back to top

10 passeios em SP que provam que a natureza está mais perto do que você imagina

Chega logo, final de semana.

publicado

Uma das maiores florestas urbanas do mundo, o Parque Estadual da Cantareira é na verdade uma parte da Serra da Cantareira e é dividido em quatro núcleos. O primeiro, o núcleo Pedra Grande é o mais próximo da cidade e conta com uma vista ímpar da cidade (após uma trilha de três horas), além de trilhas menores e o Museu da Pedra Grande.

Já o belíssimo núcleo Engordador possui diversas trilhas (uma delas pode ser feita de bicicleta), além da Casa da Bomba, uma construção que mostra como era realizada a distribuição de água no começo do século passado. Completam o parque os núcleos Águas Claras e Cabuçu.

Para chegar ao núcleo Pedra Grande você pode ir de metrô até a estação Santana, na linha Azul, e pegar o ônibus Parada Inglesa/2020-10, depois basta caminhar cerca de 100 metros. Na estação Santana você também pode pegar o ônibus Cachoeira/1783-10 e ir até o núcleo Engordador. Para os núcleos Águas Claras e Cabuçu recomenda-se ir de carro.

Para mais informações clique aqui.

Publicidade

Além das trilhas, o Parque Estadual do Juquery conta com mirante de 20 metros de altura e os prédios do antigo Hospital Pisiquiátrico do Juquery, que em 2008 completou 110 anos. Para chegar até lá, basta ir até a estação de trem Franco da Rocha da Linha 7, Rubi, e pegar os ônibus Vila Machado ou Mairiporã. Dica: peça para descer em frente ao Corpo de Bombeiros. Saiba mais sobre o passeioaqui.

Além de uma das vistas panorâmicas mais interessantes da cidade, o Pico do Jaraguá é uma antiga fazenda do ciclo do ouro transformada em parque estadual em 1961. Para completar, nas trilhas é possível observar espécimes nativos de flora e fauna, como macaco-prego, tucano-do-bico-verde e bicho-preguiça.

Você consegue chegar direto de ônibus do centro da cidade pegando o Jaraguá/8689 na Praça Ramos de Azevedo ou pegando o ônibus Sol Nascente/8040 ou Jaraguá/8047 na Lapa. Para quem preferir ir de trem basta descer na estação Vila Clarice da Linha 7, Rubi, que tem conexão com o metrô na Luz, linha Azul e Barra Funda, linha Vermelha. Saiba mais aqui.

Publicidade

Uma das cidades mais charmosas da região do ABC paulista era o antigo centro de controle operacional e residência para os funcionários da companhia inglesa de trens São Paulo Railway. A ferrovia virou um museu que pode ser visitado por R$ 5.

Vale também uma visita aos pequenos restaurantes por kilo super simples que servem comidas bem temperadinhas a no máximo R$ 20 no melhor estilo coma a vontade e claro, um banho em uma das diversas cachoeira das trilhas da cidade.

Para chegar basta ir até a estação Rio Grande da Serra da linha 10, Turquesa, que sai do Brás, linha Vermelha. Chegando em Rio Grande da Serra, basta pegar o ônibus Paranapiacaba e descer na entrada da cidade pois lá não entra carro, a não ser os de moradores. Saiba mais aqui.

O Horto Florestal foi criado em 1896 pelo naturalista e botânico sueco Alberto Löfgren, que dá hoje nome ao parque. Além da extensa área verde, o espaço conta com parquinho, palco para eventos, área de piquenique, quadra poliesportiva, campo de futebol.

Tem também o Museu Florestal Octávio Vecchi, também conhecido como Museu da Madeira, que possui um grande acervo em madeira, com réplicas perfeitas das sementes e folhas das árvores, além de peças em charão, xilogravura e exposições itinerantes. Para chegar basta ir até a estação Santana do metro, linha Azul, e pegar o ônibus Jd. Antartica/1742-10. Saiba mais aqui.

Oficializado como Jardim Botânico apenas em 1938, o espaço conta com uma vasta mata nativa, ocupada por sitiantes e chacareiros. Por lá dá para fazer pequenas trilhas e conhecer um pouco mais sobre a fauna e flora do Estado. Para quem tem pique é possível ficar por lá durante todo o dia, afinal o jardim tem restaurante e espaços para piquenique.

Para chegar você pode pegar três ônibus na Avenida Miguel Estéfano, próxima a estação São Judas, da linha Azul: o Jd. Climax/4742-10, o Jd. Sao Saverio/4742-21, ou o Jd. Celeste/4742-31. Na estação Saúde, também na linha Azul, você pode pegar o ônibus Simba Safari/475R-41. Mais informações aqui.

Publicidade

O Parque Ecológico do Tietê possui uma área de 14,1 milhões m² divididos em dois núcleos, o Engenheiro Goulart e o Vila Jacuí. Sua área total equivale a 11 Ibirapueras. O primeiro núcleo conta com o Centro de Recuperação de Animais Silvestres, o Museu do Tietê, além de diversos espaços de lazer como pistas de bicicross e atletismo, 9 km de trilhas, 14 km de ciclovia e aluguel de bicicletas, quadras, lago com pedalinho e pedalão e passeio de trenzinho e triciclos, restaurante e lanchonetes. Já o segundo núcleo conta com quadras e pistas de skate.

Para chegar no núcleo Engenheiro Goulart, desembarque na estação Penha, linha Vermelha do metrô, e pegue o ônibus Jardim Keralux/2735-10. Já para aproveitar o núcleo Vila Jacuí, desembarque na Estação Artur Alvim, também linha Vermelha do metrô e pegue o ônibus Vila Americana/2702-10, desça na Av. São Miguel, altura do nº 9.000, e siga até o acesso ao túnel da CPTM. Após passar pelo túnel já estará no parque. Saiba mais aqui.

O Parque Anhanguera é o maior parque municipal de São Paulo e possui uma área total de 9.500.000 m2. Além da riqueza natural, conta com campos de futebol de terra, quiosques, churrasqueiras, anfiteatro, playgrounds, quadras poliesportivas, orquidário e espelho d'água, pista de cooper, caminhada, ciclovia e paraciclos.

Você pode chegar até ele saindo da Lapa com os ônibus Morro Doce/8013-10 ou Terminal Jd. Britânia/8013-21. É possível também pegar o Perus/8055-51 na estação Barra Funda, linha Vermelha ou o Morro Doce/8622-10 na Praça Ramos de Azevedo, no centro da cidade. Saiba mais aqui.

Publicidade

A área de Proteção Ambiental Municipal Bororé-Colônia foi criada em 2006 e possui inúmeras nascentes, córregos e ribeirões que drenam para as Bacias Guarapiranga e Billings. Por lá é incentivada a prática do turismo ecológico, o cicloturismo e o turismo rural sustentável.

Você pode chegar até lá pegando o ônibus Terminal Parelheiros/695Y-10 na estação Vila Mariana, linha Azul do metrô. Para chegar via Bairro do Bororé, é só descer na estação de trem Grajaú, linha 9, Esmeralda e pegar o ônibus Ilha do Bororé/6L11-10 até a primeira balsa ou caminhar até a Av. Senador Teotônio Vilela, 5402 e pegar o ônibus Terminal Parelheiros/6000-10.

Não quer desbravar a natureza da cidade sozinho? Tudo bem, o projeto do urbanista José Bueno, do geógrafo Luiz de Campos Jr e da bióloga Juliana Gatti realizam oficinas e expedições urbanas, com uma dedicação especial para as ares fluviais da cidade. Para saber a programação basta acompanhar a página da ONG no Facebook.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss