back to top

We’ve updated our privacy notice and cookie policy. Learn more about cookies, including how to disable them, and find out how we collect your personal data and what we use it for.

Quem prendeu o Japonês da Federal? Literalmente falando, ele mesmo

O agente Newton Ishii estava trabalhando na PF em Curitiba quando recebeu o próprio mandado de prisão e se apresentou a delegado. Prisão não tem a ver com a Lava Jato.

publicado

Uma pergunta correu a internet na manhã desta terça: quem prendeu o Japonês da Federal?

Se é o Japonês da Federal que prende todo mundo. Quem prendeu o Japonês da Federal?

Será que quem prendeu o Japonês da Federal foi outro japonês da Federal? #confuso

Literalmente falando, foi ele mesmo. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Federal no Paraná, o agente Newton Ishii estava trabalhando no prédio da superintendência do órgão em Curitiba quando recebeu o próprio mandado de prisão e se apresentou a um delegado na noite de terça (7).

A prisão do policial mais pop da Lava Jato virou meme.

Cena do Japonês da Federal sendo preso nessa manhã...

Publicidade

Segundo a Polícia Federal, Ishii não vai ficar na mesma carceragem onde estão algumas das pessoas que ele escoltou durante a Lava Jato. Ele está preso em uma sala da superintendência.

A prisão dele não tem nada a ver com a Lava Jato. Ele foi preso por ordem da Justiça de Foz do Iguaçu (636 km de Curitiba) para cumprir pena de 4 anos e 2 meses a que foi condenado em 2003. O caso está ligado ao contrabando na fronteira Brasil/Paraguai.

A Operação Sucuri descobriu o envolvimento de agentes da PF em um esquema de facilitação da entrada de contrabando pela fronteira com o Paraguai.

No mês passado, o Superior Tribunal de Justiça rejeitou um recurso da defesa de Ishii. O advogado dele disse que ele já ficou quatro meses presos e deverá cumprir a pena em regime semiaberto. Leia mais aqui.

Veja também:

Como o governo Temer foi sitiado pela Lava Jato

Gasto extra aprovado no Congresso poderia triplicar metrô de SP