back to top

10 coisas que você não sabia sobre narvais

Sim, eles existem!

publicado

1. Embora sejam conhecidos como unicórnios do mar, os narvais são muito reais.

New Line Cinema

Você pode ter visto o narval amigo de Buddy desejando boa sorte no filme Um Duende em Nova York. O apelido místico vem de sua presa proeminente, que se parece muito com um chifre de unicórnio.

2. Suas presas em espiral na verdade são dentes!

Paul Nicklen / National Geographic Stock / WWF-Canada

Os narvais têm dois dentes. Nos machos, um deles toma a forma de uma presa de marfim que sai de seu lábio superior. As fêmeas também podem ter presas, mas bem menores.

4. Cada dente pode conter até 10 milhões de terminações nervosas.

naturepl.com / Eric Baccega / WWF-Canon

Depois de examinar presas recolhidas de caçadores, uma equipe de pesquisadores descobriu que os dentes dos narvais são preenchidos com um tecido nervoso polposo que parece ser sensível, mais ou menos como quando seus dentes doem quando você morde um sorvete, deduziu Nadia Drake, da Wired.

O estudo, publicado na The Anatomical Record, também descobriu que os batimentos cardíacos das baleias subiam e desciam, dependendo se a água tinha alto teor de sal ou era doce. Embora isso possa indicar que as presas são sensíveis a uma variedade de estímulos, a bióloga especialista em mamíferos marinhos Kristin Laidre disse à National Geographic que os animais podem ter ficado estressados durante as medições.

5. Narvais são caçados por sua pele e presas.

Via giphy.com

A pele deles é rica em vitamina C, e suas presas raras podem ser vendidas por um preço elevado. Embora sejam caçados pelo povo inuíte, é provável que a maior ameaça aos narvais sejam as alterações climáticas, o desenvolvimento de petróleo e gás e a poluição sonora subaquática, que interfere com a comunicação, de acordo com a WWF (WWF).

6. Os narvais estão entre os mergulhadores mais profundos do mundo.

naturepl.com / Doug Allan / WWF-Canon

No inverno, os narvais mergulham até 1.600 metros e fazem isso até 25 vezes por dia. Cada submersão geralmente dura cerca de meia hora.

Se você não sabe muito sobre o mar, a pressão nessas profundidades é intensa. A 154,68 kilogramas-força por cm², tudo é envolto em escuridão, de acordo com a National Oceanic and Atmospheric Administration.

Mas os narvais conseguem desligar o fluxo sanguíneo ou de oxigênio em partes do corpo menos essenciais, e eles têm uma caixa torácica que pode ser comprimida. Ao contrário dos golfinhos, os músculos do narval são constituídos para a natação de resistência, o que ajuda a economizar energia e, consequentemente, diminui o consumo de oxigênio.

8. Uma nova pesquisa descobriu que, quanto maior a presa, maiores os testículos.

Via charlievdc.tumblr.com

Os cientistas não conseguiram pesquisar muito sobre os hábitos de acasalamento dos narvais, levando a muita especulação sobre para que exatamente servem as presas.

Mas um novo estudo publicado na Marine Mammal Science mostra que as presas do macho podem estar ligadas ao tamanho de seus testículos, o que é um sinal de fertilidade. Isso significa que, assim como os pavões, os narvais podem confiar em sua aparência para atrair uma companheira.

9. Eles usam sonar para encontrar buracos para respirar no gelo.

Paul Nicklen / National Geographic Stock / WWF-Canada

Assim como morcegos e outras baleias, os narvais usam a ecolocalização para mapear seus arredores. Seus ecos são tão sofisticados que eles podem encontrar buracos a centenas de metros de distância, como você pode ver neste vídeo da BBC.

10. Visto que os narvais são tão esquivos, os pesquisadores começaram a monitorá-los para saber mais sobre eles.

World Wildlife Fund / Via worldwildlife.org

Para ter uma ideia melhor de aonde os narvais vão para se alimentar e acasalar, a WWF colocou rastreadores via satélite em alguns deles no Canadá. Você pode seguir suas viagens on-line e até adotar um narval simbolicamente.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss