Skip To Content
Paid Post

14 fatos sobre o guaraná que você não aprendeu na escola

É muita coisa incrível para uma frutinha tão pequenininha. <3

1. Pra começar, guaraná é tipo um apelido que vem do tupi, wara'ná. O nome sério (leia-se, científico) é paullinia cupana.

2. Com nome complicado assim, é claro que as pessoas começam a chamar de todos os jeitos: uaraná, narana, guaranauva, guaranaina.

é tanto apelido que eu esqueço até qual é o meu nome as vezes

3. Mas pra ficar íntimo de verdade tem que saber que ele é da família Sapindaceae.

4. E de acordo com o folclore amazônico, ele veio ao mundo por causa de um recalque sem tamanho.

A versão mais popular da lenda conta que um casal de índios Maués ganharam um filho do deus Tupã e ele cresceu lindo, generoso e amado por todos da aldeia. Isso atraiu a inveja de Jurupari, divindade do mal, que se transformou em uma cobra e matou o curumim. Apesar de sua morte ser devastadora para todos, sua mãe ouviu os fortes trovões de Tupã e entendeu que deveria “plantar” os olhos do pequeno índio para fazê-lo viver através da natureza. Dizem que a parte branca da fruta com as sementes pretas parecem os olhos negros do índio.

5. Não é a toa que os índios consideravam o guaraná sagrado.

6. Folclore à parte, ele não é todo brasileiro não, viu?

7. E é cultivado principalmente em Maués (AM).

8. Uma curiosidade que você já percebeu: guaraná tem cafeína.

9. E por mais gostoso que seja, também é usado fora da culinária.

10. Até na medicina!

11. E para questões mais “íntimas” também.

12. Sendo tão legal assim, é claro que tinha que ter uma festa só pra ele.

13. Já tá querendo o seu próprio guaraná caseiro? Paciência.

14. Mas pelo menos dizem por aí que a planta vive uns 40 a 50 anos.