19 documentários impressionantes que você pode ver na Netflix

É tudo verdade.

1. The Wolfpack (2015)

Divulgação

Se fosse ficção, ninguém acreditava. Uma americana e um peruano, que jura ser parente de Deus, criam seus sete filhos em um apartamento em Nova York. O casal decide que os filhos não devem deixar a casa, por serem parentes de Deus, e eles são criados saindo poucas vezes por ano. Os seis meninos crescem enclausurados, assistindo a grandes clássicos do cinema, como “O Poderoso Chefão” e “Cães de Aluguel”, e reencenando trechos dos filmes. A história melhora, acredite.
(Alexandre Aragão)

2. Best of Enemies (2015)

Divulgação

O filme narra a disputa entre Bill Buckley e Gore Vidal, dois dos principais comentaristas políticos da história dos Estados Unidos. Com foco na campanha presidencial de 1968, o documentário mostra como Buckley (republicano) e Vidal (democrata) pouco a pouco baixaram o nível do debate, em discussões televisionadas ao vivo. Por fim, “Best of Enemies” reflete sobre como o programa estrelado por eles ajudou a moldar o debate político e a cobertura da mídia nos dias atuais.
(Alexandre Aragão)

3. Deep Web (2015)

Divulgação

A ascensão e queda do Silk Road, site escondido na “internet profunda” que movimentava milhões com a venda de produtos e serviços ilegais (principalmente drogas pesadas), parece coisa de cinema. O documentário conta a história de como o FBI chegou até Ross Ulbricht, fundador do Silk Road hoje condenado à prisão perpétua, em uma trama que passa por chantagem e matadores de aluguel.
(Alexandre Orrico)

4. Cartel Land (2015)

Divulgação

Indicado ao Oscar deste ano, “Cartel Land” acompanha a rotina de milícias civis nos dois lados da fronteira entre Estados Unidos e México. Em comum, o inimigo: cartéis mexicanos, que levam drogas e imigrantes ilegais, por terra, até o país vizinho. O filme busca dimensionar o tráfico de drogas na área, discutindo políticas públicas capazes de diminuir o problema, como a descriminalização da maconha.
(Alexandre Aragão)

5. The Mask You Live In (2015)

Divulgação

Um ótimo guia para alguém que quer entender como a cultura do estupro é construída. Por meio de filmes, músicas, esportes e outros exemplos, o documentário esclarece os meios pelos quais valores tidos como “masculinos” reforçam posições erradas.
(Alexandre Aragão)

6. Going Clear: Scientology and the Prison of Belief (2015)

Divulgação

A Cientologia é uma espécie de Cultura Racional que deu certo, mas não gerou nenhuma música legal do Tim Maia. O documentário é mais uma prova de como é possível arregimentar um monte de gente para uma seita, por mais cretinas que sejam suas premissas.
(Rafael Capanema)

7. Winter on Fire: Ukraine’s Fight for Freedom (2015)

Divulgação

O espectador de “Winter on Fire” vê a história se desenrolar diante dos próprios olhos. Filmado principalmente de dentro da praça Maidan, em Kiev — epicentro do qual irradiou a revolta popular ucraniana em 2014 —, o filme mostra como manifestantes portando paus e pedras foram capazes de desafiar as forças policiais do governo, armadas até os dentes. O resultado, um massacre com dezenas de mortos e feridos, também é registrado no documentário.
(Alexandre Aragão)

8. Chef’s Table (2015/2016)

Divulgação

Doze episódios, doze chefs renomados. Esta série chama atenção por fugir do padrão de filmes sobre gastronomia ao mesmo tempo em que tenta descobrir um pouco do que se passa na cabeça de alguns dos melhores cozinheiros do mundo e os motivos que levaram seus respectivos restaurantes ao topo.
(Alexandre Orrico)

9. Beltracchi (2014)

Divulgação

O alemão Wolfgang Beltracchi foi preso por seu maior talento, pintar quadros magníficos. Durante décadas, ele buscou lacunas nas obras de grandes mestres e fabricou quadros “novos” em nome deles. Ganhou milhões de dólares com o esquema. O filme mostra Beltracchi em ação, pintando um quadro falso, e conta como ele conseguiu enganar os maiores especialistas do mundo.
(Alexandre Aragão)

10. An Honest Liar (2014)

Divulgação

James Randi, o Fabuloso Randi, é um mágico aposentado que dedicou sua carreira a desbancar impostores. Seu principal adversário foi o israelense Uri Geller, que ganhou fama nos anos 1970 por supostamente dominar poderes mentais. Randi repetia os truques de Geller — e outros a quem considerava impostores — a fim de desmoralizá-los. “An Honest Liar” também narra a luta pessoal do ex-mágico, que é homossexual e casado com um imigrante ilegal.
(Alexandre Aragão)

11. No No: A Dockumentary (2014)

Divulgação

Sou fã de esporte, mas nunca assisti a uma partida inteira de beisebol. Mesmo assim, vale a pena ir em frente. O filme, que concorreu no Festival de Sundance, conta a história do jogador Dock Ellis. Uma vez, ele tomou LSD antes de entrar em campo — e fez uma partida perfeita. É uma coleção de grandes histórias de Dock, líder negro durante os anos 1960 que, no fim da vida, buscou se redimir de uma vida de excessos.
(Alexandre Aragão)

12. Advanced Style (2014)

Divulgação

O estilo incrível de sete senhorinhas nova-iorquinas acima dos 70 anos, que esbanjam elegância e uma visão totalmente pessoal da moda desde muito antes da palavra “blogueira” sonhar em existir.
(Susana Cristalli)

13. She’s Beautiful When She’s Angry (2014)

Divulgação

As origens do feminismo nos anos 60, com muitas imagens das primeiras manifestações, entrevistas com as líderes da época e um paralelo com o ativismo de hoje, analisando suas vitórias e tudo o que ainda falta conquistar.
(Susana Cristalli)

14. The Propaganda Game (2014)

Divulgação

A Coreia do Norte é um dos meus assuntos preferidos. Apesar de o diretor não ter conseguido mostrar nada que o governo não permitisse, o documentário é muito fascinante. Para mim, o mais surpreendente foi saber da existência do único representante ocidental da Coreia da Norte, um doido espanhol chamado Alejandro Cao.
(Rafael Capanema)

15. Iris (2014)

Divulgação

Aos 94 anos, Iris Apfel continua a ser um ícone de moda nos Estados Unidos. Famosa por seu estilo único — e nada discreto —, Iris vai muito além do estereótipo de mulher rica e bem vestida. O filme captura com sutileza as nuances da personagem, mostrando desde momentos de intimidade até idas a brechós, e tratando da vida profissional dela, que por muitos anos foi responsável pela decoração da Casa Branca.
(Alexandre Aragão)

16. Cosmos (2014)

Divulgação

Nesta série, o polêmico astrofísico Neil deGrasse Tyson apresenta revelações sobre o tempo e o espaço. É uma continuação da série de mesmo nome de 1980 e que tem como objetivo explicar como o universo funciona para uma audiência o mais ampla possível, não apenas para aqueles com conhecimento de ciência.
(Alexandre Orrico)

17. The Act of Killing (2012) e The Look of Silence (2014)

Divulgação

Dois documentários potentes sobre o massacre de pelo menos meio milhão de pessoas na Indonésia em 1965, quando começou no país uma ditadura militar. No primeiro, o cineasta Joshua Oppenheimer escolhe tornar os assassinos os personagens principais do filme, que parecem se gabar do acontecido, para tentar explicar o que aconteceu. A segunda parte registra o que acontece quando eles são confrontados com familiares das vítimas.
(Alexandre Orrico)

18. Jiro Dreams of Sushi (2011)

Divulgação

Sou perfeccionista e admirador da cultura japonesa — principalmente da comida —, daí meu interesse imediato por este documentário. Concluí que nunca conseguirei atingir esse nível de perfeccionismo (muito menos virar japonês). Mas tudo bem.
(Rafael Capanema)

19. Zeitgeist: The Movie (2007)

Mike Rieger/ FEMA News Photo / Via en.wikipedia.org

Uma explicação muito doida, mas que por vezes faz muito sentido, sobre fatos da realidade em que vivemos, incluindo as origens da religião cristã e o 11 de Setembro. Quem gosta de teorias da conspiração vai pirar.
(Susana Cristalli)

Veja também:

Check out more articles on BuzzFeed.com!

Rafael Capanema é redator do BuzzFeed, em Madrid.
Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed Brasil e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com
Susana Cristalli é redatora do BuzzFeed, em São Paulo.
Alexandre Orrico é redator do BuzzFeed, em São Paulo.
 
  Sua reação
 

Reações

Buzzing agora