back to top

Esta cola para grudar lacinhos na cabeça de bebês está dividindo as pessoas

"Na correria do dia a dia, não dá tempo de enfeitar, colocar roupinha rosa. Então eu só passo a colinha, coloco um lacinho e tá tudo certo. Ela não passa por menino, porque já tem um lacinho na cabeça."

publicado

Na última terça-feira (28), a agência de notícias Ruptly publicou um vídeo sobre a Girlie Glue, uma cola para grudar acessórios na cabeça dos bebês.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

O vídeo mostra mães brasileiras dizendo que colocam lacinhos nas cabeças de suas bebês para que as pessoas possam identificá-las como meninas quando saírem à rua.

youtube.com

Heloise Katharine Kieper, mãe e cliente da Girlie Glue, diz no vídeo: "Na correria do dia a dia, não dá tempo de enfeitar, colocar roupinha rosa. Então eu só passo a colinha, coloco um lacinho e tá tudo certo. Ela não passa por menino, porque já tem um lacinho na cabeça, e quando eu coloco no bebê-conforto também não vai machucar".

O vídeo gerou controvérsia — algumas pessoas adoraram a ideia e afirmaram que a cola (feita de agave a água) não faria mal aos bebês.

Facebook

"Adorei a ideia de colar um lacinho na bebê. Quer dizer, não há nada de errado. Não é super-cola. Algumas pessoas se confundem quando veem uma menina ou um menino porque há bebês muuuuuito feios, e um belo lacinho muda tudo."

Publicidade
Facebook

"Se não machucar o bebê. Se não há crueldade animal e estiver comprovado que realmente não machuca o bebê, não me importa se as mamães usam isso ou não. Se elas acham que assim as bebês ficam mais bonitas, vão em frente. "

Outras acharam que a ideia de colar algo na cabeça de uma bebê era estranha, especialmente se era apenas para identificar o seu gênero.

Facebook

"Isso é tão idiota. Primeiro, não acho que usar cola na cabeça de uma bebê seja algo muito saudável, mesmo que ela seja especial. Segundo, quem se importa se é um menino ou uma menina? E, aproveitando o ensejo, colem um letreiro de neon no peito dos pais dizendo que eles são uns idiotas."

Facebook

"Não preciso de um lacinho na cabeça para identificar uma menina – o nome e a mãe me dizendo que ela é uma menina já é o bastante. Isso é vergonhoso, absurdo e de tremendo mau gosto."

E, apesar da Girlie Glue não ser exatamente uma novidade, o vídeo despertou um novo interesse no controverso produto.

You could also use girlie glue to stick feminist slogans on your baby's head. Or just swear words.

"Você também pode usar o girlie glue para colocar slogans feministas na cabeça do seu bebê. Ou só palavrões."

Publicidade

Habéis visto esta mierda? https://t.co/k48xmQQyp4

"Você viu essa merda?"

Ao BuzzFeed News um representante da Girlie Glue rejeitou a ideia que o produto seja, de algum modo, discriminatório e afirmou que ele é "totalmente natural" e adequado para todos:

Sempre haverá indivíduos que querem impor suas opiniões negativas sobre outras pessoas. As pessoas gostam de encontrar defeitos e apontar culpados, quando não há nada que sustente suas acusações. Nunca discriminamos gênero. Nunca dissemos que é importante distinguir meninas de meninos. Não forçamos ninguém a comprar nosso produto. Amamos e defendemos nosso produto. Aqueles que nos criticam simplesmente não entenderam o produto. Se as pessoas não querem utilizá-lo, elas não são obrigadas a fazê-lo!

A utilização de nosso produto no cabelo e na pele é completamente segura. Sempre recomendamos que acessórios pequenos, assim como qualquer outro objeto pequeno, devem ser utilizados com supervisão de adultos.

A Girlie Glue foi projetada para facilitar a vida dos pais que querem colocar acessórios nos seu filhos, nos seus animais de estimação e até mesmo neles próprios. Nosso produto pode ser utilizado por qualquer faixa etária ou gênero. A Girlie Glue oferece uma alternativa confortável a faixas e presilhas para bebês, é excelente para fantasias — bigodes, perucas, etc. —, serve para colocar brincos em orelhas que não tenham sido furadas, para reparos temporários em tecidos, ajudar no dia do cabelo ruim etc.

Este post foi traduzido do inglês.