back to top

Novo app do Giphy permite que qualquer pessoa seja a estrela de seus próprios gifs

Adoramos assisti-los, adoramos compartilhá-los, mas o Giphy espera que seu novo aplicativo nos faça criá-los também.

publicado

Algumas coisas são difíceis de expressar em palavras, diz Adam Leibsohn, diretor de operações do Giphy. "A linguagem é muito insuficiente para termos abstratos — amor, confusão, paixão, liberdade, curiosidade — todas essas coisas."

A solução, é claro, são os gifs. "Dá pra enviar um gif muito mais rápido do que escrever todas as coisas que se tem pra dizer", contou Leibsohn ao BuzzFeed News, explicando as origens de seu novo negócio. "Gifs são mais expressivos e mais dinâmicos do que emojis, e você dá seu recado mais rápido, porque basta a outra pessoa olhar pra ele. Pensei: caramba, isso pode ser o futuro da linguagem!"

Atualmente, o Giphy é mais conhecido como uma ferramenta de busca por gifs, colocando milhões deles em aplicativos de mensagens como o Facebook Messenger e o Slack. O site agora tem mais de 55 milhões de visitantes únicos por mês e, no início deste ano, a empresa sediada em Nova York captou 15 milhões de dólares em uma avaliação declarada de 80 milhões de dólares.

Ainda é uma empresa pequena, mas aos poucos está se expandindo para se tornar um império midiático versátil baseado em gifs. O Giphy atualmente faz parceira com empresas de mídia para transformar seus conteúdos de vídeo em gifs a serem distribuídos pela internet, incluindo campanhas com o Straight Outta Compton e o Game of Thrones. Ela também conecta artistas com marcas como a Subway para criar obras originais que, depois, ficam em sua plataforma. E hoje, a empresa está lançando seu primeiro aplicativo, que permite que qualquer pessoa com um smartphone seja a estrela de seus próprios gifs.

"Há uma ferramenta de busca, há integração social, há artistas e conteúdo original, há trabalhos com parceiros e conteúdo original, há construção de ferramentas e de tecnologia e, quando percebemos, havíamos criado uma empresa de mídia em torno desse conteúdo", declarou Leibsohn. "É bem legal termos construído tudo isso em torno do gif e termos uma empresa de mídia focada nessa evolução da linguagem para o mundo digital."

Apesar dos milhões de pessoas que usam gifs para enviar mensagens aos amigos, retratar seus estados de espírito ou, ram ram, gerar conteúdo para um site de notícias e entretenimento digital que os utiliza, criar gifs originais ainda pode ser um processo complicado. Daí a mais recente expansão do império Giphy.

Hoje a empresa está lançando o GIPHY CAM, um aplicativo para iOS para criar gifs a partir de vídeos feitos com câmeras de smartphones. O aplicativo, juntamente com ferramentas de desktop para criação de gifs a partir de vídeos, faz parte do esforço global da empresa em "garantir que todos possam encontrar gifs incríveis rapidamente, criá-los facilmente e compartilhá-los sem esforço em qualquer lugar."

Quanto ao faturamento — o app, assim como todos os seus recursos para usuários normais, é gratuito —, a empresa ainda está adotando uma abordagem bastante relaxada em se tratando de lucros. "Depois que tivermos certeza de que todo mundo no planeta está se divertindo graças ao Giphy", afirmou, "vamos começar a pensar em fazer dinheiro."

Embora os gifs que podemos fazer com o GIPHY CAM não tenham as referências culturais da cultura pop que geralmente são compartilhadas, eles são muito mais personalizados e projetam uma sensibilidade típica da web.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Incluindo este lembrete cada vez mais relevante de que estamos sendo permanentemente vigiados e correndo risco de exposição.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Você pode fazer gifs e exibi-los no celular, mandá-los para o computador ou enviá-los para os amigos.