back to top

We’ve updated our privacy notice and cookie policy. Learn more about cookies, including how to disable them, and find out how we collect your personal data and what we use it for.

15 segredos que os supermercados não querem que você saiba

Spoiler: você não vai mais olhar os mercados com os mesmos olhos.

publicado

1. Foi num supermercado por causa de uma promoção e não tem mais o produto? É obrigação te oferecerem uma alternativa pelo mesmo preço.

Divulgação / Via 7em1.wordpress.com

Quando você vê produtos anunciados no panfleto ou na TV, a loja é obrigada a ter estoque durante todo o horário comercial. Não tendo, já sabe.

2. Os produtos que estão próximos de vencer a validade ficam na frente nas prateleiras.

Fuse / Getty Images

O grande lance é pegar itens no fundo da prateleira, principalmente se você não vai consumir aquilo já.

Publicidade
Publicidade

10. Sim, alguns supermercados trocam a data de validade dos produtos.

ATENÇÃO!! ADULTERAÇÃO DE VALIDADE DE PRODUTO ALTAMENTE PERECÍVEL VENCIDO NO #SupermercadoMomentoSuperNosso, EM BH.

Dá até uma tristezinha saber disso. Mas se você comprou um produto com mais de uma etiqueta, alterado ou vencido, segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor você tem até 30 dias para reclamar.

11. Por isso, no caso de frios, prefira itens embalados pelo fabricante ou fatiados na hora.

Monkey Business Images Ltd / Getty Images

Prepare-se: eles podem estar com o adesivo de marcas mais conhecidas ou já terem sido embaladas mais de uma vez, com outras datas de validade.

Publicidade

12. A mesma coisa vale para a carne moída, já que as bandejas podem ter até pedaços de carnes estragadas na mistura.

Pavel Losevsky / Getty Images

É bem chocante, mas alguns supermercados misturam retalhos de outros cortes e até mesmo de carnes vencidas nas carnes já embaladas. Ou seja: é melhor pegar a fila do açougue.

13. A diferença de preço e de peso entre produtos congelados e resfriados não é tão grande, por isso prefira congelados se você não for cozinhar logo.

Adisa / Getty Images

Os cuidados de armazenamento dos dois são basicamente os mesmos, mas os produtos resfriados sofrem mais do que os congelados.

Publicidade

Post elaborado a partir dos depoimentos de Otávio Ribeiro e Renato Nunes, ex-funcionários de supermercados.