back to top

22 fatos que provam que o mundo é mais estranho do que você imagina

O mundo é um lugar mais estranho e mais bonito do que você jamais poderia imaginar.

publicado
Publicidade

4. O coração de uma baleia azul é tão grande quanto um carro pequeno, com algumas artérias grandes o suficiente para uma pessoa nadar.

"Anim1754 - Flickr - NOAA Photo Library" by NOAA Photo Library - anim1754. Licensed under Public Domain via Commons - commons.wikimedia.org
Publicidade
Publicidade
Publicidade

11. Ninguém sabe para onde vai a água da Devil’s Kettle Falls, em Minnesota. As águas caem em um buraco gigante, sem nenhuma saída visível.

flic.kr

Pesquisadores têm despejado vários tipos diferentes de materiais nas cachoeiras, incluindo tinturas coloridas, toras e bolas de pingue-pongue, mas ninguém jamais foi capaz de descobrir para onde as coisas vão.

Publicidade

14. A espécie de medusa chamada Turritopsis dohrnii tecnicamente é biologicamente imortal.

Getty

É um caso muito raro de um animal que pode voltar à imaturidade sexual depois de ter atingido a maturidade sexual.

Publicidade
Publicidade

18. A maior caverna do mundo só foi descoberta em 1991. A caverna Son Doong, no Vietnã, poderia abrigar 15 dos maiores porta-aviões do mundo dentro dela, e o teto é alto o suficiente para conter os 47 andares do Waldorf Astoria Hotel.

19. Uma pequena casa na árvore chamada La Casa del Arbol, à beira de um penhasco perto do vulcão Tungurahua, no Equador, abriga "O Balanço do Fim do Mundo".

National Geographic

Pendurado na casa da árvore está um balanço que lhe permite voar sobre o precipício sem nenhum encosto ou cinto.

20. Há um enorme buraco redondo na costa de Belize, que tem 300 metros de diâmetro e 120 metros de profundidade.

National Geographic

Ele foi formado por períodos repetidos de glaciação, e fica no meio do Lighthouse Reef. Por causa disso, as águas são cristalinas, e ele é o lar de muitas variedades únicas de peixes, tornando-se um destino popular para mergulhadores.

22. O teto da "Glowworm Grotto" nas Cavernas Waitomo se ilumina como o céu noturno, graças a uma espécie luminescente de vaga-lume chamada Arachnocampa luminosa, que só é encontrada na Nova Zelândia.