back to top

Estas são as histórias por trás das fotos de arquivo mais bizarras da internet

Praticamente um estoque de imagens esperando para virar meme.

publicado

Assim como um juiz da Suprema Corte dos EUA disse uma vez que não conseguiria definir a pornografia, mas que poderia reconhecê-la ao se deparar com ela, o mesmo acontece com fotos de arquivo. Você sempre sabe quando vê uma.

E, assim como a pornografia, as fotos de arquivo parecem seguir a regra de que, se você consegue pensar em uma situação, quase certamente haverá fotos que representem isso – o que significa que há algumas coisas realmente estranhas e obscuras nesse universo.

Precisa de uma foto de um homem beijando sua esposa melancia? Sem problemas. E que tal um cara em êxtase ostentando um rolo de papel higiênico? Tudo bem também.

if there is a better stock photo narrative i haven't seen it.

"se houver uma narrativa melhor de fotos de arquivo ainda não vi."

As fotos de arquivo são basicamente um estoque de imagens apenas esperando para serem transformadas em memes. Elas permitiram memes clássicos nos EUA, do 'Esconda a dor, Harold' e 'mulheres rindo sozinhas com salada' a um blog inteiro de 'comentários do PornHub em fotos de arquivo'.

Embora populares no Reddit e no Tumblr há anos, elas tiveram um ressurgimento recente graças à conta do Twitter @DarkStockPhotos.

"Elas são muito diretas", disse Andy Kelly, jornalista britânico que criou o @DarkStockPhotos. "Tipo, como podemos ilustrar a depressão sazonal? Vamos colocar um cara com uma arma na frente de uma árvore de Natal".

Publicidade

Desde que ele abriu a conta, em junho, o @DarkStockPhotos já conseguiu mais de 125.000 seguidores. Encontrar novas fotos para o feed é um processo bastante simples, disse ele.

"Eu simplesmente penso nas piores coisas possíveis", disse Kelly.

Aw look how quickly they made up. We have much to learn from Getty Images.

"Ah, veja como eles fizeram as pazes rápido. Temos muito o que aprender do Getty Images."

Mas quem, na verdade, tira essas fotos bizarras, e o que os inspira a fazer essas imagens?

O BuzzFeed News falou com alguns dos idealizadores de algumas das fotos de arquivo mais estranhas e famosas que existem. Nossa pergunta: "Por que esta foto de arquivo ainda existe?"

Publicidade

As fotos acima, de um garoto chorando segurando uma arma, tornaram-se virais depois de serem postadas na Shutterstock.

Eles chegaram ao topo do Reddit, sendo destaque no College Humor, e apareceram em vários tuítes virais.

O fotógrafo russo por trás das imagens, Sergey Komisar, tirou essas fotos de seu filho há três anos. Mas ele não esperava que as pessoas as achassem engraçadas.

Na verdade, até o BuzzFeed News entrar em contato com ele, ele não tinha ideia de que elas tinham se tornado algumas das imagens de arquivo mais reconhecíveis on-line. As fotos foram baixadas menos de 20 vezes na Shutterstock, estimou.

"pessoal?"

O pano de fundo é muito menos obscuro do que você esperaria.

Komisar disse ao BuzzFeed News que as fotos foram tiradas quando Roman, seu filho com então 3 anos de idade, ficou irritado ao final de uma sessão de fotos. Enquanto estava segurando sua arma de brinquedo (sim, era um brinquedo), ele começou a chorar.

"Foi um momento doce e um que eu não queria perder. Então eu pedi que ele posasse como estava", disse Komisar ao BuzzFeed News. "Depois de cinco minutos de poses, ele parou de chorar e voltou a rir".

E essas mais de 40 fotos de um cara usando uma máscara de cavalo? Elas são de Rich Ellgen, cujo trabalho está no site de fotos de arquivo iStock.

"Quando comecei a fazer o iStock, eu tinha um emprego entediante em um call center", disse o fotógrafo da Califórnia ao BuzzFeed News. "Então, eu esboçava ideias como uma saída criativa".

Depois que seu irmão lhe deu a máscara de cavalo há alguns anos, ele passou a incorporá-la nas suas fotos.

"Uma vez, minha esposa vestiu a máscara de cavalo e colocamos um prato com flores na frente dele", disse ele. "Então eu pensei: 'O que mais eu posso fazer?'. Bem, o cavalo pode beber demais e desmaiar na mesa".

A série de fotos no estilo "BoJack Horseman" têm sido "muito bem-sucedida", disse ele.

Agora, Ellgen trabalha em tempo integral como pastor, mas tira fotos de arquivo como um "passatempo lucrativo". Como as fotos têm que ter uma qualidade suficientemente alta para serem aceitas no iStock, Ellgen toma nota se elas são aceitas ou não e usa isso como feedback sobre o seu trabalho.

"Eu tenho essa crença de que, se algo é bem-feito, suas aplicações são infinitas", disse ele. "Então eu tento produzir imagens bem-feitas que podem ser tiradas de várias maneiras diferentes".

Publicidade

Para imagens de um Papai Noel sem camisa apertando seus próprios mamilos, basta olhar o trabalho de Tracy King — tanto o fotógrafo como o modelo por trás da icônica série de fotos.

"Não é como eu. Eu sou tímido, não gosto de muita atenção e tenho vergonha de ser gordo", disse King ao BuzzFeed News. "Imaginei, bem, vamos extravasar um pouco, ter um momento de diversão. De qualquer maneira, pensei que ninguém encontraria a foto".

Bom, mas as pessoas encontraram a foto. E ela acabou se espalhando por todos os cantos mais bizarros da internet e atualmente serve como o avatar da conta do Twitter @DarkStockPhotos.

"Fazer algo incômodo me ajudou a me soltar e me abrir um pouco, já que pensei que ninguém compraria isso", disse. "Foi a primeira foto que tirei dessa forma".

Desde então (além de uma série de fotos de arquivo "normais"), King tem postado uma série de autorretratos esquisitos: fotos dele prestes a comer um pedaço de papel higiênico enquanto está sentado na privada, dormindo com uma mão dentro da calça, coisas assim.

"Se elas vendem, estou feliz porque mais dinheiro sempre me faz feliz", disse ele. "Mas, se não vendem, não pago nada para tirar essas fotos, então pelo menos o risco é mínimo financeiramente".

“é melhor não gritar
é melhor não chorar
é melhor não fazer beicinho
vou te dizer por que
o Papai Noel está vindo/gozando na cidade”

King já conseguiu algum dinheiro com suas criações. Ele estima que ganhou cerca de US$ 750 com o Papai Noel, e a "fotografia de arquivo esquisita" tornou-se algo totalmente comercial.

"Ninguém no ramo das fotos de arquivo pensa que elas vendem, já que elas não têm nenhum uso comercial", disse ele. "Quero dizer, não é a foto de um cara genérico em um terno genérico com uma pose genérica apertando uma mão – e que poderia ser usada para milhares de coisas diferentes. É um cara gordo apertando seus mamilos".

Sua fotografia bizarra também é motivada pela curiosidade — alguém realmente é capaz de encontrar um uso para essas imagens?

"Eu pesquiso no Google Imagens para ver se eu consigo encontrá-las no futuro", disse ele. "É engraçado encontrar essas imagens e as histórias para as quais as pessoas as usam, ou os memes que as pessoas criam usando minhas imagens".

King definitivamente curte a piada. Ele adora quando "pessoas criativas" transformam suas fotos em memes, disse. "Quando eles pegam a imagem e a modificam, colocam suas próprias palavras nela, seja lá o que for necessário, é maravilhoso", disse ele. "Quem não adora memes?"

Publicidade

Se você precisar de uma foto de um cara pulando no ar vestindo calças gigantes, Mihai Blanaru, um fotógrafo na Romênia, tem o que você precisa.

Blanaru trabalha com TI em tempo integral na Hewlett-Packard. Como passatempo, ele faz fotos de arquivo, além de fotos de eventos, famílias, moda e retratos.

A imagem é, na verdade, parte de uma sessão de fotos que Blanaru fez com seus amigos em 2015.

"Tudo começou quando eu vi algumas perucas coloridas, e isso foi combinado com alguns acessórios de carnaval, então percebi que eu podia conseguir alguns doces gigantes e muitos outros acessórios engraçados", disse ele. "Pensando em trazer algo grande para a foto, eu vi uma loja de roupas extremamente grandes, e essa foi a parte mais engraçada".

Seu amigo de longa data, Alex Marcu, acabou vestindo-a para a foto icônica.

"Eu lembro que eu tinha que fazer uma pausa de cinco minutos depois de cada dez minutos de fotos porque eu não parava de rir", disse ele.

No total, a foto lhe rendeu em torno de US$ 800.

Ele também não conhecia a popularidade da sua foto on-line e ficou "surpreso e animado" ao descobrir isso.

"Eu acho que as pessoas adoraram essas fotos porque era algo novo, original, mas também porque Alex era muito espontâneo e engraçado", disse ele.

I LOOKED UP "HUGE PANTS" FOR A SHITPOST BUT I FOUND THESE STOCK IMAGES AND IM LAUGHING SO HARD THAT I THINK IM GONN… https://t.co/UtmnoRboU5

"EU PROCUREI POR 'CALÇAS GIGANTES' PARA UM POST, MAS ACHEI ESSAS IMAGENS DE ARQUIVO E ESTOU RINDO TANTO QUE EU ACHO QUE VOU VOMITAR."

Na Shutterstock, uma das principais empresas de fotos de arquivo, o objetivo é garantir que haja uma ampla variedade de conteúdos que satisfaçam todas as necessidades possíveis dos clientes — por mais estranhas que sejam, disse Paul Brennan, vice-presidente de conteúdo da Shutterstock.

"É muito orientado para o mercado e o cliente", disse Brennan.

Embora muitos sites de fotos de arquivo ofereçam orientação livre quanto a quais tipos de fotos eles precisam, o ônus está com os fotógrafos em decidirem o que eles fotografam e postam.

Para se tornar um contribuidor da Shutterstock, você deve enviar 10 fotos do seu trabalho para análise. Assim que a primeira dessas suas imagens é aprovada, sua conta é ativada e você pode começar a fazer upload de fotos.

Antes de serem publicadas, todas as fotos são analisadas no que diz respeito à qualidade técnica, conformidade legal (por exemplo, se não infringem nenhum direito autoral e são de autoria de alguém) e relevância de metadados (o que significa que seguem as diretrizes para títulos e palavras-chave).

Assim que as fotos de arquivo são colocadas nos sites, elas estão disponíveis para qualquer uso. Os clientes compram as fotos através do site, e os fotógrafos raramente ficam sabendo para o que suas fotos acabam sendo usadas.

Claro, os memes fazem com que muitas dessas fotos acabem sendo roubadas através de capturas de tela e circuladas amplamente.

Brennan disse que a Shutterstock leva a proteção de seu conteúdo "muito, muito a sério". "Essa sempre será a nossa prioridade. Em qualquer circunstância em que descobrirmos que [uma foto] foi mal utilizada, investigaremos para garantir que o contribuidor obtenha o valor justo pelo seu conteúdo", disse Brennan.

Ainda que muitos fotógrafos fiquem entusiasmados ao verem seu trabalho viralizar, mesmo que seja através de postagens ilegais, nem todos estão satisfeitos — como Rubén Carbó, fotógrafo e editor de imagens na Espanha.

"Quando comecei na fotografia, eu era muito ruim nisso. Tipo, muito, muito ruim", disse ele. "Então eu experimentei 'forçar' as imagens para ficarem estranhas, criando coisas impossíveis, para a audiência pensar: 'Eu não consigo parar de olhar para isso'".

O trabalho de Carbó melhorou ao longo do tempo, mas esse conceito permaneceu. Em 2013, durante as provas finais da faculdade, ele tirou a foto acima de dentes dentro de um globo ocular.

"A única coisa que eu estava fazendo era estudar, sem tempo para outras coisas. E quando estou estressado, eu como. Muito. Mesmo quando não estou com fome", disse ele.

"Aqui na Espanha, há um ditado que diz: 'Estás comiendo más con los ojos que con el estómago', que pode ser traduzido como: 'Você está comendo mais com seus olhos do que com seu estômago'. Eu tentei tornar isso literal".

A foto foi vendida 12 vezes, rendendo a Carbó um total de US$ 87,19. Uma vez, a foto foi vendida por US$ 60, mas geralmente os valores são muito menores, disse ele.

Mesmo assim, a foto — assim como algumas de suas outras — tem circulado no Reddit e no Twitter.

Isso deixou Carbó "meio que triste", disse ele, já que isso significa que ele não recebe dinheiro ou crédito por seu trabalho. Se uma empresa roubasse suas fotos, ele poderia processá-la, mas nas mídias sociais não há muito o que você possa fazer.

"Quero dizer, é ótimo quando as pessoas veem o seu trabalho e dizem: 'Ei, isso é legal, mais pessoas deveriam ver isso'", disse ele. "O problema é quando as pessoas veem o trabalho de algum artista e dizem: 'Ei, isso é legal, vou republicar na minha página pessoal, ganhar seguidores e curtidas, e possivelmente dinheiro com isso, sem sequer creditar o autor original'".

"E se em todas as contas houvesse meu nome na foto? Com um compartilhamento da minha página em vez de um novo upload?", disse ele. "Talvez as coisas fossem diferentes. Talvez, apenas talvez, eu teria tido mais algumas vendas. Ou mais alguns projetos".

Ainda assim, Carbó adora ser parte da comunidade de "fotos de arquivo estranhas".

"Quando os médicos sorridentes e os pores do sol perfeitos não servem, aqui estamos!", disse ele. "As... pessoas estranhas".

Este post foi traduzido do inglês.

Julia Reinstein is a reporter for BuzzFeed News and is based in New York.

Contact Julia Reinstein at julia.reinstein@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.