back to top

A história do Marquinhos é um triste exemplo de covardia e violência no futebol brasileiro

Marquinhos Calazans, do Fluminense, recuperava-se de uma cirurgia no joelho quando foi agredido por torcedores rivais — e agora vai passar quase o ano todo em recuperação.

publicado
LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C

Nascido em Duque de Caxias (RJ), Marcos Vinícius Silva Rocha Calazans passou a integrar aos 20 anos o time profissional do Fluminense, como atacante.

Conhecido como Marquinhos Calazans, o jogador foi vítima de mais um caso de violência e covardia no futebol brasileiro. E mostra que nem atletas profissionais estão imunes às brigas de torcidas.

Tudo começou em agosto do ano passado. Até ali, a história de Calazans era comum entre atletas profissionais. Ele sofreu uma ruptura do ligamento do joelho direito.

Naquele dia, ele saiu chorando do campo.

O resultado foi uma cirurgia no joelho, com expectativa de retornar ao gramado apenas nos primeiros meses de 2018.

Como vários jogadores em início de carreira, Calazans é um atleta promissor, mas com um longo caminho pela frente.

Foram 24 partidas e nenhum gol marcado. Mas o suficiente para ser sondado para jogar na Itália.

Essa trajetória mudou em dezembro do ano passado. Era quarta-feira à noite, dia 13. No Maracanã, o Flamengo jogava a final da Copa Sul Americana. O estádio foi palco de cenas de vandalismo. O time brasileiro acabou derrotado pelo clube argentino Independiente.

Calazans estava a mais de 15 quilômetros dali, em Vista Alegre, zona norte do Rio.

Era de se esperar, portanto, que ele estivesse longe de qualquer confusão envolvendo a partida ou torcedores.

O jogador estava em um restaurante, acompanhado da namorada e de um casal de amigos, quando após a partida do Flamengo ele foi identificado por duas pessoas vestidas com a camisa do rival.

No relato publicado pelo Globo Esporte, os torcedores provocaram o atleta, que se retirou do local e foi para uma lanchonete ao lado. Eles perseguiram Calazans e tentaram agredir sua namorada.

O jogador acabou sendo atacado — justamente no joelho operado.

O médico do Fluminense resumiu o caso para a ESPN: ele sofreu um pisão no joelho.

"Segundo a versão do atleta, ele foi reconhecido e implicaram com ele. Ele foi para uma lanchonete. Ele foi seguido e teria ocorrido uma série de agressões que infelizmente acabou gerando um trauma. Ele teria recebido uma pisada no joelho, que voltou a romper o ligamento cruzado e o enxerto da primeira cirurgia", disse o médico Michael Simoni.

Os exames confirmaram que Calazans terá de passar por uma nova cirurgia. Dessa vez, além do ligamento, o menisco também foi lesionado.

O tempo de recuperação é estimado em oito meses, o que praticamente inviabiliza a temporada de 2018 para o jogador.

Antes, Calazans deve aguardar que o inchaço no joelho diminua. Ele deve fazer a cirurgia nas próximas semanas.

O Fluminense soltou uma nota, repudiando o episódio de violência. O jogador, por sua vez, decidiu manter o silêncio.

Até agora, nenhum suspeito foi identificado pela polícia.

Filipe Coutinho é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Filipe Coutinho at filipe.coutinho@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.