go to content

Isso foi o que aconteceu desde que a PF deflagrou a operação Carne Fraca

Temer comeu churrasco, países suspenderam compra de carne brasileira, ações de frigoríficos despencaram na Bolsa e Justiça só acha R$ 0,15 em contas de fiscal suspeito de corrupção...

publicado

Deflagrada na última sexta, a operação Carne Fraca jogou luz sobre um esquema de propina paga por frigoríficos a fiscais do Ministério da Agricultura.

Embora indícios de venda de carne estragada envolvam diretamente um frigorífico do Paraná, o caso pôs sob suspeita todo o setor, responsável por 15% das exportações do país.

Diante de uma crise de fortes proporções globais, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, culpou a PF por elaborar uma "narrativa" que "cria fantasias” de que a indústria ou a fiscalização federal agropecuária não tomam cuidado com os processos de produção de alimentos no Brasil.

O presidente Michel Temer bem que tentou minimizar os danos, chamando embaixadores de países que compram carnes do Brasil para jantar em uma churrascaria de Brasília. Mas isso não funcionou...

O caso está eivado de polêmica. Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, o restaurante só trabalha com cortes importados - informação negada pela Palácio do Planalto.

O governo começou o dia demitindo os dois superintendentes federais de Agricultura, do Paraná e de Goiás, citados no escândalo.

Nesta segunda, veio o pior da ressaca até agora: China, Coreia do Sul, Chile e União Europeia interromperam temporariamente as importações de carne brasileira.

Depois disso, o Ministério da Agricultura sustou as licenças de exportação de 21 frigoríficos investigados na operação. No total, o país tem mais de 4.800 frigoríficos em operação.

Editado 21 de março, 9h30: a Coreia do Sul depois voltou atrás e permitiu a volta do frango brasileiro após constatar que não havia recebido alimento impróprio para consumo.

O Marfrig derreteu 4,29% no pregão desta segunda.

A BRF teve queda de 2,16% nesta segunda.

As ações da própria JBS, contudo, tiveram uma recuperação (+0,75%) em relação à forte queda de sexta.

Enquanto isso, no front policial, a Justiça conseguiu bloquear apenas 15 centavos nas contas do fiscal que é apontado como um dos chefes da organização criminosa. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo. Leia aqui.

Veja também:

Frigoríficos pagaram propina para vender carne estragada e matar mais frangos, diz PF

Conheça esses truques simples para identificar carne estragada

Operação da PF jogou imagem da carne brasileira no “lixo”, dizem exportadores

Nem todo frigorífico é suspeito de vender carne estragada


Graciliano Rocha é Editor de Notícias do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email graciliano.rocha@buzzfeed.com.

Contact Graciliano Rocha at Graciliano.Rocha@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.