back to top

As 16 histórias mais bizarras e engraçadas já publicadas no BuzzFeed Brasil

Pelo menos meia hora de risadas garantidas.

publicado

Se você é leitor assíduo do BuzzFeed Brasil, sabe que costumamos publicar listas com histórias engraçadas vividas pelos nossos leitores e encontradas pela gente na internet. Estas são algumas das melhores.

1. "Meu marido disse que um homem de verdade não limpa a bunda."

"Okay. Então o meu marido está me broxando. Estamos casados há dois meses. O que eu devo fazer? O pé dele fede… o cheiro do sapato dele empesteia todo o quarto. Ele também veste cuecas brancas. Quando eu estava lavando as roupas todas as cuecas dele tinham manchas marrom. Achei nojento. Uma vez estávamos transando, comigo em cima dele, e depois que terminamos ele levantou e tinha uma mancha marrom onde a bunda dele estava na cama. Então eu finalmente comprei alguns lencinhos umedecidos descartáveis e coloquei em cima da caixa da descarga. Ele nunca tocou neles. Ah sim e uma vez eu entrei no banheiro e estava cheirando bunda. Eu tentei descobrir de onde o cheiro estava vindo… Então vi um lenço de papel molhado no lixo com vários pedaços de cocô. Por que ele não jogou o lenço na privada? Então eu finalmente mencionei os lencinhos umedecidos descartáveis que eu tinha comprado. Ele ficou bravo e gritou comigo. Disse que um homem de verdade não mexe na bunda ou abre ela por nada. Homens não abrem as nádegas para limpar… nada pode entrar ali. O que precisa acontecer? Sugestões? Conselhos? Sem esculacho!"

Leia mais: Aparentemente muitos homens não estão limpando a bunda

Rrrainbow / Getty Images

2. "Meus pais pediram três cafés em Lisboa e o garçom trouxe seis."

"Meus pais e meus tios estão em Lisboa. Vão ao restaurante almoçar. No final, o garçom pergunta:

—Café?

Meu pai:

— Um, por favor.

Meu tio:

— Dois!

Minha tia:

— Três!

Passam alguns minutos e lá vem o garçom.

Com seis cafés." — Nina Paduani

Leia mais: 16 histórias de Portugal que parecem piada, mas são reais

3. "Dobro o queijo?"

"Levei minha mãe no Subway e o 'artista do sanduíche', com aquele atendimento impecável, disparou logo '15 ou 30?'. Minha mãe respondeu 'não, é um só!'.

Depois ele perguntou 'dobro o queijo?' e ela mandou um 'não, eu gosto dele esticadinho'." — Nadedja Calado

Leia mais: 14 histórias maravilhosas para rir com a sua mãe no dia dela

Antonio Scorza / Getty Images

4. "Meu amigo, me multa não!"

"Eu sou de São Paulo e me mudei para o Rio faz um ano.

Um dia estava dirigindo sem cinto de segurança, pois só estava dando uma volta no quarteirão para achar uma vaga.

Vi um marronzinho mexendo no 'Palm' igual aos de São Paulo, que são sanguinários. Parei e disse:

-- Meu amigo, me multa não! Vou perder a carta...

Aí ele me olha e fala:

-- Tô multando não, tô no zap, porra." — Flávio Gaspar

Leia mais: 12 histórias que só poderiam ter acontecido no Rio de Janeiro

5. "Liguei pra casa dizendo que queria falar comigo mesmo."

"Eu já liguei aqui pra casa, fazendo uma voz diferente, e disse que queria falar comigo mesmo.

Aí minha mãe entra no quarto e diz que tem alguém querendo falar comigo, aí eu digo que era eu, e só queria que ela apagasse a luz.

(Ela foi embora e não apagou.)" — João Vicente

Leia mais: 14 histórias de pessoas que superaram todos os limites da preguiça

6. "Perguntei pra ela se lá esquentava muito."

"Meu pai disse que eu só poderia continuar a jogar videogame se eu escondesse ele do meu irmão mais velho (ele ficava a madrugada inteira jogando). Tentei esconder em tudo que era lugar da casa e ele sempre achava, e lá ia eu ficar sem jogar. Até que um dia percebi que minha mãe guardava as formas de bolo EMBAIXO do fogão. Perguntei pra ela se lá esquentava muito: 'Não, só um pouco...' Resolvi esconder lá. Na manhã seguinte, o cheiro de plástico queimado espalhou pela casa. E adivinha o que era? Levei um baita de um xingão, mas nada comparado a ficar um ano sem videogame. Até o dia em que descobrimos que ele AINDA funcionava, mesmo todo derretido. Inclusive funciona até hoje. Tenho foto:" — Djuli Mosena

Imaginasty / Getty Images

7. "Ligou a lanterna do celular para ver e tinha merda na cama inteira."

"Meu pai, tempos atrás, sonhou que estava cagando e acordou de madrugada com uma dor de barriga daquelas infernais. Foi ao banheiro. Quando desceu a cueca, viu que estava melada. Pensou: "ainda bem que acordei a tempo". Trocou a cueca e foi deitar. Quando ele chegou na cama, sentiu que estava fedendo para caralho, mas achou que o cheiro vinha do banheiro. Quando ele deitou, sentiu uma coisa molhada. Ligou a lanterna do celular para ver e tinha merda na cama inteira. Ele sujou não só o lençol que forrava a cama e o edredom, como também o colchão. Ele começou a rir MUITO. Ele sempre ri quando caga, tem alegria no cu. A minha mãe acordou puta da vida querendo saber que merda (literalmente) estava acontecendo para ele rir tanto. Quando ela sentiu a carniça, ele olhou para ela e contou o que tinha acontecido. Ela fez ele levantar e trocar tudo para eles deitarem de novo. Até hoje ele morre de rir e conta essa história para todo mundo, não tem um pingo de vergonha!" — Lauany Aires

Leia mais: 16 histórias que literalmente acabaram em merda

8. "Eu derreti uma barra de chocolate pra deixar as coisas mais interessantes, mas queimei meu namorado."

"Estávamos fazendo as pazes depois de uma briga daquelas. Eu derreti uma barra de chocolate no microondas pra, né, deixar as coisas mais interessantes. Então fui toda transante pra cima do boy e falei 'amor, fecha os olhos que tenho uma surpresa pra você.' Mas nem consegui usufruir do chocolate porque ele saiu correndo dizendo que eu queria matá-lo (estava muito quente). Até hoje ele não fala comigo direito." — Jessica

Leia mais: 15 histórias de quem inventou de usar comida na hora do sexo

Iofoto / Getty Images

9. "Descobri do pior jeito por que a gente nunca conseguia se encontrar."

"Conheci um cara pelo Wap, um tipo de sala de bate-papo pelo celular que era como a gente paquerava antigamente. O cara, nas conversas, era perfeito e ainda por cima morava no mesmo bairro que eu. Nós marcamos de nos encontrar várias vezes, mas nunca dava certo. Eu trabalhava revezando horário com meu irmão e, sempre que ele marcava, era num horário que eu não podia. Passamos um tempão nessa até que, num feriado, marcamos num evento que acontecia numa praça próxima de casa. Combinamos de ir de camisa amarela para nos destacarmos da multidão. Lá chegando, a única pessoa de camisa amarela, além de mim era o meu irmão... afff." — Fabiana Xavier

Leia mais: 18 histórias de dates desastrosos que passaram todos os limites

10. "Embriaguei todo mundo na festa de Natal."

"Fiquei responsável de fazer a sobremesa no Natal e resolvi fazer um estrogonofe de chocolate. Na receita pedia um copo americano de conhaque, só que eu pensava que copo americano era o maior que tivesse em casa, pois os copos dos filmes americanos eram enormes. Resultado: todas as crianças da festa ficaram bêbadas e eu só não levei uma surra porque minha mãe estava bem alterada pelo litrão de conhaque da sobremesa." — Priscila Freitas

Leia mais: 16 histórias engraçadas de quem é um desastre na cozinha

11. "Foram me encontrar no final do dia recolhendo latinhas na companhia de três catadores."

"Dezenove anos, meu primeiro carnaval longe dos meus pais, eu achei que era dona do mundo! No terceiro dia de folia, todos os meus amigos não aguentavam mais beber na rua e queriam ir pra casa descansar. Mas eu queria aproveitar tudo e fiquei na rua curtindo sozinha. Me encontraram, no final do dia, com uma sacola plástica grande na mão e na companhia de uns três catadores de latinha. SIM! EU ESTAVA CATANDO LATINHAS! Na minha cabeça eu tinha me perdido da galera e tinha que vender latinha pra pagar a passagem e ir embora! Sou zuada por essa história até hoje!" — barbaracardosodea

Leia mais: 17 histórias que vão elevar suas expectativas para o carnaval

12. "O aniversariante esbarrou em uma mesa que caiu na piscina, o que desencadeou uma insanidade coletiva e começaram a jogar tudo na piscina: liquidificador, celular, outras pessoas..."

"Fizemos o aniversário de 23 anos de um colega. A caipirinha fez tanto sucesso que passamos a fazer no balde com o cabo do rodo. Enchemos um galão de 20 litros de água com vinho e colocamos no bebedor. Lá para as tantas tocou "Smell Like a Teen Spirit" e o aniversariante esbarrou em uma mesa que caiu na piscina.

Aquilo desencadeou uma insanidade coletiva que todo mundo começou a jogar tudo na piscina, liquidificador, prato da bateria, celular, outras pessoas e quando olho tinha um animal tentando arrancar o fogão da parede para jogar dentro da piscina. Outro imbecil arrancou o galão de vinho e derramou em si próprio.

De repente aparece a avó do camarada, de uns noventa anos, xingando todo mundo e alguém grita "joga a velha também!", mas algum abençoado levou a velha embora!" — Jack London

Leia mais: 12 relatos de festas que atingiram um outro nível de loucura

Mauricio de Sousa Produções

13. "Fui embora da minha própria casa!"

"Dei uma festa em casa após a aula e fiquei mais louco que todo mundo. Na hora de ir embora, todo mundo dando tchau, dei tchau e fui embora do meu próprio apê. Detalhe, o portão tava fechado e acabei pulando ele!" — Sergio Ansanelli

Leia mais: 12 relatos de festas que atingiram um outro nível de loucura

14. "Talvez eu seja o meu irmão gêmeo."

"Eu tenho um irmão gêmeo idêntico e quando a gente era recém-nascido a mamãe marcava uma inicial na sola do nosso pé com caneta pra não confundir. Um dia, a vovó deu banho na gente e, sem saber desse esquema de identificação, apagou as iniciais. Elas chutaram quem era quem e minha vida pode ser uma mentira." – Henrique Gil

Leia mais: Perguntamos às pessoas a coisa mais diferente que já aconteceu com elas e as respostas são de cair o cu da bunda

Televisa

15. "Tivemos a brilhante ideia de dar um calmante para minha mãe dormir e podermos transar, mas me confundi com os copos."

"Uma vez, meu ex-namorado ia dormir aqui em casa e minha mãe não nos deixava dormir juntos, foi aí que decidimos dar um calmante escondido pra ela dormir e a gente poder aproveitar a noite. No fim das contas, na hora de servir os copos eu me enrolei e acabei tomando no lugar dela. Dormi no meio da transa." — Lays Fagundes

Leia mais: 17 histórias de sexo que quase deram ruim

/ Getty Images

16. "Pensei que todo mundo tivesse uma faca de cocô."

"Minha família faz cocô grande. Talvez seja genético, talvez seja nossa dieta, mas todo mundo solta pedaços enormes de merda. Se alguém faz um cocozão, você sabe que às vezes ele não desce pela descarga. Ele fica no fundo da privada e o vórtice de água que escoa só faz ele girar, enquanto ele fica rindo da sua cara.

Quando eu era mais novo, isso ocorria com certa frequência, então minha família tinha uma faca de cocô. Era uma faca de cozinha velha e enferrujada, que ficava pendurada em um prego na área de serviço de casa, para ser usada somente para esse fim. Era normal andar pelo corredor e alguém gritar 'ei, você pode me trazer a faca de cocô?'

Eu achava que isso era um item comum. Você tem seu desentupidor, sua escova para o vaso sanitário e sua faca de cocô.

Avance até meus 22 anos. Estou na casa de um amigo. Meu amigo era o traficante local e sempre recebia 'convidados', porque você não pode comprar maconha sem sentar e experimentar por uma hora. Eu pedi licença, fui ao banheiro e fiz um cocô enorme. Eu olhei para baixo e vi que ele estava de atravessado, então abri a porta e chamei meu amigo. Ele chega e eu peço a faca de cocô dele.

'Minha o quê?'

Sua faca de cocô, digo. Eu preciso dela. Por favor.

'Que merda que é uma faca de cocô?'

Obviamente ele tem uma, mas ele a chama por um nome mais delicado. Um cutelo fecal? Um divisor de bosta? Um punhal para fezes? Eu explico o que eu quero e por que eu quero.

Ele começa a rir. E rir. Então várias pessoas começam a rir. Acontece que a música tinha parado e todo mundo ouviu meu pedido pela porta. Acontece também que ninguém tinha facas de cocô, era só minha família fodida, com seus intestinos fodidos.

Eu contei isso para minha esposa na noite passada e ela se divertiu muito e ficou horrorizada no mesmo nível. Acontece que ela não sabia o que era uma faca de cocô e estava usando a velha faca enferrujada pendurada no armário de utensílios domésticos como uma faca comum. Ainda bem que ela não cozinhava com ela, mas só a utilizava para abrir caixas dos Correios.

Ela vai comprar uma faca só para ela agora."

Leia mais: Eu não consigo parar de pensar nesta história da faca de cocô

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.