back to top
Community

Os 10 Momentos Mais Estranhos Dos Protestos Anti-Gay Em Vilnius.

A Lituânia é um dos países mais homofóbicos da União Europeia. É também uma terra cheia de gente criativa que não se esmorece face à oportunidade de vestir fatiotas bonitas e fazer cartazes multicoloridos para protestar contra casais do mesmo sexo. Sim, leram bem, contra.

Posted on

Este ano, o Baltic Pride foi organizado na capital da Lituânia, Vilnius, pela segunda vez. E eu estive lá!

Ora, onde há orgulho gay, também há gente com cruzes e propaganda nacionalista, a gritar "VERGONHA" por megafones.

Ao contrário do ano anterior, em que os protestantes anti-gay estavam a uma distância saudável, por trás de grades de segurança e polícia bastante armada, desta vez não haviam barreiras físicas. Os senhores malucos com cartazes sobre sodomia estavam mesmo ao teu lado.

Até podias tirar fotos com eles, se te deixassem.

Por mais estranho que seja ter velhinhas a mostrarem-te o dedo do meio, ou homens vestidos de cabedal a segurarem bandeiras neo-nazis, houve 10 protestantes anti-gay que conseguiram bater a escala, e ser ainda mais bizarros:

Petras Gražulis é famoso por ser o político mais homofóbico do país. Em 2010 interrompeu uma conferência da Ilga Europe, no Parlamento, para gritar: "Em que é que os homosexuais são melhores que necrófagos ou pedófilos?".

Isto seria mais engraçado se ele fosse um zé-ninguém que não é levado a sério. Só que ele está no parlamento. E tem o poder para propôr leis como a proibição de "propaganda homosexual" (sim, como a da Rússia).

No primeiro ano em que houve a Marcha pela Igualdade, Gražulis tentou impedi-la e foi detido pela polícia. Este ano repetiu a façanha e acabou a ser carregado, como um tronco, ao longo da Gedimino Prospekta. Isto apareceu em todos os jornais, noticiários, e estados do facebook desse dia. Até se fez um remix com os protestos dele enquanto é carregado pela polícia.

No dia seguinte a mulher pediu-lhe o divórcio.

O que só prova que não é a comunidade LGBT que está a ameaçar a família tradicional, são os políticos irados que gritam coisas sobre Sodoma e Gomorra quando vêem dois homens de mãos dadas.

O dono era um velhote que andava por lá a falar com as pessoas. Em algum momento, o senhor da cabra deve ter feito alguma coisa mais violenta porque a polícia caiu-lhe toda em cima e foi preso.

3 - As Máscaras.

No inicio, só vi um grupo de crianças com máscaras da cara de Grazulis e achei que era suposto ser irónico. Até lhes acenei.

Mas há medida que avançávamos mais pessoas apareciam na multidão com a cara dele, em protesto contra a marcha.

Só conseguia lembrar-me do filme Being John Malkovich..

4 - O Flautista de Hamelin.

Para ser sincera, não sei bem qual era a ideia dele. Não entendo se era um protesto anti-gay, ou pro-gay.

Por um lado.. no conto o flautista de Hamelin rouba as crianças (e muita gente acha que os gays vão fazer isso, sabe-se lá porquê.)

Por outro lado... quem no seu perfeito juízo protesta contra homosexualidade vestido desta maneira? COM UM CHAPÉU DE PLUMAS?

7 - Os gajos com baldes de pipocas.

A minha teoria é que eram só dois amigos que tinham acabado de sair do cinema e viram as camâras e uma rapariga bonita e decidiram juntar-se à foto.

Neste preciso momento o tipo da direita está a aperceber-se que está no sítio errado.

10- O senhor velhinho confuso.

Um participante descreveu a reação de um transeunte, neste artigo:

"A maioria dos espectadores não sabia o que esperar, ou não entendiam porque é que a marcha parecia tão "normal". Um idoso confuso gritou-nos tanto "VOCÊS SÃO PEDERASTAS?", que parecia que estava genuínamente a indagar, mais do que simplesmente a disparar uma pergunta retórica."

Não há fotos. Mas quero imaginar que foi este:

This post was created by a member of BuzzFeed Community, where anyone can post awesome lists and creations. Learn more or post your buzz!

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss