back to top

Imagens assustadoras mostram refugiados sendo deixados para trás no mar

Cinquenta pessoas morreram no Mediterrâneo.

publicado

O fotógrafo Alessio Paduano estava num barco de resgate a 50 km de Trípoli, no último dia 6, quando a tripulação recebeu um pedido de resgate de um inflável de refugiados.

O barco pertence à ONG alemã Sea-Watch, que opera outras duas embarcações de resgate no Mediterrâneo.
Lisa Hoffmann / Sea-Watch / Via sea-watch.org

O barco pertence à ONG alemã Sea-Watch, que opera outras duas embarcações de resgate no Mediterrâneo.

O barco da Sea-Watch chegou ao local junto com um barco do governo da Líbia. Um porta-voz da ONG disse ao jornal britânico Daily Mail que os líbios começaram a bater nos refugiados e a ameaçá-los, enquanto eles se afogavam.

Alessio Paduano / AFP / Getty Images

Foi aí que Paduano começou a fotografar essas cenas horríveis.

"Enquanto eu tirava essa foto, podia ouvir a respiração dele ser interrompida pela água. Eu ainda ouço o barulho da respiração dele na minha cabeça", disse Paduano à BBC. "Foi um momento intenso e emocional, mas felizmente nosso barco de resgate conseguiu se aproximar e ele, quase afogado, foi puxado para fora do mar."
Alessio Paduano / AFP / Getty Images

"Enquanto eu tirava essa foto, podia ouvir a respiração dele ser interrompida pela água. Eu ainda ouço o barulho da respiração dele na minha cabeça", disse Paduano à BBC. "Foi um momento intenso e emocional, mas felizmente nosso barco de resgate conseguiu se aproximar e ele, quase afogado, foi puxado para fora do mar."

As equipes de resgate observavam refugiados caírem do barco do governo líbio, quando a embarcação tentava sair com pessoas ainda penduradas no casco.

Alessio Paduano / AFP / Getty Images

Um helicóptero da marinha italiana foi acionado.

Giovanni Isolino / AFP / Getty Images

Dentre as vítimas havia uma criança que não sobreviveu.

Lisa Hoffmann / Sea-Watch / Via sea-watch.org

"Ninguém teria morrido hoje se nós tivéssemos tido a chance de trabalhar em um ambiente calmo", um porta-voz da Sea-Watch disse ao Daily Mail.

Alessio Paduano / AFP / Getty Images

Em vídeos da operação, é possível ver e ouvir soldados líbios baterem nos refugiados com cordas, empurrarem eles do barco ou simplesmente deixarem eles caírem de volta no mar.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

Ao fim da missão, não se sabe quantos refugiados ficaram no barco da Líbia — apesar de ser possível ouvir o comandante do Sea-Watch 3 dizer ao rádio que todos foram resgatados.

#SeaWatch3 crew witnessed reckless and violent behavior by LYCG. A helicopter of the Italian Navy had to interfere… https://t.co/ULq92RmosF

Reprodução

Este post foi traduzido do inglês.

Marcus Engert ist Reporter bei BuzzFeed News Deutschland und lebt in Leipzig und Berlin. Verschlüsselter Kontakt: per Mail mit PGP-Key http://bit.ly/2uy3ai6 oder über die Threema-ID F8H994R7. Signal auf Anfrage.

Contact Marcus Engert at marcus.engert@buzzfeed.com.

Ryan Broderick is a reporter for BuzzFeed News and is based in London.

Contact Ryan Broderick at ryan@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.