back to top

34 momentos que quem mudou do interior para SP vai entender

Descobrir que, mesmo São Paulo sendo gigante, muita gente se conhece, em especial quando tem a mesma profissão ou frequenta as mesmas baladas.

publicado

1. Descobrir que, mesmo São Paulo sendo gigante, muita gente se conhece, em especial quando tem a mesma profissão ou frequenta as mesmas baladas.

2. Sempre conhecer alguém da sua cidade de origem ou que conhece alguém de lá, independente de quão pequena ou longe for a cidade.

3. Andar na rua sem conhecer ninguém é ao mesmo tempo terapêutico e assustador, em especial nos primeiros meses.

4. Aprender a lidar com o fato de que em São Paulo raramente você vai poder ser espontâneo e chegar na casa dos amigos do nada sem marcar com antecedência ou "encaixar na agenda".

Publicidade

5. A diversidade de pessoas: negros, orientais, bolivianos e outros grupos que você provavelmente não teve contato durante toda sua vida.

6. Válido também para orientação sexual, que é super variada e até respeitada, em especial na Paulista.

7. Demorar meses para conseguir se acostumar com o barulho ou a iluminação na hora de dormir.

8. Ficar completamente abismado com o preço dos alugueis e imaginar que pelo preço de uma kitnet em São Paulo você poderia morar em uma casa com três quartos na cidade de onde você veio...

9. Sentir tanto medo de ser atropelado quanto assaltado.

10. Sentir falta, especialmente no calor, das sorveterias maravilhosas com o preço amigo.

11. Chorar toda vez que vê o valor de uma cerveja e pensar que compraria três na sua cidade de origem.

12. Ter que explicar que não necessariamente você fazia rolê na pracinha da cidade, e não é que porque viveu no interior que vivia em uma fazenda.

13. Curtir muito o fato dos mercados, restaurantes, bares e padarias ficarem aberto até mais tarde.

14. Você ser sempre a pessoa que anda mais devagar da sua turma paulistana e quando volta para o interior todo mundo fala que você está correndo.

15. Ver as roupas que as pessoas vestem e pensar que nunca conseguiriam usar algo parecido na terrinha.

16. Ir para balada e ver que, apesar de você estar achando tudo incrível, as pessoas encontram defeitos na decoração, no público e músicas.

17. Ouvir durante um bom tempo que nunca deve pegar a Avenida Rebouças, mas só entender porque quando você finalmente a pega.

18. Descobrir que Augusta x Paulista é a nova Ipiranga x São João.

Publicidade

20. Nenhum restaurante do mundo faz uma comida parecida e tão boa como a da sua mãe.

21. Você demorou meses para se acostumar com a quantidade de sotaques, ou segundo os paulistas, a falta deles.

22. Sempre que volta para sua cidade natal, você percebe que o ar de São Paulo pode ser realmente considerado tóxico.

23. Saber que, por mais que você tente, nunca vai atravessar a cidade em minutos como fazia de onde você veio.

24. Ter que pedir pão francês porque ninguém entende o que é "filãozinho" ou os outros nomes dados a essa delícia pelas cidades do interior.

25. Tomar muita chuva e passar muito perrengue com o tempo até aceitar que SEMPRE tem que levar um guarda-chuva e uma blusa com você, independente do clima.

26. Perder pelo menos uma dúzia de compromissos até entender que tudo deve ser calculado em cima do tempo de deslocamento.

27. Ficar chocado com o fato das pessoas não se cumprimentarem, nem com um mísero bom dia.

28. Querer chorar as primeiras vezes que foi atropelado ou levou ombradas no trem/metrô e não ouvir nem um "desculpa".

Publicidade

29. Todo mundo zoar seu sotaque ou quando você usa expressões como "moça", "moço" ou "bem".

30. Querer chorar toda vez que tem que resolver uma burocracia ao lembrar que na sua cidade de origem você resolveria tudo na mesma rua, com tranquilidade e a pé.

31. Sentir que você vive em uma eterna caixa de fósforos e quando vai a um restaurante ou bar que tem mesas com mais espaço ele custa uma fortuna.

32. Ter saudades dos vizinhos conversando uns com os outros.

33. Mas ficar feliz ao saber que pelo menos não tem aquela "fofocaiada" toda.

34. E por fim, depois de um tempo não conseguir negar a delícia que é a efervescência de São Paulo, e de como tem coisas para fazer o tempo todo.

Colaboraram: Carolina Dalge, Michele Escoura, Dani Cruz, Ivan Vitório, Thais Orlandi, Patricia Bellemo, Lucas Coelho, Bruno Grimaldi, Juliana Prestes, Caio Locci, Tiago Cheregati, Daniella Valentin, Carolina Garcia, Jana Leslao, Maria Carolina Gonçalves, Bruno Oliveira e Natália Eiras.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss