back to top

Katy Perry falou sobre seus casos de apropriação cultural e as coisas ficaram tensas

"Eu nunca vou entender algumas dessas coisas por causa de quem sou. Mas posso me informar melhor, e é isso que estou tentando fazer."

publicado

Katy Perry foi acusada de apropriação cultural muitas vezes ao longo dos anos.

Kevin Winter / Getty Images

A crítica mais contundente ocorreu na sua apresentação do AMA (American Music Awards) de 2013, na qual ela se vestiu como uma gueixa, assim como seu cabelo no clipe de "This Is How We Do".

Katy começou falando sobre seu cabelo no clipe de "This Is How We Do". Ela disse que não tinha compreendido o significado das tranças rasteiras até ter conversado com sua estilista sobre a "história" desse penteado.

Publicidade

Ela disse:

Cometi muitos erros. Até mesmo no vídeo "This Is How We Do", com meu cabelo. Tive uma conversa difícil com um dos meus anjos mais empoderados, a Cleo [Wade, sua estilista], sobre por que eu não podia usar meu cabelo assim e qual era a história envolvendo esse tipo de cabelo. E ela me contou sobre o poder do cabelo das mulheres negras, e como isso é bonito, e o que ele representa na luta delas. E eu escutei, ouvi, e não sabia daquilo.

Ela também falou sobre o tumulto envolvendo sua apresentação vestida de gueixa em 2013.

Kevin Winter / Getty Images

Na época, muitas pessoas se opuseram ao traje e à maquiagem, como também ao movimento de reverência e ao seu caminhar durante a coreografia. Um crítico disse que a apresentação representava uma "identidade sexualizada, imprecisa e simples que não tem nada a ver com as culturas asiáticas. Ela cedeu a um público inteiramente branco ao se apropriar das mulheres asiáticas".

Ela explicou:

Mesmo tendo a intenção de reverenciar a cultura japonesa, eu cometi um erro na apresentação. E eu não sabia que tinha errado até ouvir as pessoas falando que eu errei.

Publicidade

Katy também disse que, embora nunca possa entender por completo as lutas de outras culturas, ela continuará se informando melhor.

instagram.com

Ela disse:

Eu nunca entenderei algumas dessas coisas por ser quem eu sou. Mas eu posso me informar, e é isso que eu venho tentando fazer.

Ela disse também que prefere ouvir críticas "construtivas", não comentários negativos.

Katy explicou:

Às vezes é preciso que alguém diga, por compaixão, por amor: "Ei, é aqui que começa tudo". E não apenas comentários negativos. Porque às vezes é difícil digerir esses comentários negativos. Seu ego quer apenas se afastar deles.

No entanto, quando o entrevistador perguntou se ela conseguia entender a reação negativa das pessoas, Katy respondeu: "Sim. Eu tenho muito privilégios brancos".

instagram.com
Publicidade

Katy falou também sobre as reações negativas em relação à piada que fez recentemente mencionando Barack Obama.

Getty Images

Durante uma sessão ao vivo de perguntas e respostas com fãs no Instagram, alguém disse:

"Sinto falta do seu antigo cabelo escuro."

Então Katy respondeu: "Ah, é mesmo? Você sente falta do Barack Obama também? Ah, OK. Os tempos mudam. Tchau! Vejo vocês depois!".

Algumas pessoas disseram que o comentário foi "ofensivo e sem graça", outras disseram que foi "racista", enquanto muitos fãs a defenderam.

Ela explicou que fez o comentário após se sentir "insegura" com seu novo cabelo.

Katy disse:

Eu errei ao tentar fazer uma piada, e a contei de uma maneira errada. Alguma coisa realmente me impulsionou. Alguém estava mencionando meu cabelo novamente, outra pessoa disse que eu não sou bonita o suficiente sem meus fios escuros e eu perdi o controle.

Ela disse:

Eu não quero viver em um mundo segregado, especialmente tratando-se de música. Eu já fiz parcerias com Kanye West, Nicki MInaj, Juicy J e Migos. Como eu posso colaborar com as pessoas, ajudando a alavancar suas carreiras e dando esse espaço a elas? Como posso ajudá-las de uma maneira positiva?

Publicidade

Muitas pessoas gostaram da entrevista e elogiaram Katy por reconhecer seus erros e por tentar se informar melhor.

Katy Perry acknowledging her mistakes regarding cultural appropriation, this is extremely respectable of her

"Katy Perry reconhecendo seus erros sobre a apropriação cultural, é muito respeitoso da parte dela."

The tea is Katy Perry apologized for her cultural appropriation and not a lot of artists have the guts to admit that. WOKE QUEEN

"A verdade é que Katy Perry se desculpou por sua apropriação cultural e poucos artistas têm coragem de admitir isso."

No entanto, outras pessoas não ficaram satisfeitas com seus comentários e disseram que ela não havia se desculpado o suficiente.

“Ela nem parece arrependida, ela está falando disso porque chamaram a atenção dela. Se ela genuinamente estivesse admitindo seus erros, ela teria pedido desculpas, não agindo como se ela não soubesse porque tratar pessoas não brancas como objetos e fantasias seria visto como ofensivo.”

Algumas delas até sugeriram que ela só tocou no assunto para se autopromover.

don't be fooled by katy perry "acknowledging" her cultural appropriation lmfaoo she's only doing it for positive publicity and she's not

"Não se engane por Katy Perry 'admitindo' sua apropriação cultural. ela só está fazendo isso para ganhar publicidade positiva."

Publicidade

Outras pessoas disseram que ela deveria ter se informado melhor sobre apropriação cultural antes.

Katy Perry is 32 and Google is free. She knew better but cultural appropriation made her rich. But now it's not working, so she apologize.

"Katy Perry tem 32 anos e o Google é de graça. Ela sabia, mas a apropriação cultural fez dela rica. Mas agora não está mais funcionando, então ela pede desculpas."

ur telling me katy perry, a 32 y/o media-trained woman, was unaware she was doing anything wrong while profiting off cultural appropriation?

"Você está me dizendo que Katy Perry, uma mulher treinada para a mídia de 32 anos, não sabia que estava fazendo algo de errado enquanto lucrava com a apropriação cultural?"

E outras disseram que seus comentários não transmitiram sinceridade porque ela foi acusada recentemente de apropriação cultural com seu novo penteado.

I can't really buy that Katy Perry learned from her cultural appropriation because shes . still . doing . it.

"Eu não consigo comprar que Katy Perry aprendeu sobre apropriação cultural porque ela. ainda. está. fazendo. isso."

As críticas se estenderam ao entrevistador, DeRay McKesson, com muitas pessoas dizendo que ele "não deveria ter concedido espaço a Katy" para falar sobre apropriação cultural.

Twitter: @flippedhatnupe

"Deray entrevistou Katy Perry sobre a 'apropriação cultural' que ela fez do cabelo de mulheres negras. Agora eles estão o atacando por dar a ela uma plataforma."

Publicidade

Deray is too intelligent and important to be having cultural appropriation conversations with Katy Perry in 2017

"Deray é muito inteligente e importante para ter conversas sobre apropriação cultural com a Katy Perry em 2017."

Ele então entrou na conversa para se defender, instigando as pessoas a ouvirem a entrevista na íntegra.

Twitter: @deray

"Você viu dois minutos de uma entrevista de uma hora. Eu não acho justo dizer que ela não foi criticada [pelos casos de apropriação cultural]. Falamos sobre muita coisa."

Este post foi traduzido do inglês.