go to content

15 coisas que você não deve dizer a alguém com transtorno alimentar

"Você nem é tão magra assim."

publicado

Todas as declarações nesta lista foram ditas a mim em algum momento durante a minha doença. Infelizmente, ainda existem muitos mitos e equívocos sobre transtornos alimentares.

1. "Você nem é tão magra assim para ter um transtorno alimentar."

ink-stain.tumblr.com

Os transtornos alimentares vêm de muitas formas e a maioria das pessoas que sofrem com eles não estão abaixo do peso. Mary George, assessora de imprensa da organização Beat, disse ao BuzzFeed que "embora a anorexia seja a doença mais relatada e conhecida, ela representa apenas 10% dos transtornos alimentares. A bulimia afeta três vezes mais pessoas e a compulsão alimentar tem a maior incidência. Algumas pessoas podem ter traços de diferentes transtornos alimentares, apresentando anorexia, bulimia e compulsão alimentar em diferentes momentos".

2. "Você só está tentando chamar atenção."

taemanic.tumblr.com

Um transtorno alimentar é uma doença mental com risco de vida que tem consequências físicas a longo prazo. Não é uma forma de chamar a atenção dos outros. É mais importante ouvir sem julgamento do que fazer declarações prejudiciais sobre quem sofre com isso.

3. "Transtorno alimentar é coisa de adolescente."

itv.com / Via kurt-confessions.tumblr.com

Qualquer pessoa pode ser afetada por um transtorno alimentar, independentemente da idade, classe social, raça ou sexo. De acordo com a organização Beat, cerca de 1,6 milhão de homens e mulheres na Grã-Bretanha sofrem de algum transtorno alimentar.

4. "Pessoas com bulimia são apenas gulosas."

cwtv.com / Via reackles.tumblr.com

Esta declaração é falsa e incrivelmente dolorosa para alguém que luta contra a doença. O estigma que envolve a bulimia tem que mudar, urgentemente. Poucas pessoas estão conscientes do quão perigosa a bulimia é. Vomitar pode causar um desequilíbrio de eletrólitos no corpo. Isso pode ter sérias consequências, incluindo arritmia cardíaca, parada cardíaca e até mesmo a morte.

5. "Se você come compulsivamente é porque não tem nenhum autocontrole."

cwtv.com / Via meangirlgifs.tumblr.com

O transtorno de compulsão alimentar e o transtorno alimentar emocional são doenças graves. Esses transtornos são uma maneira de lidar com pensamentos e sentimentos difíceis e não dizem nada sobre a capacidade do doente de "se controlar".

6. "Você precisa se recompor."

awkwardnarnia.tumblr.com

Você não diria a alguém com câncer ou com um osso quebrado para "se recompor", então não deve dizer isso a alguém com uma doença mental. Ninguém escolhe ter um transtorno alimentar.

7. "Nós não vamos convidá-la para mais nada. Ninguém quer ficar perto de alguém que não come."

Warner Bros / Via degrassi.wikia.com

Se você quer apoiar um amigo com um transtorno alimentar, não deve excluí-lo de atividades em grupo. Os transtornos alimentares são muito solitários, e as chances são de que a pessoa já se sinta isolada. Você pode reconhecer que as refeições podem ser muito estressantes para eles no momento, e se eles recusam convites porque vai haver comida, pense em outras coisas que vocês podes fazer juntos que não envolvam comer ou beber.

8. "É tão fútil ser obcecada com o peso."

pikasschu.tumblr.com

Embora alguns transtornos alimentares (como anorexia nervosa) sejam parcialmente caracterizados por uma preocupação com o peso corporal, isso não faz parte de todos os transtornos alimentares. O transtorno alimentar compulsivo, a sobrecarga emocional e a alotriofagia (comer itens não alimentícios como giz, tinta ou roupas) geralmente não têm um foco no peso.

9. "Ah, não é nada não, eu também não comi quase nada hoje."

channel4.com / Via rebloggy.com

É algo SIM! De acordo com a National Association of Anorexia Nervosa and Associated Disorders, os transtornos alimentares causam mais mortes do que qualquer outra doença mental. Se alguém com um transtorno alimentar chega em você e quer falar sobre como se sente, a melhor coisa que você pode fazer é ouvir, em vez de falar sobre você ou minimizar o que eles estão passando.

10. "Eu não gosto de como você está agora."

Via unhealthyklarolineobsession.tumblr.com

Ser crítico sobre a aparência de alguém quando essa pessoa está sofrendo de um transtorno alimentar é obviamente inútil. É melhor não comentar nem ser atraído para conversas sobre quão "gorda" ou "magra" a pessoa com transtorno se sente.

11. "É tudo por causa das Barbies que você tinha quando era criança."

livinglikeabarbie.tumblr.com

Há muitos fatores que podem influenciar o desenvolvimento de um transtorno alimentar. Não é tão simples como culpar modelos, revistas femininas ou bonecas Barbie. Embora imagens irrealistas de corpos em revistas focadas no peso às vezes desempenhem um papel, os transtornos alimentares podem ser uma maneira de lidar com um evento de vida traumático ou outra doença mental como depressão, transtorno de personalidade limítrofe ou TOC.

12. "Você está fazendo isso para me punir."

amctv.com / Via srloftis.tumblr.com

Os membros da família e os parceiros podem sentir que o transtorno alimentar é uma maneira de puni-los, mas há muitos fatores mais complexos que contribuem para alguém desenvolver um transtorno alimentar. Os transtornos alimentares são frequentemente usados como ferramentas de enfrentamento, como uma resposta ao trauma ou uma maneira de lidar com ansiedade e estresse.

13. "Você é tão sortuda, você pode usar o que quiser."

gifemotions.tumblr.com

Os transtornos alimentares não são dietas ou caprichos. Eles não são sobre conseguir caber em uma calça jeans (embora posam começar assim). Se você diz a alguém que tem um transtorno alimentar que ele é "sortudo" por estar em forma devido a uma doença séria, você está validando o que ele está fazendo consigo mesmo.

14. "Há tantas pessoas em situação pior do que você."

sodahead.com

Isso é praticamente verdade em todas as situações. Mas não é útil aqui e não irá encorajar alguém com um transtorno alimentar a "sair dessa".

O que devo dizer em vez disso?

Friends / Via friends-tv.org

Mary George, da Beat, tem algumas sugestões:

"Em primeiro lugar, ouça e apoie sem julgar, para que seu amigo ou parente aprenda a confiar em você e no apoio que você está dando."

"Incentive-o a visitar o médico da família ou, se for um menor de idade, marque uma consulta o quanto antes."

"Descubra o máximo que puder sobre transtornos alimentares para que você seja capaz de compreender as mudanças de humor, as expressões de raiva ou os momentos em que a pessoa parece isolada e afastada."

"Você precisará entender as pressões particulares que as pessoas afetadas por transtornos alimentares podem sentir, especialmente quando se trata de questões de alimentos e peso.

"Tente não dar conselhos ou fazer críticas, apenas dê um tempo e ouça. Você não precisa saber todas as respostas, apenas estar lá com a pessoa já é a chave."

Se você acha que pode ter um transtorno alimentar...

channel4.com / Via gifs-for-imagine-blogs-and-you.tumblr.com

Não hesite em procurar ajuda. Quanto mais rápido você receber tratamento, mais chances você terá de ter uma recuperação completa.

Mesmo se você não atender aos critérios de diagnósticos completos para anorexia, bulimia ou transtorno alimentar compulsivo, você pode se encaixar no TANE (transtorno alimentar não especificado) ou no TASOE (transtornos alimentares sem outra especificação).

A ajuda existe. Procure seu clínico geral para que ele possa ter encaminhar a um médico especializado.

Este post foi traduzido do inglês.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss