go to content

54 memórias da infância de subúrbio que vão fazer você chorar de saudades

O carro da pamonha, os brinquedos de sucata e a piscina de armar: melhor infância.

publicado

1. As pessoas batiam palma no portão.

2. E às vezes, se era um vendedor, sua mãe mandava você dizer que ela não estava.

3. Você sabia identificar todos os sons dos vendedores de rua.

4. Tinha o claque-claque do tio que vendia biju.

5. E o apito do quebra-queixo.

6. A trilha sonora do bairro ainda incluía o sino ou a ave-maria da igreja local.

7. O carro da pamonha ("venha provar, minha senhora, é uma delícia").

8. O caminhão do gás, que primeiro passava buzinando, depois passou a tocar uma versão horrenda de "Pour Elise" e, finalmente, veio com a trilha sonora com os sinos.

9. E o caminhão de produtos de limpeza, atrás do qual às vezes sua mãe mandava você correr atrás avisando que ela ia querer água de lavadeira.

10. Mas você delirava mesmo quando vinha a kombi que trocava ferro velho por pintinhos ~de verdade~.

11. O único problema é que os pobres bichos dificilmente sobreviviam uma semana.

12. Entre outros riscos que eles corriam, podiam terminar afogados na tradicional piscina de lona.

13. Que dava um trabalho horroroso para armar, com todos aquele tubos e quinas.

14. Tanto que ela passava dias armada depois disso, mesmo que a água ficasse verde dentro.

15. Os primeiros trovões eram a senha para você começar a convencer sua mãe a te deixar tomar banho de chuva.

16. E disputar a tapa aquele ponto exato onde a água da calha desembocava e formava uma pequena cachoeira.

17. Se ela hesitasse muito, talvez terminasse convencida pela legião de crianças que vinha te chamar.

18. Caso não estivesse chovendo, o convite podia ser para brincar de pega-pega, elefantinho colorido, mãe da rua ou mês.

19. Você cansou de ir buscar refrigerante 1 litro na padaria.

20. E de voltar para casa sem nada porque tinha esquecido o vasilhame (popularmente conhecido como casco).

21. Ou tomar tubaína no saquinho plástico.

22. Você também comprava cigarros para seus pais ou tios no boteco.

23. E até "pendurava" compras no nome da sua mãe.

24. Outra das suas funções era ficar olhando se os canais estavam funcionando bem quando seu pai subia no telhado para mexer na antena.

25. E você ficava embaixo informando: "melhorou a Globo e a Bandeirantes, piorou a Record!".

26. Quando tinha Copa, era a maior alegria arrecadar dinheiro para comprar tinta.

27. E depois fazer altas pinturas no asfalto.

28. Asfalto, aliás, que você descia a bordo de um belíssimo carrinho de rolimã.

29. Ou onde você tirava um gol a gol com os amigos, com as traves marcadas por chinelos.

30. E uma bola Dente de Leite.

31. Mas sempre tinha que interromper o jogo quando passava um carro.

32. Às vezes um dos gols era um belo portão da vizinhança.

33. Mas isso só até a vizinha sair gritando porque vocês estavam batendo bola literalmente na porta dela.

34. Você correu da vizinha brava.

35. Correu de cachorro bravo.

36. Correu da kombi da Gangue dos Palhaços (de existência jamais provada).

37. Correu do Homem do Saco (e de mais umas duas ou três lendas urbanas).

38. E correu da carrocinha, porque não entendia direito a função daquele carro temido.

39. Em compensação, você também correu muito EM DIREÇÃO AO carrinho de Yakult.

40. E depois fez brinquedos com os copinhos.

41. No verão, você se refrescou com os gelinhos (sacolé/geladinhos/suquinhos) que a vizinha vendia.

42. E viveu grandes aventuras explorando a vizinhança em gangue, de bicicleta.

43. A única coisa capaz de parar a sua gangue era a perigosíssima avenida, que marcava o limite do bairro.

44. Tão perigoso quanto a avenida, só as bombinhas e fogos em geral que você soltava escondido da sua mãe na época de festa junina.

45. Mas nenhum destes riscos se comparava ao perigo SUPREMO: engasgar com uma bala Soft.

46. Algumas vezes você acompanhou sua mãe nestes eventos doidíssimos que eram as reuniões de Tupperware (ou da Amway).

47. Era um saco porque você não entendia direito o que tava rolando e a maioria das mulheres presentes apertava suas bochechas.

48. Mas pelo menos no fim tinha comida.

49. Bom mesmo era quando tinha festinha na sua casa e seu pai pendurava uma lona no portão para garantir a privacidade dos convidados.

50. Se a festinha era dos seus primeiros aniversários, ela provavelmente tinha bolo gelado e cascata de balas de coco.

51. Se a festinha era de pré-adolescente, provavelmente tinha bailinho na garagem.

52. Com ponche de frutas, cuba libre ou qualquer outro drinque... com refrigerante.

53. De um jeito ou de outro, você provavelmente nunca mais frequentou festinhas tão boas (e com batatinhas no palito tão bem temperadas) quanto estas.

54. E poucas crianças têm fotos de infância tão LOKAS quanto as suas. <3

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss