back to top

Teve tanta roupa suja que debate da RedeTV! pareceu Casos de Família

Mostramos com gifs e memes os candidatos de SP falando poucas e boas uns para os outros.

publicado

O debate da RedeTV! entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo teve momentos de Casos de Família, o programa em que as pessoas lavam a roupa suja diante das câmeras.

Participaram do debate: Celso Russomanno (PRB), Marta Suplicy (PMDB), Luiza Erundina (PSOL), Fernando Haddad (PT), João Doria (PSDB) e Major Olímpio (SDD).

Erundina disse que Marta, ao apoiar o governo Temer (que não tem mulher ministra), não passou no teste como feminista.

Publicidade

Erundina também reclamou que Marta vetou a participação dela no outro debate, o da TV Bandeirantes.

Primeiro, Marta disse que esperava que, na próxima reforma ministerial, Temer emposse alguma mulher no ministério. A peemedebista passou o recibo da provocação:

Major Olímpio trouxe à memória dos eleitores que Russomanno votou, na Câmara dos Deputados, a favor de regra que tornou mais difícil receber o seguro-desemprego.

Publicidade

Russomanno ficou furioso. Ele disse que entrega seu salário de deputado todos os meses para o atendimento gratuito das pessoas. E espetou:

Antes disso, Major Olímpio já havia chamado Russomanno e Doria de "dois artistas" e traduziu, por conta própria, o significado da sigla PSDB:

Publicidade

Marta citou Doria que prometeu unir o sistema saúde municipal, "que é ruim", com a área de saúde gerida pelo governo estadual, "que é péssima". Daí fez uma pergunta para o tucano:

Marta cita Doria q prometeu unir saúde municipal, "ruim", com a saúde estadual, "péssima". "Como vai funcionar a união ruim com o péssimo?"

Haddad e Russomanno também foram irônicos um com o outro. Sobre segurança pública, o prefeito perguntou para o líder nas pesquisas:

"Celso, em que mundo você vive?", pergunta Haddad quando Russomanno pergunta de segurança pública.

Perguntado sobre a suspeita levantada por um delator que teve dinheiro de caixa dois, Haddad diz que espera que a Lava Jato não se restrinja ao PT. O prefeito Haddad disse que a investigação já envolve a cúpula nacional do PMDB e três ex-presidentes do PSDB foram citados nas investigações da Lava Jato.

Doria, quando teve a oportunidade, bateu em Haddad:

Em dia de maldade, Erundina criticou Haddad por ser "hesitante" em relação a chamar de "golpe" o impeachment de Dilma.

Ele devolveu chutando a canela dela:

A ex-petista Erundina fez escala no PSB antes de se filiar ao atual partido, o PSOL.

Teve uma hora que os candidatos tiveram de responder a perguntas de jornalistas e de eleitores.

Uma eleitora perguntou a Major Olímpio sobre o que faria por moradores de rua e pelos direitos da população LGBT.

Major Olímpio falou generalidades sobre assistência social, mas nem uma palavra sobre LGBT.

Pergunta a Major Olímpio sobre morador de rua e pop. LGBT, ele liga situação de morador de rua com problema das drogas. Sobre LGBT, calou.

Marta também disse que deixou o PT desiludida com os casos de corrupção. Só que...

Marta diz que saiu do PT por desilusão com casos de corrupção. Mensalão foi em 2005, mas ela só saiu quase uma década depois.

Veja mais:

As tretas que você NÃO viu no debate da Band