back to top

Este vídeo de um homem-bomba sendo confrontado por suas vítimas está se tornando viral

A campanha foi feita para o Ramadã pela empresa de telecomunicações Zain, do Kuwait.

publicado

Uma campanha publicitária que mostra vítimas do terrorismo confrontando um homem-bomba foi vista quase 3 milhões de vezes desde o início do Ramadã. Abaixo, o vídeo completo, legendado em inglês.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

O Ramadã é o mês sagrado dos muçulmanos. Ele marca o período durante o qual o Alcorão foi revelado para o profeta Maomé.

O vídeo, um comercial da empresa de telecomunicações Zain, do Kuwait, apresenta uma voz de criança narrando uma cena que mostra um suposto homem-bomba montando um explosivo. "Vou contar tudo para Deus", diz a voz da criança. "Que você encheu os cemitérios com nossas crianças e esvaziou nossas escolas. Que você criou desordem e escureceu nossas ruas."

Ao longo do vídeo, é então transmitida a mensagem de que o islã prega o amor, não atos de terrorismo.

A Zain tem cerca de 45 milhões de clientes de rede móvel espalhados pelo Oriente Médio e Norte da África. É comum que empresas da região lancem campanhas publicitárias durante o Ramadã.

O vídeo foi visto quase 3 milhões de vezes e compartilhado quase 5.000 vezes no Facebook. Muitas pessoas estão comentando sobre a importância de sua mensagem, vistos os recentes ataques terroristas em Manchester (no Reino Unido, durante um show da cantora Ariana Grande) e em Bagdá (Iraque, quando um carro-bomba explodiu em frente a uma sorveteria matando 15 pessoas, entre elas várias crianças).

Publicidade

Depois, o astro árabe Hussain Al Jassmi canta: "Adore seu Deus com amor, não com terror", conforme imagens de vítimas reais do terrorismo são mostradas ao fundo.

O vídeo teve 5.000 compartilhamentos no Facebook e centenas de tuítes.

What a beautiful ad on counter violence & extremism. Only Kuwait could do this. Thank you @Zain and @7sainaljassmi https://t.co/Z4Ja5Udf7H

"Que linda campanha contra a violência e o extremismo. Só o Kuwait poderia fazer isso. Obrigado."


The @Zain creative team truly deserves this coverage for their inspiring work. Also @7sainaljassmi makes everything… https://t.co/3dADEWVpyn

"A equipe criativa do @Zain merece toda a cobertura que estão recebendo por seu trabalho inspirador. Além disso, @7sainaljassmi faz tudo soar maravilhoso."

Publicidade

"Podem ficar orgulhosos @Zain"

Essa referência sugere que os produtores do vídeo não estão criticando apenas o terrorismo islâmico, mas também a violência nos países envolvidos em guerras.

No entanto, a referência a Omran Daqneesh não foi bem recebida por alguns espectadores, incluindo alguns sírios, que a acharam ofensiva e enganosa.

@Zain please take down your offensive ad. You have no right to exploit children and people tragedy for your own commercial gain.

"@Zain por favor tire do ar sua propaganda ofensiva. Você não tem o direito de explorar as crianças e a tragédia das pessoas para ganho comercial."

Strong message except for @Zain whitewashing #Assad crime by suggesting #OmranDaqneesh was a victim of #ISIS terror… https://t.co/OBYcu82CK8

"Mensagem forte com exceção do @Zain limpando a barra dos crimes de Assad [Bashar Al-Assad, ditador da Síria] ao sugerir que Omran Daqneesh foi vítima do Estado Islâmico, não do regime sírio"

O BuzzFeed News tentou entrar em contato com a Zain para comentar o assunto, sem sucesso.

Este post foi traduzido do inglês.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss