back to top

Um homem de 74 anos foi preso depois de destruir um monte de livros de selfies da Kim Kardashian

Seria um fã da Taylor?

publicado

Um homem de 74 anos de Connecticut (EUA) foi detido na última segunda-feira (6) depois de, segundo a polícia, ter destruído vários livros de selfies da Kim Kardashian em uma livraria local.

Glastonbury Police Department

O próprio homem, chamado Carl Puia, se entregou à polícia. Ele foi liberado depois de pagar US$ 2.500 de fiança.

Em um vídeo feito por uma câmera de segurança, é possível ver Puia jogando um líquido vermelho sobre alguns livros "Selfish", de acordo com uma postagem muito bem-humorada no Facebook do departamento de polícia de Glastonbury.

"Seis cópias dos livros foram destruídas no massacre e não puderam ser reanimadas", disseram as autoridades.

Kim Kardashian/Twitter / Via Twitter: @KimKardashian

"Selfish", um livro que Kim lançou em 2015, é uma coleção de... selfies.

Jason Merritt / Getty Images

Além do "massacre", Puia também deixou para trás um bilhete, segundo a polícia, em que explicava que não gostava de Kim "e das pessoas que gostavam dela".

Este post foi traduzido do inglês.