Como o uso equivocado da expressão "mimimi" arruinou a campanha do Novalfem

“Mimimi” é uma expressão usada para “reclamação sem sentido”, “frescura”. Não é o caso da cólica, reação física (e bastante dolorosa) do ciclo menstrual.

publicado

A Sanofi, laboratório que produz o Novalfem, quis criar uma campanha para mostrar que as mulheres não precisam abrir mão de nada por causa das cólicas.

Segundo o site Propmark, a campanha partiu de uma pesquisa que dizia que "75% das mulheres deixam de cumprir obrigações e 58% abrem mão de algo que gostam devido a cólicas menstruais".

Só que "mimimi" é uma expressão usada para "reclamação sem sentido", "frescura" -- o que não é o caso da cólica, uma reação física (e bastante dolorosa) do ciclo menstrual.

Não demorou para que as mulheres que sofrem com as cólicas percebessem o equívoco.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Não tem uma mulher na agência pra levantar a mãozinha e dizer OLHA, CÓLICA NÃO É FRESCURA? Pelamor".

De fato, tem várias mulheres envolvidas na criação e aprovação da campanha.

Que foi inclusive ofensiva para algumas mulheres que têm cólica por conta de problemas graves, como a endometriose.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Eu portadora de Endometriose Severa, digo que essa propaganda é de total desrespeito. Você não pode imaginar o quanto sofremos. É triste ler isso".

Dizer que cólicas são "mimimi" foi o grande erro e isso não teve conserto.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Mimimi, um estado que SÓ AS MULHERES COMPREENDEM".

Acho que a propaganda fala por si e contra argumenta as respostas da empresa. Machista, sexista, preconceituosa, desonesta e julgadora. (...)

Vcs erraram muito. Desrespeitaram mulheres que sofrem com graves problemas de saúde."

Inclusive, este tipo de campanha pode reforçar uma cultura -- a de julgar a dor da cólica como frescura -- que atrasa o diagnóstico de um problema de saúde bem sério, com consequências potencialmente graves: a endometriose.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Estou percebendo que a cada post que tenta se desculpar deixa mais claro ainda que não se aprofundou no assunto, não estudou sobre a doença ou sintomas e suas vertentes, não fez uma análise de risco e nem do público alvo. (...)

Hoje as portadoras de Endometriose têm seu diagnóstico tardio devido a médicos despreparados e a grande cultura que cólica é Mimimi."

A campanha também tem um vídeo protagonizado pela Preta Gil.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

No clipe, várias mulheres se divertem e dançam em volta da piscina, enquanto a música fala de ir para a balada enquanto você [com cólicas] está em casa, "mas que situação".

O refrão repete "cabou o mimimi, mimimi, mimimi".

O vídeo também não foi poupado nos comentários do YouTube-- especialmente por um grupo de apoio às portadoras de endometriose.

Reprodução / Via youtube.com

"Esse assunto não pode ser tratado como piada, com ironia!

Somos mais de 7 milhões de brasileiras sofrendo com fortes cólicas menstrual, com declínio na qualidade de vida, com destruições de sonhos, adiamento de planos e tarefas. A Endometriose é uma doença crônica, que ainda não tem cura."

Ao final, ficamos nos perguntando...

Será que criariam campanha de remedio pra ereção falando pros omi parar de ser broxa? Acho que não #SemMiMiMi