back to top

16 coisas que os gays novinhos nunca vão entender

Por favor respeitem as cacuras.

publicado

1. Ficar com um boy na balada e torcer para encontrá-lo na semana seguinte e vocês quererem se pegar de novo.

Miss Biá e Kaka di Polly/Divulgação

Pensem que não tinha celular, nem internet, nem tantos gays assumidos ou famílias em que era ok ser LGBT. O negócio era por puro acaso mesmo.

2. Correr de skinhead todo final de semana e entrar correndo na balada.

google.com.br

Os anos 80 e 90 não foram fácil. Pelo menos em São Paulo você precisava ter muito cuidado para chegar na boate e vira e mexe acabava sendo perseguido por carecas. Toda semana praticamente um amigo não chegava na festa e você sabia que ele tinha apanhado no caminho :(

3. Para ver qualquer imagem relacionada ao mundo gay, você tinha que passar horas nas prateleira da locadora vendo as sinopses.

5. A vida era muito bullying sendo chamado de Buba, sendo que você nem sabia o que significava a palavra "hermafrodita".

canalviva.globo.com

Para refrescar a memória: Buba era a personagem da atriz Maria Luiza Mendonça na novela “Renascer”. Ainda bem que você cresceu e descobriu que não era ofensa.

10. Depois surgiram os bate-papo UOL e o Mirc.

Twitter: @g4bzty

O problema é que custavam uma fortuna e se você morasse com os pais provavelmente dividia o computador com eles, o que tornava as coisas muito difíceis.

13. E você passava o telefone de um ORELHÃO para poder falar com o crush, porque não podia correr o risco de seus pais atenderem o telefone de casa.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss