back to top

10 coisas muito legais para você experimentar em junho

Porque nós testamos e curtimos!

publicado
MimaCZ / Getty Images / BuzzFeed Brasil

O time do BuzzFeed Brasil está sempre testando produtos e ideias que melhorem nosso dia-a-dia, então resolvemos dividir algumas indicações do que curtimos com vocês.

Em "coisas que compramos" você vê produtos que cada um adquiriu com seu próprio dinheiro. Em "coisas que experimentamos" estão produtos enviados como cortesia pelas empresas, mas o BuzzFeed não tem nenhuma obrigação de escrever sobre eles, muito menos falar bem. Já em "coisas que testamos" você lê sobre atividades que colocamos em prática em nossas rotinas ou coisas que achamos interessantes.

1. Mandioquinha Palha Extrafina Yoki – R$ 7

A mandioquinha palha da Yoki é extrafina mesmo: comparada com uma batata palha clássica, seus palitos são lasquinhas bem mais leves e um pouco mais torradas. Isso tira bastante o efeito “batata chips”, fica mais como se fosse uma nuvenzinha frita por cima da comida. Talvez por causa dessa textura tive a impressão de que o produto rende mais, mas o sabor também é menos marcante que o da batata. Ela combina com todos os pratos onde vai a batata palha tradicional e deixa os mandiolovers felizes. – Susana Cristalli

Publicidade

2. Creme de tratamento TRESemmé Detox Capilar – R$ 13

Flora Paul

Essa máscara era apontada como uma das queridinhas de um grupo de Facebook que eu participo e, como estava a procura de uma, fui atrás. Valeu super a pena: o preço é bem bom para 400g, o cabelo fica super macio mesmo usando só naqueles minutinhos durante o banho e o cheiro de chá verde e gengibre é bem gostosinho. – Flora Paul

3. Café descafeinado 3 Corações – R$ 8,99

Susana Cristalli

Há uns dois meses tive que parar de tomar bebidas com cafeína por causa de uns problemas de saúde. Fiquei um pouco triste com isso porque passar um café e esquentar um leite para tomar sem pressa, sentada na mesa da cozinha, é um rtiualzinho que sempre me deixou mais animada para começar o dia.

Como a cafeína nesse caso é o de menos para mim, fui atrás de uma opção descafeinada para manter minhas manhãs felizes. E não foi fácil! Padarias e cafés dificilmente têm no cardápio, e também penei um pouco para encontrar algo nos supermercados até me deparar com este da 3 Corações.

Achei o gosto quase totalmente igual ao do café “normal”, talvez um pouco mais leve, mas achei isso bom, ainda mais no leite, e pelo jeito eles tiraram direitinho a cafeína, porque não me fez mal nenhum. Ah! Também comprei esse item 100% indispensável para a vida de todo mundo que é um suporte para coador de café igual ao que eu já tinha, só que este é AZUL E COM GLITTER. – Susana Cristalli

4. Vagem de edamame congelada Veggie – R$ 16,25

O edamame nada mais é que a soja verde, só que isso já é gostoso o suficiente. Você cozinha um minutinho na água fervente, joga um salzinho e petisca à vontade (os feijões, a vagem não é recomendado que se coma porque tem uma consistência meio chata). Pode parecer um pouco caro, mas este saquinho de 300g rendeu umas quatro porções de lanchinho saudável. E se você estiver com muita preguiça, mas quer comer algo mais light, você pode literalmente tirar do saquinho e esperar descongelar. Ou seja: só vi vantagens. – Flora Paul

5. Máscara Lash Sensational da Maybelline – R$ 42

Recebi o rímel de tubo rosinha da Maybelline para testar e a verdade é que quem curte uma maquiagem de farmácia já sabe que os rímeis da marca são muito bons. Eles simplesmente dão o resultado prometido e não custam um absurdo perto das máscaras de marca – apesar de que os preços aumentaram consideravelmente nos últimos anos, a gente precisa admitir.

A diferença do Lash Sensational é este pincel curvo e com cerdas de tamanhos variados, tanto curtinhos quanto maiores. Você encaixa a curvatura dele no olho e dá uma rodadinha no pincel para cima e pronto: os cílios ficam curvados, separadinhos e mais longos! – Flora Paul

Publicidade

6. Fazer um brinquedo caseiro e sustentável para seu pet.

Como trabalho fora, às vezes meu cachorro Alecrim passa muito tempo sozinho. Então peguei essa dica super legal com um adestrador e comecei a fazer. Com uma garrafa pet ou caixas de suco e leite você já monta o brinquedo para ele passar tempo. Lave e faça furos na embalagem e o segredo é colocar a ração dentro, junto com pedaços de petiscos para deixar o brinquedo atraente – mais petiscos do que ração. Se tiver uma cordinha para dar um plus melhor ainda.

O pet se exercita, o que é fundamental para eles, e se diverte ao mesmo tempo. Eles também também aprendem a se virar um pouco mais sozinhos e controlar a ansiedade longe de você! – Thaira Ferro

7. Ler o livro "It", do Stephen King, antes do lançamento do remake nos cinemas.

Paula Mascarenhas

Dois fatos isolados sobre mim: 1) eu sou obcecada por filmes de terror e suspense (apesar de morrer de medo depois) e 2) eu tenho a estranha mania de começar um livro, parar no meio, ler outro livro, parar no meio, e finalmente voltar ao primeiro, terminando enfim. Condição chamada de #bookception por mim mesma.

Com o remake de "It" do Stephen King não foi diferente: fiquei louca para assistir. Ainda mais pelo fato de que é um clássico do cinema e abalou (e desgraçou) a cabeça de diversas gerações. É claro que para ver o remake eu PRECISAVA ver o original. Mas aí pensei: por que que, para ver o original, eu não começo com o livro, que veio antes de tudo? Corri para uma livraria para comprar e ao perguntar por ele recebi a resposta do lojista: "Vai querer levar o tijolinho, é?" Se o palhaço não me matasse até o livro terminar, eu morreria se alguém resolvesse tacar ele na minha cabeça: a versão em inglês tem ~apenas~ 1.500 páginas. Mas venho aqui escrever sobre ele porque são 1.500 em que você folheia 10 na velocidade de 1.

Os personagens são próximos e reais demais (você até consegue vê-los como amigos de anos), as cenas são tão bem descritas que deixam pouco espaço para a sua imaginação e são tantos acontecimentos seguidos que não ler as páginas é o verdadeiro desafio aqui. Indico porque não consigo largar e, mesmo com a minha condição de #bookception, já passei da metade do livro e não consigo pegar mais nada antes de terminar esse tijolinho aqui.

Só uma observação para os que resolverem se aventurar: estou desenvolvendo uma moderada fobia de bexigas e balões. Preparem os corações e se joguem. De luz acesa. – Paula Mascarenhas

8. Ver uma maratona da série "Westworld".

Divulgação

Se você está bobeira procurando algo para NÃO assistir, recomendo fortemente WestWorld da HBO. Calma, eu vou explicar.

A sinopse da série: é como se existisse um Beto Carreiro World para adultos, onde as pessoas podem brincar de cowboy atirando por aí sem se preocupar com pequenos detalhes como morrer. É como jogar GTA vestido de Chitãozinho e Xororó, mas sem os mullets.

O visual da série é incrível, os atores são incríveis e mais incrível ainda é descobrir que o Rodrigo Santoro ainda atua e BEM! Se a trilha sonora composta de Lady Gaga e Amy Winehouse fosse uma comida, seria uma pizza doce, você não espera aquilo, mas você come, adora e ainda liga pro pizzaiolo pra parabenizar pela excelente ideia. Resumindo, é a melhor série que vi nos últimos tempos.

Problema: ela só tem dez episódios e a próxima temporada só vem em 2018. Então, se você não quer chorar no chuveiro ou não quer viciar em uma série que só volta em 2018, não recomendo assistir WestWorld. – Gabriel Sukita

9. Experimentar gins brasileiros.

Alexandre Orrico

Eu achava que gin tinha cheiro de perfume e gosto de remédio. Mas há bem pouco tempo passou a ser minha bebida preferida, junto com um monte de outras pessoas: basta um rolê por São Paulo para ver a o tanto de bares e restaurantes que decidiram dar destaque para o gin.

Acompanhando o momento, de 2016 para cá surgiram quatro marcas nacionais: Amazzoni, Arapuru, Vitória Régia e Virga. Provei um pouquinho de cada e gostei muito do Amazzoni e do Arapuru, que usam ingredientes brasileiros como cacau e caju. Vitória Régia e Virga (que têm cachaça na composição) não caíram muito no meu gosto não.

Eles são facinhos de encontrar pela internet e o custo (de R$ 75 a R$ 136) pode ser uma vantagem, já que destilados importados estão com os preços cada vez mais salgados. – Alexandre Orrico

Publicidade

10. Visitar o museu Inhotim.

instagram.com

Se você, assim como eu, está precisando dar um tempo de tanta notícia ruim, textão de Facebook e treta no grupo da família, saiba que um final de semana no Inhotim ajuda, e muito. O maior museu a céu aberto do mundo fica aqui no Brasil, a mais ou menos 40 km de Belo Horizonte, em uma cidade chamada Brumadinho (sotaque mineiro intensifies).

O museu tem mais ou menos 20 km², 23 galerias de arte contemporânea, 23 obras espalhadas, 30 destaques botânicos e sete jardins temáticos. Se você fez a conta aí, deve ter percebido que não dá pra ver e interpretar tudo isso em apenas um dia, o tempo recomendado para visitar o museu são dois.

Como eu também tive que viajar 500 km de carro de São Paulo até Brumadinho, a possibilidade de um bate-volta foi nula, mas tem um monte de pousada na cidade por preços acessíveis. Aliás, já que tocamos no assunto PREÇO, vamos lá: a entrada inteira do parque custa R$ 40 por dia e se você quiser comprar o passe para usar os carrinhos e rotas do parque (veja bem, são 20 km!) adiciona mais R$ 28 por pessoa aí. Dentro do Museu há dois restaurantes, uma mais acessível por R$ 40 o quilo e outro mais refinado com um buffet livre por R$ 70, O preço pode parecer um pouco salgado, mas é uma visita que vale cada centavo. Até para quem não se liga muito em arte.

A partir do momento em que você passa da recepção, pra qualquer lugar que você olha tem algo visualmente maravilhoso e absurdamente interessante. Desde pequenos detalhes espalhados pelo parque a uma obra que capta o som de um buraco de 200 m de profundidade até galerias com uma arquitetura impecável misturando natureza e arte. Detalhe importante: o 4G não pega muito bem lá no museu, que é uma boa desculpa para se desconectar e aproveitar. Eu recomendo. – Nicolas Vendramini

Quer mais posts gostosinhos e dicas legais na sua vida? Assine a newsletter do BuzzFeed de Estilo e Bem-Estar!



Caso não consiga ver a caixa de inscrição acima, inscreva-se aqui!

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss