back to top

Este homem adiou sua transição de gênero para ter um bebê

"Uma delas veio da barriga do pai e um veio da barriga da mamãe."

publicado

Depois que White teve complicações no nascimento do seu filho, Kearns, um homem transgênero, decidiu adiar a sua transição física, a fim de gestar uma filha.

O par tem sido "muito honesto" com as crianças a respeito de onde vieram, White disse ao programa da ABC História Australiana, no qual a família foi tema de reportagem.

"Uma delas veio da barriga do papai e outra veio da barriga da mamãe", disse ela.

A sua decisão de adiar a transição foi difícil, e Kearns vivenciou angústia mental durante a gravidez, por estar em um corpo que parecia errado para ele.

"Eu estava realmente preocupada com AJ durante a gravidez, porque eu sabia que ele tinha a tal disforia forte e isso causou muita angústia ", disse White. "Mas de alguma forma ele encontrou força interior."

Mas, apesar da dor da gravidez, o momento do nascimento foi belo, disse Kearns.

"Eu me sinto privilegiado por criar uma vida", disse Kearns. "Qualquer um que dá a luz uma pessoa será um testemunho do fato de que é um milagre."

"O primeiro encontro com Luka quando ela nasceu foi, como qualquer pai diz, a maior alegria do mundo."

Kearns disse que a sua gravidez desafiou preconceitos do que significa ser um homem.

"Eu tinha a capacidade de ter um filho e eu sou um homem. Isso é muito conflituoso para muita gente", disse ele.

Mas, embora algumas pessoas possam achar a ideia do pai ter um bebê estranho, o psiquiatra Fintan Harte disse que não há "nenhuma razão" para Kearns não dar à luz.

"As crianças vivem em uma rica fantasia: sapos transforma-se em príncipes, abóboras transformam-se em carruagens... Uma mulher se transformar em um homem e vice-versa é, literalmente, uma brincadeira de criança", disse ele.

Bennett fotografou Kearns todo mês, durante dois anos, durante a sua gravidez e a transição de gênero.

As pessoas estavam "confrontadas e desafiadas" pela exposição, disse Kearns.

"Foi interessante ver a reação das pessoas", disse ele. "Algumas pessoas tiveram de sair e voltar um pouco mais tarde".

Bennett concordou, dizendo que muitas pessoas achavam difícil "manter sua mente em torno" da ideia de um homem estar grávido.