36 coisas que você provavelmente não sabe sobre a Marvel Comics

É mesmo uma pena que Michael Jackson nunca teve a chance de interpretar o Homem-Aranha.

1. Hulk era originalmente cinza quando ele foi apresentado, mas ficou verde para compensar a má diferenciação de cores usada na impressão dos quadrinhos nos anos 60.

2. Stan Lee pôs um hífen no nome “Spider-Man” para que ele ficasse diferente de “Superman” na impressão.

3. A Marvel Comics e a DC Comics dividiram a posse da marca registrada da expressão “super-herói” a partir de 1981. Eles decidiram por esta ação porque a empresa de brinquedos Mego, que fez brinquedos licenciados de personagens da DC, fez isso antes deles. A Mego desistiu da marca registrada depois que as duas empresas ameaçaram tomar ações legais.

4. Wolverine era originalmente projetado para ser uma mutação genética ao invés de um mutante humano. O próprio Stan Lee vetou a ideia.

5. A Marvel tinha uma regra em meados dos anos 70 de que o Wolverine não teria pêlo nos braços enquanto estava com seu uniforme, mas poderia ter pêlo nos braços quando ele estava com roupas normais.

6. A Marvel publicou a primeira edição de sua adaptação de Guerra nas Estrelas em março de 1977 com julho na data da capa, cerca de dois meses antes de o filme ser lançado nos cinemas.

Marvel/Lucasfilm

7. Bill Sarnoff, o chefe da empresa matriz da DC Comics, Warner Communications, abordou o editor chefe da Marvel Comics, Jim Shooter, em 1984 para licenciar os direitos de publicação de todo o universo DC. Sarnoff achou que para a Marvel, que dominava o mercado na época, era mais adequado fazer quadrinhos bem sucedidos estrelando Batman, Super-Homem, e a Liga da Justiça. O editor da Marvel na época, Jim Galton, recusou a oferta de Sarnoff, achando que aqueles quadrinhos não estavam vendendo bem porque os personagens não eram muito bons.

8. O fundador da Marvel Comics, Martin Goodman, era para estar a bordo do Hindenberg no dia em que a famosa nave caiu, mas mudou seus planos de viagem no último minuto.

9. Martin Goodman tentou convencer Stan Lee e Steve Ditko a não inserir o Homen-Aranha porque ele insistia que crianças odeiam aranhas.

10. Neal Tennant, o vocalista do Pet Shop Boys, era um editor na filial da Marvel no Reino Unido no final dos anos 70.

11. Jim Shooter, o editor chefe da Marvel nos anos 80, comprou a ideia do uniforme preto do Homem-Aranha de um fã por U$ 220, e deu ao fã uma chance de escrever os quadrinhos, apesar de que isso não tenha dado certo. A fantasia preta foi apresentada como um alienígena “simbiótico” e por fim se tornou um dos vilões mais famosos do Homem-Aranha, Venom.

12. Embora G.I. Joe seja propriedade da Hasbro, a maioria dos personagens e mitologia para os brinquedos e séries animadas foram criadas principalmente por Larry Hama, o escritor dos quadrinhos licenciados publicados pela Marvel Comics. O editor-chefe Jim Shooter foi quem sugeriu que G.I. Joe fosse uma equipe ao invés de um nome de uma pessoa em particular.

13. A visão de Larry Hama para G.I. Joe foi originalmente concebida como uma nova direção para Nick Fury e S.H.I.E.L.D.

14. Da mesma forma, a história de fundo para Transformers e a maioria dos personagens originais, incluindo Optimus Prime e Megatron, foram criadas pelos editores da Marvel, Jim Shooter e Denny O’Neil, juntamente com o escritor Bob Budiansky.

15. George Romero, o diretor de A Noite dos Mortos-Vivos, trabalhou com a Marvel por dois anos em um projeto que teria estreado como uma história em quadrinhos e filme simultaneamente, mas os planos foram abandonados depois que a sequência de Romero, Dia dos Mortos, foi um fracasso em 1985.

16. A Marvel Comics possuía os direitos da palavra “zumbi” de 1975 até 1996, quando eles perceberam que era impossível emplacar a marca registrada.

17. Michael Jackson pensou em comprar a Marvel Comics no final dos anos 90 porque ele queria interpretar o Homem-Aranha em um filme.

18. Hulk recebeu o nome de Robert Bruce Banner porque Stan Lee escreveu acidentalmente em alguns quadrinhos seu nome como Bob Banner ao invés de Bruce Banner, como ele foi originalmente apresentado. Lee lhe deu retroativamente o novo nome para que ambos estivessem corretos.

19. Kitty Pryde foi assim nomeada por causa de uma das colegas de John Byrne na Alberta College of Arts, mas a verdadeira Kitty Pryde mudou seu nome nos anos 90 para evitar a atenção indesejada de fãs de quadrinhos.

20. Dave Cockrum projetou as primeiras versões de alguns personagens principais de X-Men, como Noturno e Tempestade, para uso em Renegados, uma continuação da Legião dos Super-Heróis da DC.

21. Quando Nick Fury foi recriado para o “Universo Ultimate” da Marvel, em 2000, os criadores Mark Millar e Bryan Hitch deliberadamente apresentaram o personagem até então branco como sendo Samuel L. Jackson. Isso conduziu Jackson a ser eventualmente escalado como Fury no universo cinematográfico da Marvel.

22. O Tocha Humana não foi utilizado no desenho O Quarteto Fantástico na década de 70 porque a Universal Studios havia licenciado o personagem e bloqueou seu uso no programa, e não porque a rede estava com medo das crianças atearem fogo em si mesmas imitando o herói.

23. A Marvel Comics foi proibida de apresentar lobisomens em quadrinhos pela Comics Code Authority, de 1954 até 1971. Isto forçou os criadores da Marvel a serem mais imaginativos, e resultou na criação de Sauron, um personagem que é, basicamente, um homem-pterodáctilo com poderes vampíricos, nas páginas dos X-Men em 1969.

24. A Mulher-Hulk foi criada após a Marvel descobrir um plano para introduzir uma Hulk feminina na série de TV popular O Incrível Hulk. Eles apressaram a produção da primeira edição de A Selvagem Mulher-Hulk, para que pudessem manter os direitos autorais e de marca registrada.

25. A primeira aparição de Loki no Universo Marvel antecede o da primeira aparição de seu irmão Thor em 13 anos.

26. Rob Liefeld colocou um anúncio para uma história em quadrinhos chamada Executores no Comic Buyers Guide. Foi uma cópia descarada de seu próprio trabalho em X-Force, o que levou a Marvel a ameaçar uma ação legal. Liefeld abandonou o projeto por completo e acabou fazendo Youngblood em seu lugar.

27. O escritor de Vingadores, Steve Englehart fez questão de retratar Fera como um drogado na década de 70, embora ele não tenha sido autorizado a fazer referências diretas a drogas. Englehart teve o personagem retratado lendo livros de Carlos Castaneda e ouvindo Stevie Wonder, ele foi concebido para transmitir a ideia de que era um “cara jovem e intelectual que estava em voga”.

28. A personagem Cristal do X-Men foi criada para servir como um promoção mútua e de vários meios entre Casablanca Records e Marvel Comics. Ela foi originalmente planejada para ter um equivalente na vida real com uma série e um filme, mas ambas as ideias foram abandonadas quando a música disco começou a sair de moda.

29. Scott Lobdell se tornou o principal escritor da franquia X-Men, porque ele estava no lugar certo, na hora certa,, quando o sucessor pretendido por Chris Claremont, John Byrne, se despediu após ser convidado para escrever um roteiro de uma edição inteira durante a noite. Lobdell, que era inexperiente e com fome de trabalho, aproveitou a oportunidade.

30. Marvel enfrenta uma lei de aumento dos impostos sobre os brinquedos que se assemelham a seres humanos, alegando que os valores de X-Men são mutantes, não humanos.

31. A Marvel foi basicamente obrigada a publicar quadrinhos tendo como protagonista alguém, qualquer personagem que fosse, chamado de Capitão Marvel, a fim de assegurar a marca registrada. O primeiro Capitão Marvel foi introduzido no final dos anos 60, quando a Marvel soube que a DC estava planejando reviver o Capitão Marvel da Fawcett dos anos 40, e só podia assegurar os direitos autorais se publicassem um personagem com o nome. Quando a DC trouxe o personagem de volta, eles acabaram chamando os quadrinhos estreando ele como Shazam, já que não podiam usar o Capitão Marvel como título. (Quando a DC reiniciou sua linha de quadrinhos em 2011, eles decidiram apenas mudar o nome do personagem para Shazam).

32. Quando Todd McFarlane, Jim Lee, Rob Liefield, e mais quatro dos maiores artistas deixaram a companhia para formar a Image Comics em 1992, o preço das ações da Marvel imediatamente caiu mais de U$ 11 por cota.

33. O autor de Game of Thrones, George R.R. Martin escrevia regularmente para a sessão de cartas da Marvell nos anos 60 .

34. A Marvel casou Ciclope e Jean Grey nos quadrinhos porque descobriram que os produtores de X-Men: A Série Animada pretendiam casá-los na segunda temporada da série.

35. A Marvel continuou a usar o Godzilla em meados dos anos 80, apesar de sua licença para publicar quadrinhos representando o personagem já tivesse expirado.

36. E, claro, o Capitão América e Dr. Estranho já estiveram em uma banda com Linda Rondstadt e C-3PO de Guerra nas Estrelas.

Check out more articles on BuzzFeed.com!

Director of Quizzes and Games
 
  Sua reação
 

Reações

Buzzing agora