back to top
Community

Descubra porque Copacabana vai se tornar um bairro fantasma

E não existe solução...

publicado

Não existem perspectivas de investimento para o bairro...

O Rio de Janeiro encontra-se afundado em uma das maiores crises financeiras desde sua fundação.

Seus efeitos catastróficos serão sentidos na falta de investimento, melhoria e conservação.

Copacabana perdeu (nunca teve) status de bairro turístico

Ricardo Kurtz

Ao ser abandonado pelas autoridades (Prefeitura e Governo estadual) percebe-se que o bairro não possui status de área turística ou de lazer.

Apesar dos números da violência no bairro terem aumentado exponencialmente,
inclusive contra turistas, Copacabana ficou de fora do programa "segurança presente", sucesso no Centro, Lagoa e que foi recentemente expandido para algumas areas do Meier.

Opinião publica e moradores aceitaram o enxuga-gelo e as soluções apaga-incêndio e limitando-se a reclamar pelas redes sociais.

As Comunidades e associações do bairro não se entendem

Copacabana possui três associações de moradores, um jornal do bairro e duas grandes comunidades de alerta no Facebook.

Apesar de tudo, os problemas não são discutidos, existe apenas a polarização de ideias e não há espaço para mediação nem sequer propostas de solução para os problemas.

Apenas mais do mesmo: reclamação virtual sem ação real.

O bairro possui pedintes profissionais e os números não param de crescer.

Existe a figura do necessitado, vulnerável. Porém existe a figura do pedinte profissional. Aquele que possui residência fixa, possui condições físicas e mentais para trabalhar, porém continua pedindo por ser mais vantajoso.

Copacabana é um dos bairros com a maior concentração de moradores de rua "profissionais".

A secretaria de assistência social, junto as demais associações de moradores tentou diversas vezes emplacar campanhas de conscientização, contra esmola, especialmente nos sinais do bairro.

Resultado: foram duramente atacados por ONGs endossadas pelos organismos governamentais.

A população por motivos diversos prefere sustentar o pedinte ao invés de dar acesso a cidadania.

Calçadas perigosas cheias de ambulantes, formula perigosa:

Com calçadas desniveladas e sem conservação, andar pelas ruas do bairro é um verdadeiro desafio da "Bravus Race". Adicione a essa formula perigosa a grande concentração de ambulantes nas calçadas do bairro.

Se difícil para os mais jovens. Imagine para as pessoas com dificuldade de locomoção, em especial para os idosos, que são maioria no bairro. Mesmo assim ninguém liga.

Isso só mostra que o bairro não possui força para resolver seus problemas mais básicos. Idosos são maioria no bairro e não possuem voz ativa.

Comercio ambulante e DESordem urbana

Com o estado falido e o país em crise, quem irá regularizar e ordenar o comercio irregular ?

Não se trata de reprimir e sim buscar um consenso.

Mas não há vontade política na prefeitura em dialogar, o que legitima o estado de caos no bairro.

Enquanto isso o ódio é destilado nas nas redes sociais entre ambulantes e moradores. A prefeitura recebe o dinheiro para tratar esses conflitos, mas prefere fingir que não vê.

Por outro lado os ambulates e moradores não conseguem exercer o protagonismo e buscar uma solução.

O resultado ? Caos, muita reclamação e nenhuma solução.

Ódio nas redes e a falta de empatia

Significado de Empatia

s.f.

Ação de se colocar no lugar de outra pessoa, buscando agir ou pensar da forma como ela pensaria ou agiria nas mesmas circunstâncias.

Aptidão para se identificar com o outro, sentindo o que ele sente, desejando o que ele deseja, aprendendo da maneira como ele aprende etc.

A polarização política resultante das ultimas eleições rachou com o país. E o dialogo extremamente raso e limitado dificulta a compreensão das ideias do outro

É cada vez mais raro encontrar espaços seguros para o dialogo

Não existem lideranças no bairro

Não existem lideranças ativas no bairro. Nem ao menos lideranças políticas eleitas nas Câmaras.

Indicados de políticos que não representam os interesses dos moradores e que se limitam a ações pontuais e paliativas para "sair na foto" para a próxima eleição.

Os moradores, em especial os síndicos deveriam ser incentivados a se unir por quarteirão para cobrar e chamar os moradores para ações sociais visando sanar, eles próprios os problemas do bairro.

Reclamantes profissionais, executores do nada

Moradores apenas reclamam e não buscam protagonismo dentro de dentro do seu condomínio, quarteirão, bairro...

Apenas esperam tudo do governo.

Não se sentem responsáveis por sua realidade e irão passar o resto de suas vidas reclamando das mesmas pessoas, dos mesmos problemas.

Não existem ações de protagonismo social em Copacabana

Associações e comunidades não conseguem criar ações para envolver os moradores do bairro em questões de interesse social.

O chamado "call to action". voltado para o Protagonismo Social. Por sua vez as comunidades virtuais se limitam a denuncias e convocações para reuniões.

Este post foi criado por um membro da comunidade do BuzzFeed, onde qualquer pessoa pode publicar listas e criações maravilhosas. Learn more ou publique o seu buzz!

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss