back to top

Os 10 gols mais épicos de todas as Copas do Mundo

GOOOOOOOOOLLLL!

publicado

10. Dennis Bergkamp — Holanda X Argentina (2 X 1), França 1998

youtube.com

Faltando poucos minutos para o fim do jogo, Frank De Boer faz um lançamento longo e preciso para a grande área. O atacante Dennis Bergkamp mata a bola com um único toque, e em seguida tira do goleiro com um chute cheio de curva.

A Holanda avançaria para jogar com o Brasil — e perder — na semifinal.

8. Ronaldo — Japão X Brasil (1 X 4), Alemanha 2006

youtube.com

Ronaldo recebe a bola e logo chuta, tirando do goleiro de uma forma aparentemente fácil e sem esforço.

Foi durante esse jogo que Ronaldo se tornou o maior goleador da história das Copas. O Brasil venceu a partida e passou para as oitavas de final.

7. Michael Owen — Inglaterra X Argentina (2 X 2), França 1998

youtube.com

Michael Owen, que nesta época ainda não era muito conhecido fora da Inglaterra, sai driblando e costura a defesa da Argentina antes de estufar as redes na saída de Carlos Roa.

Apesar da grande apresentação da equipe inglesa, a Argentina acabou vencendo a partida.

6. Said Al Owayran — Bélgica X Arábia Saudita (0 X 1), EUA 1994

youtube.com

Já no quinto minuto da terceira e última partida da Arábia Saudita na fase de grupos, Al-Owairan atravessa sozinho quase toda a extensão do campo, gingando, costurando e deixando para trás diversos defensores belgas até arrematar com um chute tirando de Michel Preud'homme para marcar o único gol da partida.

Isso garantiu brevemente a Al-Owairan o apelido de “O Maradona dos Árabes”, e garantiu à sua seleção uma vaga nas oitavas de final.

2. Pelé — Brasil X Suécia (5 X 2), Suécia 1958

youtube.com

Matando a bola no peito dentro da área, Pelé dá um lençol no marcador antes de arrematar sem deixar cair, tirando do goleiro Kalle Svensson.

No Brasil, a Copa do Mundo de 1958 será para sempre lembrada como a primeira vez em que o país venceu o torneio — mas a maior parte do mundo futebolístico considera a final contra a Suécia como o momento em que Pelé, com apenas 17 anos de idade, se apresentou ao mundo no maior palco do esporte.

Menção honrosa: o controverso gol “la mano de Dios”, de Maradona

youtube.com

Maradona tenta uma tabela com Jorge Valdano depois de uma arrancada longa e insinuante. A bola, porém, é cortada por Steve Hodge, que consegue desviá-la em direção ao goleiro inglês Peter Shilton. El Diez não deixa por menos e salta prodigiosamente para desviar a bola, de alguma forma, das mãos do goleiro inglês.

O momento entra para a história das Copas do Mundo e dos esportes como um dos exemplos mais descarados — ou talvez o mais descarado — de trapaça numa competição de elite. A Argentina acabaria ganhando o título de 1986: uma Copa do Mundo geralmente atribuída ao próprio Maradona, e não ao coletivo.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss