back to top

14 nomes de mulheres que fizeram história para batizar suas filhas

Para inspirar os seus planos.

publicado

1. Sóror Juana Inés de la Cruz

Escute com atenção sua barriga: você consegue ouvir os suspiros românticos de uma poetisa renomada? Então dê à sua filha o nome Juana ou Inés, em homenagem à poetisa do século XVII Sóror Juana Inés de la Cruz, que viveu na Cidade do México e escreveu poesia de todos os tipos, incluindo poemas ligeiramente eróticos.Na infância Juana aprendeu sozinha uma vasta gama de matérias utilizando-se da biblioteca do avô e continuou com este rigoroso programa de autoeducação em sua vida adulta. Ela posteriormente entrou para um convento para ser deixada em paz e continuar com seus estudos e sua poesia ~escandalosa~. Ela era considerada "uma das escritoras eróticas mais ousadas do mundo" em sua época e causou um alvoroço na igreja Católica por causa disso.Imagine o alvoroço que sua bebê Juana Inés poderá causar.
en.wikipedia.org

Escute com atenção sua barriga: você consegue ouvir os suspiros românticos de uma poetisa renomada? Então dê à sua filha o nome Juana ou Inés, em homenagem à poetisa do século XVII Sóror Juana Inés de la Cruz, que viveu na Cidade do México e escreveu poesia de todos os tipos, incluindo poemas ligeiramente eróticos.

Na infância Juana aprendeu sozinha uma vasta gama de matérias utilizando-se da biblioteca do avô e continuou com este rigoroso programa de autoeducação em sua vida adulta. Ela posteriormente entrou para um convento para ser deixada em paz e continuar com seus estudos e sua poesia ~escandalosa~. Ela era considerada "uma das escritoras eróticas mais ousadas do mundo" em sua época e causou um alvoroço na igreja Católica por causa disso.

Imagine o alvoroço que sua bebê Juana Inés poderá causar.

2. As irmãs Mirabal

Sua bebê possui uma coragem excepcional? Ela preenche seu ventre tanto com bravura quanto com retidão? Então na hora de escolher seu nome homenageie Patria, Minerva ou María Teresa Mirabal – irmãs dominicanas que audaciosamente se opuseram à ditadura de Rafael Trujillo nos anos 1950.As três irmãs, com seus maridos, participavam constantemente das ações políticas clandestinas contra o regime de Trujillo, eram consideradas símbolos da resistência e ícones feministas e eram conhecidas como "Las Mariposas". Mesmo diversos períodos na prisão não foram o bastante para impedir o seu ativismo. Quando o governo Trujillo assassinou as irmãs, em 1960, desencadeou uma enorme indignação pública, que foi um dos catalisadores que levaram ao assassinato do próprio Trujillo seis meses depois.Hoje em dia as irmãs Mirabal são celebradas pelas Nações Unidas no dia 25 de novembro, que foi declarado o Dia Internacional para Eliminação da Violência contra Mulheres em homenagem a elas.
tumblr.com

Sua bebê possui uma coragem excepcional? Ela preenche seu ventre tanto com bravura quanto com retidão? Então na hora de escolher seu nome homenageie Patria, Minerva ou María Teresa Mirabal – irmãs dominicanas que audaciosamente se opuseram à ditadura de Rafael Trujillo nos anos 1950.

As três irmãs, com seus maridos, participavam constantemente das ações políticas clandestinas contra o regime de Trujillo, eram consideradas símbolos da resistência e ícones feministas e eram conhecidas como "Las Mariposas". Mesmo diversos períodos na prisão não foram o bastante para impedir o seu ativismo. Quando o governo Trujillo assassinou as irmãs, em 1960, desencadeou uma enorme indignação pública, que foi um dos catalisadores que levaram ao assassinato do próprio Trujillo seis meses depois.

Hoje em dia as irmãs Mirabal são celebradas pelas Nações Unidas no dia 25 de novembro, que foi declarado o Dia Internacional para Eliminação da Violência contra Mulheres em homenagem a elas.

3. Raden Ajeng Kartini

Você acha que sua futura filha será uma escritora e ativista famosa? Claro que sim. Então dê a ela o nome Raden ou Kartini em homenagem à Raden Ajeng Kartini (1879-1904), que defendeu a emancipação e educação feminina e escreveu sobre a necessidade de melhorias na saúde pública e sobre a proteção das artes tradicionais na ilha de Java. Ela também fez críticas fervorosas ao domínio colonial holandês sobre a Indonésia.Atualmente ela é conhecida na Indonésia como a "primeira feminista" do país e em 21 de abril é celebrado como o Dia de Kartini. Por isso, tente dar à luz sua filha em 21 de abril.(Uma atualização de nossas leitoras indonésias: "Raden" é, na verdade, um título honorífico como "Duquesa" ou "Sir". O nome dela era "Kartini" – o "Raden" apenas demonstra que ela era ~chique~.)
en.wikipedia.org

Você acha que sua futura filha será uma escritora e ativista famosa? Claro que sim. Então dê a ela o nome Raden ou Kartini em homenagem à Raden Ajeng Kartini (1879-1904), que defendeu a emancipação e educação feminina e escreveu sobre a necessidade de melhorias na saúde pública e sobre a proteção das artes tradicionais na ilha de Java. Ela também fez críticas fervorosas ao domínio colonial holandês sobre a Indonésia.

Atualmente ela é conhecida na Indonésia como a "primeira feminista" do país e em 21 de abril é celebrado como o Dia de Kartini. Por isso, tente dar à luz sua filha em 21 de abril.

(Uma atualização de nossas leitoras indonésias: "Raden" é, na verdade, um título honorífico como "Duquesa" ou "Sir". O nome dela era "Kartini" – o "Raden" apenas demonstra que ela era ~chique~.)

4. Hildegarda de Bingen

Dê à sua filha o nome Hildegarda em homenagem à Hildegarda de Bingen. (Ou Hilda, se você insiste. Ou até mesmo Sibila, já que ela era conhecida como a "Sibila do Reno".) A velha Hilda, veja você, era conselheira de reis, papas e muito mais. Era compositora, escritora, mística, poetisa e cerca de 100 outras coisas. Ela também escreveu importantes tratados científicos e médicos, simplesmente porque podia.

Sua futura filha será uma mística e polímata? Então aplausos para a Bebê Hilda.

5. Ida B. Wells-Barnett

Você não poderia escolher um nome melhor para uma bebê do que Ida se sua filha é o tipo de pessoa que lutará incansavelmente pela justiça, ou seja, uma bebê absolutamente incrível.Ida B. Wells-Barnett era uma brilhante jornalista norte-americana, sufragista e ativista antilinchamento que viveu entre 1862 e 1931. Quando três de seus amigos foram linchados em 1892, ela investigou os assassinatos em seu jornal, The Free Speech. Em resposta ao seus trabalhos, a sede do jornal foi destruída por uma turba. Ela se mudou para Chicago, onde continuou a escrever sobre a lei e a história do linchamento, trabalhou com diversas organizações para a melhoria da situação da mulher afro-americana e marchou em Washington, em 1913, pelo sufrágio universal.Junto com a companheira sufragista Jane Addams, ela " conseguiu impedir o estabelecimento de escolas segregadas em Chicago". Posteriormente, ela foi cofundadora da Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor e em 1930 concorreu a um cargo na Câmara Estadual de Illinois. Imagine o que a SUA Ida fará.
R. Gates/Hulton Archive / Getty Images

Você não poderia escolher um nome melhor para uma bebê do que Ida se sua filha é o tipo de pessoa que lutará incansavelmente pela justiça, ou seja, uma bebê absolutamente incrível.

Ida B. Wells-Barnett era uma brilhante jornalista norte-americana, sufragista e ativista antilinchamento que viveu entre 1862 e 1931. Quando três de seus amigos foram linchados em 1892, ela investigou os assassinatos em seu jornal, The Free Speech. Em resposta ao seus trabalhos, a sede do jornal foi destruída por uma turba. Ela se mudou para Chicago, onde continuou a escrever sobre a lei e a história do linchamento, trabalhou com diversas organizações para a melhoria da situação da mulher afro-americana e marchou em Washington, em 1913, pelo sufrágio universal.

Junto com a companheira sufragista Jane Addams, ela " conseguiu impedir o estabelecimento de escolas segregadas em Chicago". Posteriormente, ela foi cofundadora da Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor e em 1930 concorreu a um cargo na Câmara Estadual de Illinois. Imagine o que a SUA Ida fará.

6. Artemisia Gentileschi

commons.wikimedia.org / Creative Commons

Olhe atentamente para o seu ultrassom: sua bebê possui uma bela mente artística? Então dê a ela o nome Artemisia.

Artemisia Gentileschi foi "uma das mais famosas e habilidosas pintoras do período Barroco" que alcançou enorme reconhecimento artístico em uma época na qual as mulheres não podiam frequentar as academias de arte. Seu pai, que também era artista, encorajou o seu treinamento artístico desde criança. Aos 18 anos Artemisia foi estuprada por um colega de seu pai e teve de enfrentar um doloroso julgamento no qual foi torturada para "confirmar" a história dele. O estuprador foi condenado, mas nunca cumpriu a pena.

Após o julgamento, Artemisia pintou uma de suas obras mais famosas, Judite decapitando Holofernes, retratada acima à direita, que alguns veem como "vingança" pelo seu julgamento. Então dê à sua filha o nome de uma mestra da pintura absurdamente talentosa e que alcançou grande renome contra todas as expectativas. E, de qualquer maneira, Artemisia é um nome ridiculamente bonito.

7. Nancy Wake

Keystone / Getty Images
commons.wikimedia.org / Creative Commons

Nancy Wake foi uma espiã, jornalista e heroína da Resistência Francesa durante a II Guerra Mundial. Você quer que sua bebê seja muito glamourosa? Então dê a ela o nome Nancy.

Nascida na Nova Zelândia, Nancy acabou se estabelecendo em Paris, onde trabalhou como jornalista e passava o tempo desfrutando de "boa bebida" e franceses bonitões. Quando a guerra eclodiu, ela juntou-se à Resistência e salvou a vida de "centenas de soldados e aviadores abatidos Aliados entre 1940 e 1943, escoltando-os pela França até a segurança na Espanha". Posteriormente, ela entrou para a Executiva de Operações Especiais Britânica como espiã.

Um vez Nancy ficou presa em uma árvore pelo paraquedas. Um francês que estava por perto disse que gostaria que todas as árvores dessem um "fruto tão belo", ao que Nancy respondeu: "Pode parar com toda essa bobagem francesa".

Imagine, essas poderiam ser as primeiras palavras de sua bebê.

8. Tomoe Gozen

Tomoe Gozen, vista aqui destruindo um inimigo estúpido e indigno, foi uma lendária guerreira samurai no Japão do século XII. Ela é descrita em O Conto dos Heike assim: "Ela era... uma arqueira extraordinariamente eficaz e como espadachim era uma guerreira que valia por mil, pronta para confrontar um demônio ou um deus, montada ou a pé. Ela tinha uma habilidade soberba na lida com cavalos não domados. Ela cavalgava ilesa por descidas perigosas... Ela realizou mais atos de bravura do que qualquer um dos outros guerreiros [do seu comandante]."O que mais você pode querer para sua bebê do que alcançar tão mítico patamar nas escalas de incredibilidade? Dê a ela o nome de Tomoe.
commons.wikimedia.org

Tomoe Gozen, vista aqui destruindo um inimigo estúpido e indigno, foi uma lendária guerreira samurai no Japão do século XII. Ela é descrita em O Conto dos Heike assim:

"Ela era... uma arqueira extraordinariamente eficaz e como espadachim era uma guerreira que valia por mil, pronta para confrontar um demônio ou um deus, montada ou a pé. Ela tinha uma habilidade soberba na lida com cavalos não domados. Ela cavalgava ilesa por descidas perigosas... Ela realizou mais atos de bravura do que qualquer um dos outros guerreiros [do seu comandante]."

O que mais você pode querer para sua bebê do que alcançar tão mítico patamar nas escalas de incredibilidade? Dê a ela o nome de Tomoe.

9. Yaa Asantewaa

Sua filha será uma líder corajosa e incansável? Sim? Então dê a ela o nome Yaa, em homenagem a Yaa Asantewaa, que foi uma das líderes na guerra contra os colonialistas britânicos entre 1900 e 1901 no território em que hoje localiza-se Gana. A guerra teve início quando um governante colonial exigiu que lhe fosse dado o Trono Dourado, um símbolo sagrado dos Axântis, aparentemente porque ele era um babaca chorão. Infelizmente para o governante, havia uma certa Rainha Guerreira (que também era uma avó de 60 anos) que achava isso o cúmulo.

Hoje em dia Yaa Asantewaa é celebrada em Gana e em toda parte como "uma epítome da feminilidade africana e da resistência ao colonialismo europeu". Um excelente nome para uma bebê poderosa, não??

10. Madam CJ Walker

Você quer que sua bebê cresça e torne-se incrivelmente rica? E também uma inovadora empresária e grande filantropa? Então dê a ela o mesmo nome de Madam CJ Walker, nascida Sarah Breedlove em 1867 – a primeira mulher a conseguir tornar-se milionária nos Estados Unidos, que fez fortuna criando uma linha de produtos para cabelos para mulheres afro-americanas.

Sim, o dinheiro não pode comprar tudo – mas pode comprar para você um conversível como o da foto acima. Veja ela dando uma volta com as amigas pela cidade. Olhe os chapéus fabulosos. Essa poderia ser sua filha – a bebê Maddy, talvez.

11. Rosa Luxemburgo

Coloque a mão em sua barriga e sinta ela chutar. É o chute de uma futura revolucionária de esquerda? De uma garotinha que anseia pela derrocada do capitalismo? Cujo maior desejo é o de um socialismo que defenda seus ideais democráticos?

Caso sim, então dê à sua filha o nome Rosa, em homenagem à Rosa Luxemburgo. Ela era uma brilhante revolucionária judia de origem polaco-germânica e teórica política que desenvolveu e defendeu "uma teoria humanista do Marxismo, enfatizando a democracia e a ação revolucionária em massa para atingir o socialismo internacional". Mesmo presa, ela conseguia levar ao público, clandestinamente, seus artigos e panfletos. Ela também trabalhou no sentido de "persuadir suas amigas a assumirem um papel independente na política e a libertarem-se da dominação de seus maridos".

Dê à sua bebê o nome Rosa e veja ela crescer e derrubar a burguesia.

12. Etelfleda, Senhora dos mércios

Há muitas boas razões para dar à sua filha o nome da Rainha Guerreira Anglo-Saxônica Etelfleda, Senhora dos mércios, filha de Alfredo, o Grande – mas aqui vão as duas mais importantes:

1. Sua filha terá o nome de uma rainha guerreira que, após a morte do marido, governou de 911 a 918, período em que se defendeu dos vikings e se provou uma governante capacitada, respeitada por todo o território.

2. Sua filha viverá com a satisfação de possuir um nome de uma beleza um tanto quanto exótica.

Dê à sua filha o nome Etelfleda (ou talvez apenas... Etel) e ela nunca se renderá a nenhum homem – especialmente um viking.

13. Qutulun

Está bem pessoal, precisamos falar sobre Qutulun.Qutulun era uma princesa Mongol dos séculos XIII-XIV que "havia jurado se casar somente com o homem que pudesse derrotá-la em uma luta" e que "exigia cem cavalos de qualquer pretendente que fosse derrotado". É desnecessário dizer que ela amealhou muitos cavalos durante sua vida. A pintura acima a retrata com a saia presa, lutando com um cavalheiro, enquanto os cavalos assistem à futura dona acabar com um pretendente. Sua filha é uma princesa lutadora? Sim, claro que ela é. Dê a ela o nome Qutulun.
en.wikipedia.org

Está bem pessoal, precisamos falar sobre Qutulun.

Qutulun era uma princesa Mongol dos séculos XIII-XIV que "havia jurado se casar somente com o homem que pudesse derrotá-la em uma luta" e que "exigia cem cavalos de qualquer pretendente que fosse derrotado". É desnecessário dizer que ela amealhou muitos cavalos durante sua vida. A pintura acima a retrata com a saia presa, lutando com um cavalheiro, enquanto os cavalos assistem à futura dona acabar com um pretendente.

Sua filha é uma princesa lutadora? Sim, claro que ela é. Dê a ela o nome Qutulun.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.