back to top

A internet não perdoou a cantora gospel que pediu boicote à C&A

A imagem de homens e mulheres usando roupas uns dos outros deixou Ana Paula Valadão revoltada.

publicado

A cantora gospel Ana Paula Valadão recebeu diversas críticas e virou um meme nesta sexta-feira (20) ao convocar um boicote contra a loja C&A. Em seu Facebook, a cantora manifestou sua "#SantaIndignação" contra uma propaganda que mostra homens e mulheres usando roupas uns dos outros.

facebook.com

Ela disse que a marca está "provocando para ver até onde a sociedade aceita a imposição da ideologia de gênero."

A propaganda que gerou a indignação da cantora é esta:

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

É claro que a proposta de boicote de Ana Paula viraria piada no Twitter.

a ana paula valadão revoltada q na c&a tem roupa unissex mas jesus só andava arrasando de vestido

Publicidade

n gostou da propaganda da c&a? n assiste n gostou das roupas unissex? n usa n gostou da atitude da loja? n compra lá só não enche o saco

ana paula valadao reclamando das roupas unissex nunca deve te ido na seçao masculina da c&a ve as brusinha mara q tem la

ana paula valadão criticando as roupas sem gênero da c&a, eu acho que ela pulou o mandamento bíblico que diz "ame o próximo como a si mesmo"

Até a atriz Camila Pitanga se manifestou no Twitter contra a campanha da cantora gospel.

Repassem até que o meu beijo chegue à C&A

Publicidade

O BuzzFeed Brasil entrou em contato com a C&A para comentar o caso e, por meio da assessoria, a marca disse que "reforça o respeito à diversidade, inclusive de opiniões".

A nova campanha da C&A "Dia dos Misturados" tem como tema principal a celebração do amor e dá continuidade à nova visão da C&A sobre a Moda, lançada em março com a campanha "Misture, ouse e divirta-se. Livre de todo e qualquer tipo de preconceito e estereótipo, o novo filme, que celebra o Dia dos Namorados, faz um novo convite à mistura de atitudes, cores e estampas como forma de expressão. A C&A reforça que o respeito à diversidade, inclusive de opiniões, sempre foi um dos princípios da marca.

Esta não é a primeira vez em que a C&A se envolve em polêmicas sobre gênero. Uma coleção lançada em março gerou expectativas dos consumidores com a proposta de roupas que poderiam ser usadas tanto por homens, quanto por mulheres. Em março, o BuzzFeed Brasil foi até uma loja e testou se as roupas realmente funcionavam para ambos gêneros.