back to top

23 confissões totalmente honestas de um podólogo

Por favor, lave seus pés antes da consulta.

publicado

1. Vamos começar desmistificando uma coisa: NÃO TEMOS FETICHE POR PÉS.

Starz

"– Ele era um pervertido. Ele tinha uma coisa por pés.
– É, isso é nojento."

Sem querer ofender quem tem, mas essa não é a razão pela qual estudamos podologia. Na verdade, é porque gostamos de ajudar a "consertar" pés.

2. Tendo dito isso, não entendemos por que tantas pessoas acham que os pés são nojentos.

Os pés são anatomicamente complexos e fascinantes. Eles dão cerca de 10.000 passos por dia, o que equivale a quatro viagens ao redor do mundo no decorrer da sua vida. Eles possuem 26 ossos, 33 articulações, mais de 100 tendões e 8.000 nervos. Sem eles, não teríamos chegado onde chegamos como espécie.
Pixabay / Creative Commons

Os pés são anatomicamente complexos e fascinantes. Eles dão cerca de 10.000 passos por dia, o que equivale a quatro viagens ao redor do mundo no decorrer da sua vida. Eles possuem 26 ossos, 33 articulações, mais de 100 tendões e 8.000 nervos. Sem eles, não teríamos chegado onde chegamos como espécie.

3. Temos o hábito de ficar encarando os pés das outras pessoas.

"Infelizmente agora não consigo evitar ficar olhando como as pessoas andam quando vou à cidade #problemasdapodologia"Mas só porque queremos ajudá-las com seus problemas motores e porque ficamos pensando que tipo de problemas há sob aqueles sapatos chiques.
Pixabay / @brownleelynn / Twitter / Via Twitter: @brownleelynn

"Infelizmente agora não consigo evitar ficar olhando como as pessoas andam quando vou à cidade #problemasdapodologia"

Mas só porque queremos ajudá-las com seus problemas motores e porque ficamos pensando que tipo de problemas há sob aqueles sapatos chiques.

4. Você pode pegar infecções graves por causa de pedicure.

Yelp / Via yelp.com

Muitas das ferramentas utilizadas em salões de beleza (como lixas de unha) não podem ser esterilizadas. Tenha a certeza de que seu salão usa somente itens descartáveis ou leve seu próprio kit com você. Além disso, evite depilar as pernas e os tornozelos (ou dedos) antes da visita à pedicure: caso você se corte ou se arranhe, as bactérias poderão entrar em seu corpo através do ferimento.

5. Não cuidamos apenas de pés.

O pé não é uma entidade isolada. Ele está ligado ao tornozelo, que está ligado ao joelho. Geralmente temos de analisar toda a parte inferior da perna ao tratar de um problema no pé, principalmente em casos de pronação excessiva (quando o seu peso está distribuído de maneira incorreta, causando a formação de um ângulo anormal entre o pé e o tornozelo).

6. Um dos problemas mais comuns das pessoas que nos procuram é unha encravada.

"– Para que lado eu vou mesmo?
– Por aqui!
– Aqui?
– AQUI!
– Aqui?
– Sério mesmo?
– Isso não faz sentido. Tem certeza que é por aqui?"

Isso dói muito, mas você pode evitar o problema fazendo um corte reto quando for cortar a unha, aparando as extremidades afiadas com uma lixa ou levantando cuidadosamente as extremidades da unha e colocando uma pequena bola de algodão sob ela – para fazer com que a unha fique reta e impedir que ela encurve para baixo.

7. Porém, e isso é importante, NÃO tente tratar sozinho uma unha do pé encravada. Nunca.

Muitas pessoas ficam com infecções e ferimentos terríveis porque tentaram "ajeitar" uma unha encravada com objetos pontiagudos. Isso raramente funciona. Você pode acabar com uma ferida purulenta ou com um granuloma, uma infecção na derme. Venha se tratar conosco.
@TartanSamurai / Twitter / Via Twitter: @TartanSamurai

Muitas pessoas ficam com infecções e ferimentos terríveis porque tentaram "ajeitar" uma unha encravada com objetos pontiagudos. Isso raramente funciona. Você pode acabar com uma ferida purulenta ou com um granuloma, uma infecção na derme. Venha se tratar conosco.

8. Por favor, lave seus pés antes da consulta.

É surpreendente a quantidade de pessoas que aparece com os pés sujos. Estamos acostumados com o (mau) cheiro dos pés — é algo com o qual você acaba se conformando com o passar dos anos —, mas sempre é bom quando o paciente dá uma amenizada nisso. Ah, e por favor, também troque de meias para a consulta — nós sabemos quando você está utilizando o mesmo par há dias.
Au Kirk / Flickr / Via Flickr: aukirk

É surpreendente a quantidade de pessoas que aparece com os pés sujos. Estamos acostumados com o (mau) cheiro dos pés — é algo com o qual você acaba se conformando com o passar dos anos —, mas sempre é bom quando o paciente dá uma amenizada nisso. Ah, e por favor, também troque de meias para a consulta — nós sabemos quando você está utilizando o mesmo par há dias.

9. Muitas pessoas, principalmente mulheres, têm vergonha de nos mostrar seus pés.

Se elas possuem calos, dedos em martelo ou joanetes, provavelmente estão acostumadas a esconder os pés. Muitas mulheres nos dizem que preferem ir ao ginecologista do que tirar a meia e nos mostrar seus pés.
Imgur / Via Imgur.com

Se elas possuem calos, dedos em martelo ou joanetes, provavelmente estão acostumadas a esconder os pés. Muitas mulheres nos dizem que preferem ir ao ginecologista do que tirar a meia e nos mostrar seus pés.

10. Pés malcheirosos podem ser sinal de outro problema.

Giphy

O suor não causa mau cheiro, são as bactérias que se alimentam do suor e das células da pele que causam o fedor. Se seus pés estiverem suando muito e cheirando mau, isso pode ser devido à hiperidrose (hiperatividade das glândulas sudoríparas) e/ou infecções fúngicas – que deixam sua pele ressecada, escamosa e sensível, do tipo que as bactérias adoram. Porém, nós podemos ajudá-lo. Não tenha vergonha.

11. Às vezes, diagnosticamos doenças sérias.

Os pés podem dizer muito sobre nossa saúde. Um machucado no pé que não cicatriza pode ser sinal de diabetes. Unhas em formato de colher podem significar anemia e dedos inchados podem ser sinal de doença cardíaca. Melanomas cancerígenos também podem aparecer nas unhas ou pés: as células cancerígenas podem parecer com manchas roxas, marrons ou pretas. Então, caso note algo assim, procure seu médico ou podólogo.
Wikimedia Commons / Via commons.wikimedia.org

Os pés podem dizer muito sobre nossa saúde. Um machucado no pé que não cicatriza pode ser sinal de diabetes. Unhas em formato de colher podem significar anemia e dedos inchados podem ser sinal de doença cardíaca. Melanomas cancerígenos também podem aparecer nas unhas ou pés: as células cancerígenas podem parecer com manchas roxas, marrons ou pretas. Então, caso note algo assim, procure seu médico ou podólogo.

12. Não, nós não podemos "dar uma olhadinha" nos pés de sua esposa/seus quatro filhos/sua mãe.

BBC

Caso eles realmente precisem, agende uma consulta. Geralmente estamos muito ocupados e, mesmo assim, não costumamos correr com as consultas. Precisamos de tempo para fazer um trabalho bom e minucioso e realizar todos os nossos exames.

13. Diabetes pode acabar com os seus pés. De verdade.

Intermedichbo / Wikimedia Commons / Via commons.wikimedia.org

Muitas pessoas sabem que a diabetes pode afetar os membros inferiores (ela reduz o fluxo sanguíneo para os pés), mas a realidade é muito pior do que você imagina. Vimos pés quase impossíveis de serem reconhecidos como tais: cobertos por úlceras, deformados, enegrecidos e esponjosos, geralmente sem todos os dedos. Resumindo: se você é diabético, siga todas as orientações médicas e mantenha os seus níveis de açúcar e pressão arterial constantemente monitorados.

14. Em muitos países, podólogos realizam amputações.

Tenha isso em mente da próxima vez em que se sentir tentado a dizer: "Ah, você é um podólogo? Mas por que criaram uma profissão só para cortar as unhas?!" Somos profissionais treinados, só que especializados em pés. Apenas isso.
Imgur / Via Imgur.com

Tenha isso em mente da próxima vez em que se sentir tentado a dizer: "Ah, você é um podólogo? Mas por que criaram uma profissão só para cortar as unhas?!" Somos profissionais treinados, só que especializados em pés. Apenas isso.

15. O número do seu sapato muda com o passar do tempo.

Disney

As pessoas costumam pensar que o número do sapato não muda mais após a idade adulta, mas isso não é verdade. O tamanho do seu pé pode aumentar com o relaxamento dos tendões e ligamentos e com o diminuição do tamanho da curva nos pés. Então é melhor medi-los regularmente.

16. E você deve ter muito cuidado com o número correto dos seus sapatos de salto alto.

Channel 4

Quando você usa salto alto, o seu peso passa para a planta do pé. O salto alto também desalinha seus ossos e coloca pressão nos seus dedos, empurrando-os para a frente, causando "dedos em martelo" (condição na qual os dedos ficam permanentemente curvados para baixo) ou joanetes (saliência ao lado do seu dedão). Caso o salto alto não seja do número correto, os efeitos são ainda piores.

17. Desculpe, também não podemos recomendar sapatilhas.

Elas são fofas, mas geralmente não apresentam nenhum suporte para o arco do pé e você acaba com os dedos esmagados (pois se calçar um número maior elas escapam). Todo esse aperto poderá, por sua vez, causar unhas encravadas, calos e bolhas. Resumindo, odiamos sapatilhas.

18. Chinelos são ainda piores.

Giphy

Essa região carnuda e que funciona como um amortecedor na planta e no calcanhar do nosso pé não permanecerá "cheinha" para sempre. Conforme envelhecemos, essa região se desgasta e fica mais fina. Andar com chinelos pode acelerar esse processo, pois eles não oferecem nenhum suporte e ainda deixam o seu pé sujeito a lesões e danos causados pelos raios solares.

19. Nada de andar descalço em superfícies duras também.

Disney

Caso você passe a maior parte do tempo em casa descalço, é melhor usar alguma coisa. Pisar em madeira, pedra ou azulejos pode deteriorar a região da sola dos pés até mais rápido do que se você estivesse usando chinelos. Em vez disso, use sandálias com suporte para o arco do pé.

20. As unhas dos pés podem ficar horríveis.

Markiplier / YouTube / Via youtube.com

As unhas dos pés são feitas da mesma substância que as unhas das mãos, mas costumam ser três vezes mais grossas. E ficam ainda mais grossas conforme envelhecemos. Sapatos desconfortáveis e topadas nos dedos dos pés podem acelerar esse processo de "engrossamento" e infecções fúngicas como micoses podem torná-las ainda mais grossas e resistentes.

21. O que significa que as coisas podem ficar um pouco feias na hora de cortá-las ou aparar as calosidades nos pés.

"Acabei de encontrar um pedaço de calo da clínica ontem no meu cabelo."As unhas cortadas costumam ricochetear para todo lado. Se você nunca acabou com um pedaço de unha no cabelo, não é um podólogo de verdade.
Thisisbossi / Wikimedia Commons / @KeeJones5 / Twitter / Via Twitter: @KeeJones5

"Acabei de encontrar um pedaço de calo da clínica ontem no meu cabelo."

As unhas cortadas costumam ricochetear para todo lado. Se você nunca acabou com um pedaço de unha no cabelo, não é um podólogo de verdade.

22. Mas, no fim das contas, nada é melhor do que a sensação de poder ajudar alguém a finalmente andar sem sentir dor.

Disney

Principalmente pessoas idosas que não conseguem mais cuidar dos seus pés sozinhas. É incrível vê-las saindo da clínica caminhando normalmente.

23. E quando as pessoas agradecem, tudo vale a pena.

Porém, mesmo assim, adoraríamos se vocês pudessem colocar um par de meias limpo. Obrigado.

Esse post foi escrito com a ajuda de um podólogo de Glasgow, Escócia, com mais de 11 anos de experiência na área.

Este post foi traduzido do inglês.

Leia também:

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.