back to top

19 Imagens que provam que Soraya de "Maria do Bairro" era um ícone da moda

Ela foi muito mais do que a vilã de "Maria do Bairro".

publicado

Todos lembram de "Maria do Bairro", novela mexicana de 1995 que foi transmitida para mais de 180 países, inclusive o Brasil, e que inspirou até mesmo um remake nas Filipinas.

Televisa

Tecnicamente Thalía era a protagonista, mas, vinte anos depois, a personagem que ainda permanece viva em nossas memórias é a vilã Soraya Montenegro.

A história é mais ou menos assim: María (interpretada por Thalía) é uma jovem pobre que vive na periferia. Ela consegue um trabalho como empregada, mas se apaixona por seu impetuoso, porém problemático, patrão: Luis Fernando.

O romance deles foi bem complicado, já que Soraya (interpretada por Itatí Cantoral) era OBCECADA pelo mocinho e prometeu destruir a vida de Maria.

Televisa

Em certo momento, Soraya embebeda Luis Fernando, finge que fez sexo com ele e inventa uma gravidez só para forçá-lo a se casar com ela. Depois ele descobre a verdade e acaba casando com Maria.

Outro atos de maldade cometidos por Soraya incluem: bruxaria contra seus inimigos, assassinato, atacar sua enteada que vivia em uma cadeira de rodas e criar os melhores insultos de todos.

Televisa / Via ohnotheydidnt.livejournal.com

Devido a suas memoráveis maldades, nós podemos não ter reparado direito em um de seus maiores legados. Não, eu não estou falando sobra sua atuação maldita lisiada, digna de um Oscar, estou falando sobre seu estilo.

Soraya foi a vilã mais elegante que já embelezou uma novela e, por isso, ela merece nossa homenagem.

Publicidade

3. Soraya não precisava de um kit de batons de longa duração— ela sabia exatamente como evitar que sua maquiagem borrasse.

vine.co
Publicidade

8. Ela sempre se vestiu impecavelmente, mesmo naquelas noites em que você não tem muito o que fazer e fica em casa tendo um chilique:

vine.co

Dica da Soraya: Sempre use acessórios nos momentos dramáticos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

18. Ela sabia a importância de ter seu próprio espaço quando o assunto era moda.

"Parabéns, querida."
"Não me abrace que não tenho tempo de me desinfetar."

Abraços só servem para amassar as roupas e espalhar germes.