yakisoba não é a bovina, nem o frango, nem o camarão: é o porco.

Experimente fazer em casa!
Bonchan / Getty Images

Experimente fazer em casa!

10. E este é um típico temaki encontrado em restaurantes no Japão:

A temakeria é uma invenção brasileira! No Japão, o temaki costuma ser feito em casa, porque é mais fácil de preparar do que o sushi e o sashimi.
Stevanovicigor / Getty Images

A temakeria é uma invenção brasileira! No Japão, o temaki costuma ser feito em casa, porque é mais fácil de preparar do que o sushi e o sashimi.

Veja também:

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.