back to top

Esta cena de "Game Of Thrones" liga Jon a Daenerys de uma maneira interessante

Gelo e fogo renascidos. Contém spoilers!

publicado

A Batalha dos Bastardos foi um episódio incrivelmente deslumbrante e impactante. Mas uma cena em particular foi marcante – quando Jon Snow quase foi esmagado por seus próprios homens.

A cena é longa e caótica, evocando um sentimento sufocante de claustrofobia no espectador. É difícil de assistir, porém é impossível desviar o olhar. Considerando que ela sequer estava no roteiro original (o diretor Miguel Sapochnik contou à Entertainment Weekly que a cena foi acrescentada de última hora, por causa de restrições climáticas e orçamentárias), ela tem uma relevância incrível.

Como Kit Harington observa neste programete da HBO, a cena representa tanto um renascimento espiritual para Jon quanto uma conexão com Daenerys.

HBO

Kit diz: "[Nós] nunca vimos Jon desistir de alguma coisa ou abandonar alguém. E essa foi a diferença nessa batalha e a diferença para mim, após voltar à vida... E se ele simplesmente parasse? E se ele ficasse cansado de tudo? E o primeiro momento em que vemos isso é quando o esmagamento começa e ele simplesmente vai começando a desacelerar. Ele fica caído no chão. É aquilo de encontrar momentaneamente a paz – 'Eu poderia ficar aqui. Eu poderia deixar que tudo acabasse.'

"E então algo faz com que ele lute contra isso. E nesse momento, quando ele se ergue arfando, de um certo modo é como outro renascimento. Que eu achei muito similar à cena em que Dany é erguida no fim da 3ª Temporada."

É visualmente impactante e reforça o paralelo entre as trajetórias de Jon e Dany.

Ambos são Targaryens cujas mães morreram no parto (caso a teoria R+L=J seja verdadeira) e ambos começaram como párias que são colocados em posições de liderança. Muitos fãs acreditam que um dos dois (ou até mesmo ambos) é o "príncipe que foi prometido" da profecia e que juntos eles são a força motriz das crônicas de gelo e fogo.

Além desta cena em específico, o episódio inteiro reforça a relação temática entre Dany e Jon.

HBO / Via imgur.com

É notório que eles são os dois personagens centrais desse impressionante episódio, nas batalhas simultâneas no gelo (bem, neve) e fogo. E tanto Jon quanto Dany personificam a luta pelo seu povo, liderando o ataque contra seus respectivos inimigos.

Publicidade

Ambos renasceram – literalmente e espiritualmente – diversas vezes.

Daenerys foi engolida pelo fogo e renasceu como a Mãe dos Dragões lá na 1ª Temporada e renasceu novamente no início desta temporada, quando voltou às suas origens e emergiu das chamas novamente.

No episódio 9 ela aceitou completamente a identidade de Mãe dos Dragões, após deixá-la de lado na 4ª Temporada, indo para a batalha montada em um Drogon assustadoramente crescido, ao lado dos finalmente libertos Rhaegal e Viserion.

Jon, enquanto isso, renasceu fisicamente e emocionalmente nesta temporada. Após romper seus laços com a Patrulha da Noite, ele começou a aceitar seu legado como Stark (sim, o nome dele é Snow e o pai dele provavelmente era um Targaryen, mas ainda assim ele é um Stark).

Ele também voltou ao "jogo", mas de maneira relutante, como um líder muito mais acanhado e inseguro do que era anteriormente. Ele também parecia não estar totalmente confortável com o fato de estar vivo – por isso foi importante que no episódio 9, após retornar para onde ele havia começado, Jon quase morre e decide efetivamente lutar pela sua vida. O suspiro que dá quando ergue-se no meio da multidão remete ao que ele deu quando Melisandre o ressuscitou, reforçando a ideia de renascimento. Significantemente, é nesse momento que a batalha vira em favor dos Starks. Sansa aparece com os Cavaleiros do Vale e Jon assume o papel de herói, finalmente retomando Winterfell – e aceitando completamente sua identidade.

De qualquer maneira, vai ser interessante acompanhar o que esses dois farão a seguir.