go to content

39 memórias de infância de quem cresceu com pais separados

Praticamente um profissional de fazer mochila para passar fins de semana na casa do pai!

Posted on

1. Ainda criança perceber que, mesmo se você desejasse, talvez seus pais não fossem feitos um para o outro.

2. Entender que a partir de certo momento você também teria "a casa do papai".

3. Mas o ideal era chamá-la apenas de "casa".

4. Logo cedo você aprendeu que seus pais também poderiam reagir a questões sérias feito crianças.

5. Descobrir que você não ia deixar de ter uma família por causa do divórcio.

6. E que ia se acostumar com a ideia de que alguns dias da semana seriam em outra casa, no famoso "dia do pai" ou "dia da mãe".

7. Dependendo do nível de guarda compartilhada, a loucura poderia ser tipo "terça e quinta com um, segunda e quarta com outro".

Reprodução / Via Twitter: @AnnaLyvia10

8. Com certeza os seus fins de semana eram alternados entre um com o pai e outro com a mãe.

9. Mas a ordem poderia ser alterada no caso de domingo com Dia dos Pais ou Dia das Mães.

10. Alternadas também eram as festas de fim de ano em que a regra era passar o Natal com um e o Ano Novo com outro.

11. As primeiras datas especiais com a família separada foram bem tristes, mas depois você se acostumou.

12. E logo virou hábito ligar para o pai ou para a mãe assim que desse meia-noite para dar Feliz Natal ou Feliz Ano Novo.

13. Também existia a chance de precisar enfrentar duas ceias natalinas em um dia.

14. E virou algo comum comemorar alguma data duas vezes no mesmo dia, ou até em dias diferentes, tipo seu aniversário no dia real e também quando fosse encontrar seu pai.

Reprodução / Via instagram.com

15. Você se acostumou logo à ideia de ter dois quartos.

16. E a ter duas festinhas de aniversário. Com presentes dobrados!

17. Inclusive, a ter tudo em dobro: cama, pijama, escova de dente. O que podia ser bom às vezes.

18. Menos a mochila escolar, que era só uma, o que poderia causar pânico se você fosse uma criança esquecida.

19. Tanto que era bem comum esquecer alguma coisa na sua "outra casa".

20. E como era bom poder usar o divórcio como desculpa na escola, tipo "Esqueci meu trabalho de ciências na casa do meu pai".

21. Você precisava explicar para seus amigos se estava na casa da sua mãe ou do seu pai.

Reprodução / Via Twitter: @taisss13

22. E passar o telefone da casa dos dois para os amigos, afinal você precisava ser encontrado pela galera!

23. Se acostumar a ter uma rotina com cada um: que horas acordar, o que comer nas refeições e, inclusive, quem deixava dormir mais tarde.

24. Se sentir contrariado e falar "Ah, mas na minha outra casa pode!"

25. Conhecer as namoradas novas do pai. Geralmente com mais frequência do que conhecia namorados da mãe. Ou vice-versa.

26. Ter uma turma de amigos na rua ou no prédio do pai e só revê-los a cada 15 dias.

27. Conseguir um dinheirinho a mais alegando extravio de mesada do outro pai.

28. E aprender rapidinho que nem sempre dá para evitar o climão entre os pais.

Reprodução / Via instagram.com

29. Virar praticamente um profissional de fazer mochila para passar fins de semana na outra casa.

30. Virar mensageiro de recados da mãe para o pai e vice-versa.

31. Aprender uma nova dinâmica da relação com adultos com a chegada de um padrasto ou uma madrasta.

32. E não saber exatamente como chamar os membros da sua família-drasta, tipo a mãe da sua madrasta. É vódrasta? É tia? É vó "postiça"?

33. Se acostumar a ter famílias novas.

34. E chamar de irmão mesmo se não for do mesmo pai e da mesma mãe.

35. E ver a reação dos outros quando você fala frases como "A mãe dos meus irmãos".

Reprodução / Via Twitter: @Eric_Oli

36. Ter sempre a outra casa como refúgio, especialmente se o boletim não estava lá essas coisas.

37. Selecionar para quem você contaria seus problemas de criança, fosse briga com amigo ou treta na escola.

38. Sentir ansiedade se algum evento demandasse a presença de pai e mãe ao mesmo tempo.

39. Ter uma relação de muita proximidade e confiança com seus irmãos. A verdade é que, mesmo com eventuais brigas, vocês eram cúmplices e melhores amigos.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss