go to content

Tribunal suspende libertação de Brendan Dassey, de "Making a Murderer"

Corte de Iowa tinha ordenado a soltura de Dassey enquanto ele aguarda julgamento de recurso sobre seu caso. Ele e seu tio Steven Avery foram condenados pela morte da fotógrafa Teresa Halbach.

publicado

Um tribunal de apelação da Justiça federal dos EUA suspendeu, nesta quinta-feira (17), uma ordem que previa a libertação de Brendan Dassey, que ficou conhecido com o seriado “Making a Murderer”, da Netflix.

Na segunda (14), uma corte de Iowa havia permitido que Dassey aguardasse em liberdade o julgamento de um recurso sobre seu caso. O procurador-geral de Wisconsin, Brad Schimel, no entanto, apresentou uma moção contra a ordem de soltura em uma instância superior.

Dassey tinha 16 anos quando foi acusado de ajudar seu tio Steven Avery a estuprar, matar e esconder os restos mortais da fotógrafa Teresa Halbach, de 25 anos. A jovem desapareceu em novembro de 2005 em Manitowoc, no Estado de Wisconsin.

Os advogados de Dassey defenderam sua libertação a partir do argumento de que havia “dúvidas significativas” sobre a confiabilidade da confissão que ele fez aos investigadores em 2006, sobre ter participado do assassinato.

Em agosto deste ano, um juiz decidiu que a condenação de Dassey deveria ser anulada, mas o Estado apelou dessa decisão.

Para mais atualizações (em inglês), siga o BuzzFeed News no Twitter.

Este post foi traduzido do inglês.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss